Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 21 de Novembro de 2019. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
30670898


Edicão n° 193 de Julho 2019


EDUCAçãO

Escolas da 12ª Coordenadoria Regional de Educação são acolhidas no projeto Seduc em Missão


A quarta-feira, 24, foi mais um dia de atendimento do projeto Seduc em Missão. Uma iniciativa
da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) que ocorre de maneira itinerante nas
Coordenadorias Regionais de Educação (CREs) e que têm como objetivo ouvir os diretores das
escolas estaduais de todo o RS. O encontro que ocorreu na 12ª CRE (Guaíba) contou com a
presença de representantes das 95 instituições estaduais de ensino das cidades de Guaíba,
Charqueadas, Minas do Leão, Butiá, Tapes, Arambaré, Arroio dos Ratos, Barão do Triunfo, Barra
do Ribeiro, Camaquã, Cerro Grande do Sul, Chuvisca, Dom Feliciano, Eldorado do Sul, General
Câmara, Mariana Pimentel, São Jerônimo, Sentinela do Sul e Sertão Santana.

Para a diretora da escola Professor Américo Braga (Eldorado do Sul), Eliane Borba, esta
proximidade da escola com a Seduc irá auxiliar nas melhorias nos resultados. "É muito bom
poder apresentar nossa escola e todos os projetos que aplicamos", salientou. A supervisora da
escola Vincentina de Souza Bastos (Tapes), Fernanda Pinzon, aproveitou o acolhimento para
apresentar algumas das necessidades da comunidade escolar. "Tivemos uma conversa muito
bacana entre Seduc e CRE. É uma aproximação positiva", ressaltou.

O projeto Seduc em Missão teve início no começo do mês de julho e já passou pelas
coordenadorias regionais de São Leopoldo, Gravataí, Canoas e Osório. ...

Projeto RS Alfabetizado intensifica ações de melhoria da aprendizagem dos alunos de séries iniciais


A Secretaria Estadual de Educação (Seduc), por meio do Departamento Pedagógico,
promoveu, entre os dias 23 e 24 de julho, no Centro Administrativo Fernando Ferrari (Caff),
um encontro com os gestores e supervisores de 46 escolas de Porto Alegre que participam do
projeto piloto RS Alfabetizado. A iniciativa, que trabalha com o total de 58 instituições de
ensino e em torno de 6 mil alunos, visa intensificar as ações de melhoria da aprendizagem dos
estudantes do 1º ao 3º do Ensino Fundamental. Além da Capital, mais seis Coordenadorias
Regionais de Educação (CREs) integram a ação. São elas: 27ª, de Canoas; 28ª, de Gravataí;
11ª, de Osório; 2ª, de São Leopoldo e a 5ª, de Pelotas.

A assessora pedagógica do Ensino Fundamental da Seduc, Ludimila Andrade, explica que o
projeto prevê apoio pedagógico através de formação continuada com o objetivo de aproximar
a reflexão teórica da realidade de sala de aula, discutir metas, trocar experiências e
sistematizar conteúdos em busca da melhoria dos índices de aprendizagem. “O ponto central
do RS Alfabetizado é o monitoramento das aprendizagens durante o processo de alfabetização
nos anos iniciais. Isso permite que as etapas deste trabalho sejam constantemente
reavaliadas e readaptadas para qualificar o ensino”, destaca.

Avaliação diagnóstica dos estudantes

Durante o mês de julho ocorreram os encontros preparatórios com as equipes diretivas das
instituições de ensino. Entre os dias 6 e 7 de agosto serão realizadas formações com 302
professores. Depois, entre o final de agosto e início de setembro, o objetivo é realizar uma
avaliação diagnóstica com os estudantes para verificar o desempenho e os índices de
aprendizagem por aluno, escola e coordenadoria. Desta forma, será possível planejar ações
específicas para cada situação. ...

Estudantes de Santa Cruz exercem a cidadania em projeto de comunicação comunitária


Eles ainda cursam o Ensino Médio e muitos nem pensam em seguir profissões ligadas
diretamente ao universo da comunicação. Mesmo assim, a prática do mercado de
trabalho já é uma realidade para estudantes da Escola Estadual de Ensino Médio Ernesto
Alves de Oliveira, de Santa Cruz do Sul, que, a partir do projeto Liga Estudantil de
Comunicação (Lecom), estão atuando como cinegrafistas, jornalistas, relações públicas e
designers, dando voz à comunidade local. A iniciativa é uma parceria da escola com a
Revista Digital Outro Tom (OT), e é supervisionada pelo jornalista Paulo Garcia, que atua
de forma voluntária no projeto.

Atualmente, participam da Lecom cerca de 20 alunos do 1º ao 3º anos do Ensino Médio.
Durante encontros semanais, são produzidos vídeos com entrevistas sobre assuntos
relevantes para a escola, como um minidocumentário sobre o aniversário de 63 anos da
instituição. Também são realizadas oficinas de texto, produção de folhetos informativos,
oficinas de fotografia e produção de conteúdo em redes sociais.

Comunicação comunitária

Por meio da Lecