Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 17 de Junho de 2019. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
29084919


Edicão n° 192 de Junho 2019


GERAL

Debates em todo o Estado buscam enfrentar e prevenir violência contra o idoso


Sucessivas pesquisas e censos demográficos apontam para um significativo crescimento
da população idosa em relação aos demais grupos etários. Dos atuais 11,3 milhões de
habitantes no Rio Grande do Sul, 1,8 milhão está na faixa acima dos 60 anos, o que
representa 16,06% da população total.

No Brasil, o número de pessoas acima dos 60 anos superou os 30 milhões em 2017.
Essa mudança de perfil social expõe um problema praticamente desconhecido até bem
pouco tempo para a sociedade: a violência contra pessoas na velhice. A Organização
Mundial da Saúde (OMS), tipifica como abuso o financeiro, o físico, o psicológico e o
sexual.

“Esta é uma epidemia silenciosa e que acontece, na maioria das vezes, dentro de casa”,
informa a psicóloga Joana Veras, da Coordenação Estadual da Saúde do Idoso, da
Secretaria da Saúde (SES). Para dar visibilidade ao problema, 15 de junho foi instituído
como o Dia Mundial de Enfrentamento à Violência contra Idosos e diversas ações estão
programadas em todo o Estado durante o mês. Confira algumas delas abaixo.

Dados da Vigilância Epidemiológica da SES, com base no Sistema de Informação de
Agravos de Notificação (Sinan), no RS, em 2018, houve 3.021 casos de agressão sofrida
pelos idosos, a maioria física (1.021, correspondendo a 33,8%). Em seguida, a
psicológica/moral (560, 18,5%). Logo abaixo, negligência ou abandono (528, 17,5%).
Lesões auto-provocadas chegaram a 409 (13,5%), e financeira/econômica a 153
(5,1%). Há também tortura (41, 1,4%) e sexual (40, 1,3%). No quesito “outros” foram
inseridos 269 notificações (8,9%). Apesar de algumas variações, há uma tendência de
manutenção das notificações ao longo da década iniciada em 2010.

A maioria dos agressores é filho(a), correspondendo a 626 notificações (28,23%),
própria pessoa 410 (18,5%), cônjuge/namorado(a) são 228 (10,3%),
amigos/conhecidos 135 (6,1%), cuidador 62 (2,3%), ex-cônjuge/ex-namorado(a)
chegam a 60 (2,3%), irmão(a) são 50, (2,2%), da lei ou patrão 23 (1,3%),
mãe/madrasta/pai/padrasto 19 (0,8%). Outros vínculos 301 (13,6%) e ignorado/branco
150 (6,8%). “Mas nós ainda enfrentamos o problema de subnotificação”, diz Joana, ao
lembrar que muitos casos sequer chegam a ser declarados ao SUS.

Joana Veras destaca que a notificação é uma etapa extremamente importante para o
enfrentamento à violência, pois subsidia o planejamento de ações. “É importante
ressaltar que a notificação de casos de violência através da ficha de registro no Sinan
(que pode manter o anonimato do profissional que a realiza) tem caráter epidemiológico
e não se iguala a uma denúncia acolhida pelo sistema da segurança pública, que envolve
investigação policial”.

O Estatuto do Idoso estabelece que os casos de suspeita ou confirmação de violência
praticada contra as pessoas idosas devem ser notificados não somente à autoridade
sanitária, mas também, obrigatoriamente, à autoridade policial, Ministério Público e às
instâncias de controle social (conselhos de direitos municipais, estaduais ou nacional).

Programação no Estado:

Seminário Estadual de Enfrentamento a Violência Contra as Pessoas Idosas
11/6 , a partir das 8h30min
Local: Auditório do Sesc, na Rua Alberto Bins, 665, em Porto Alegre
Clique aqui para conhecer a programação

II Encontro Regional sobre a Política de Saúde do Idoso
12/6, a partir das 8h
Local: auditório do Colégio Politécnico da UFSM, em Santa Maria
Clique aqui para conhecer a programação

Fórum Temático Enfrentamento a Violência contra a Pessoa Idosa
13/6, a partir das 16h
Local: Centro de eventos da Fenadoce, na Av. Pinheiro Machado, 3.390, em Pelotas

Promoção da Saúde e Prevenção da Violência contra o Idoso
14/6, a partir das 8h30
Local: Auditório do Memorial da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), em Santa
Cruz do Sul
Inscrições pelo e-mail arcenio-fischborn@saude.rs.gov.br

Texto: Ascom/SES ...

Curso Recursos Didáticos em Educação para o Trânsito está com inscrições abertas


A Escola Pública de Trânsito (EPT) do DetranRS abriu as inscrições para o curso Recursos
Didáticos em Educação para o Trânsito. Será realizado dia 25 de junho, das 9h às 17h, na
sala de aula da EPT (Rua Voluntários da Pátria, 1.358 - 7º andar - ala norte, em Porto
Alegre).

Gratuito e aberto ao público em geral, o curso tem a finalidade de subsidiar profissionais
interessados em multiplicar a educação para o trânsito para adultos.

Entre os temas a serem abordados estão conceitos de didática; estratégias de
aprendizagem; andragogia (ensino de adultos); tipos e aplicação de recursos didáticos
(imagens, vídeos, dinâmicas, textos, saída de campo, jogos, rodas de conversa, música e
paródia) e adversidades no planejamento quanto ao uso dos recursos didáticos.

Para inscrever-se, acesse o Portal da Educação do DetransRS ...

Licenciamento ambiental a microcervejarias será desburocratizado em Porto Alegre


O fluxo administrativo para o licenciamento ambiental a microcervejarias ficará mais ágil
e desburocratizado. Nesta sexta-feira, 7, às 15h, serão lançados pela Secretaria
Municipal do Meio Ambiente e da Sustentabilidade (Smams) os novos procedimentos
para tramitação eletrônica dos processos, em solenidade na sede da microcervejaria 4
Árvores - na avenida Pará, 970, bairro São Geraldo.

“É muito importante que a prefeitura incentive o crescimento do setor, gerando emprego
e renda, e a melhor forma para isso é a desburocratização”, afirma o secretário Maurício
Fernandes.

O requerente deverá solicitar a licença ambiental de operação para atividade de
microcervejaria pelo e-mail ambiental@portoalegre.rs.gov.br, com a documentação
necessária anexada. A licença estabelece normas sobre poluição atmosférica e hídrica,
resíduos, exposição de veículos de divulgação e emissões sonoras, entre outras
questões.

“O crescimento desse setor promove, além economia, a gastronomia, o entretenimento
e o turismo para nossa cidade. Estamos valorizando quem cumpre as regras ambientais
e punindo quem descumpre”, conclui o secretário Fernandes.

O evento terá a participação da Associação Gaúcha de Microcervejarias e integra a
programação da 35ª Semana do Meio Ambiente.
...

Vice-governador prestigia inauguração de projeto de mão de obra prisional


Em menos de dois minutos, cerca de 1 kg de massa é retirado da misturadora, em quatro
colheradas de espátula, vai para um molde, passa por uma prensa e sai no formato de um
bloco vazado, dividido em duas células. O que seria apenas mais um tijolo é a pedra
fundamental para construção de um caminho de esperança e renovação na vida de detentos
do Presídio Regional de Pelotas, no sul do Estado.

A peça simboliza o início da produção da fábrica de artefatos de concreto dentro da unidade
prisional, inaugurada na quinta-feira (30/5) em cerimônia com a presença do vice-governador
e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, e da prefeita do município, Paula
Mascarenhas, entre outras autoridades.

O projeto aplica o aproveitamento da mão de obra prisional em benefício do poder público e
como instrumento de ressocialização. A cada três dias de trabalho, os sete presos – que irão
atuar de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h – reduzirão um dia de suas penas.

"Criamos a Secretaria da Administração Penitenciária com objetivo principal de ampliar o
número de vagas. Mas não adianta criar por criar. É essencial abrir vagas qualificadas, que
permitam devolver à sociedade cidadãos melhores. Esse projeto de Pelotas se alinha
perfeitamente com nosso propósito", afirmou Ranolfo.

A estrutura vai produzir cerca de 200 blocos de concreto por dia, além de tubos para
canalização. Os materiais serão utilizados em obras da cidade, reformas no presídio e na
construção do Centro de Reintegração Social vinculado à Associação de Proteção e Assistência
ao Condenado (Apac).

O galpão da fábrica foi erguido pelos próprios presos após produzirem 5 mil blocos de
concreto durante a fase de preparação do projeto. Em uma parede lateral, foram pintadas
palavras como "presídio", "participação", "perdão", "profissão" e "paz", que trazem na
primeira letra a inspiração para o nome da fábrica: Artecon P.

Universidade parceira

"Este projeto simboliza um farol para a grande transformação que sonhamos: fincar no nosso
território a bandeira da paz. A Artecon P é exemplo de que é possível fazer a diferença, mudar
vidas e lutar por uma sociedade melhor. Essas pessoas têm direito a uma segunda chance, e
o que nós estamos fazendo é abrir portas para que elas sejam acolhidas e possam
recomeçar”, disse a prefeita Paula Mascarenhas, que entregou certidões de honra aos presos
operários.

"A esperança estava meio longe para nós, e agora a temos. Graças a essas pessoas que
acreditaram em nós, com oportunidade e confiança. Toda a esperança que deram para mim,
vou passar para meus irmãos aqui. Ao sair, pretendo fazer faculdade e continuar colaborando
com eles", agradeceu o detento Jaques da Silva, líder do grupo e que ajudou a recuperar a
maioria do maquinário de trabalho.

A estrutura vai produzir cerca de 200 blocos de concreto por dia, além de tubos para
canalização. Os materiais serão utilizados em obras da cidade, reformas no presídio e na
construção do Centro de Reintegração Social vinculado à Associação de Proteção e Assistência
ao Condenado (Apac).

O galpão da fábrica foi erguido pelos próprios presos após produzirem 5 mil blocos de
concreto durante a fase de preparação do projeto. Em uma parede lateral, foram pintadas
palavras como "presídio", "participação", "perdão", "profissão" e "paz", que trazem na
primeira letra a inspiração para o nome da fábrica: Artecon P.

Universidade parceira

"Este projeto simboliza um farol para a grande transformação que sonhamos: fincar no nosso
território a bandeira da paz. A Artecon P é exemplo de que é possível fazer a diferença, mudar
vidas e lutar por uma sociedade melhor. Essas pessoas têm direito a uma segunda chance, e
o que nós estamos fazendo é abrir portas para que elas sejam acolhidas e possam
recomeçar”, disse a prefeita Paula Mascarenhas, que entregou certidões de honra aos presos
operários.

"A esperança estava meio longe para nós, e agora a temos. Graças a essas pessoas que
acreditaram em nós, com oportunidade e confiança. Toda a esperança que deram para mim,
vou passar para meus irmãos aqui. Ao sair, pretendo fazer faculdade e continuar colaborando
com eles", agradeceu o detento Jaques da Silva, líder do grupo e que ajudou a recuperar a
maioria do maquinário de trabalho. ...

Com apelo poético, Balada Segura dá recado aos jovens sobre preservação da vida


A nova campanha da Balada Segura, programa gaúcho de combate à alcoolemia no trânsito
coordenado pelo DetranRS, vai ao ar nesta sexta-feira (31). Canais de televisão aberta, perfis
em mídias sociais e serviços de áudio via streaming (internet) serão explorados para fazer um
chamamento ao público jovem: viver é a grande balada.

O texto da campanha, narrado de forma revezada por dois jovens, é em poesia rimada do tipo
slam, estilo surgido nos anos 1980 em Chicago, nos Estados Unidos. O apelo poético busca,
principalmente, sensibilizar o público para a importância de se voltar da festa em segurança –
a escolha de um “motorista da rodada” é a alternativa mostrada no vídeo. De forma
complementar, a campanha demonstra a Balada Segura como uma causa social na qual toda
a sociedade deve se engajar.

Para a diretora institucional do DetranRS, Diza Gonzaga, a Balada Segura já se encontra em
um patamar de aceitação social extremamente representativo, “visto que 97% dos motoristas
escolhem soprar o bafômetro e que a imensa maioria deles zera no teste. Contudo, a
alcoolemia no trânsito é um fenômeno cultural que precisa ser desconstruído de forma
sistemática e ampla – daí a importância das campanhas de publicidade educativa para
reforçar a mensagem de preservação e valorização da vida”.

A campanha foi desenvolvida pela agência Matriz, supervisionada pela Assessoria de
Comunicação Social do DetranRS e pela Secretaria Estadual de Comunicação (Secom). ...

BR-116 terá desmonte de rochas


O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), por meio da Unidade Local de
Pelotas, informa que na próxima segunda-feira (03/06), ao longo do dia, haverá desmonte de
rochas para a implantação do sistema de drenagem no km 499 + 300 das obras de duplicação,
em Pelotas.

Por segurança, o local estará sinalizado. Porém, não será necessário o bloqueio da pista, pois
serão utilizados equipamentos de proteção e contenção do material.

Mais informações podem ser obtidas no canal da ouvidoria do empreendimento: 0800 60 11
116. ...




Edição n° 192 - Junho 2019

Selecionar Edição
  • Edição n° 192
  • Edição n° 191
  • Edição n° 190







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821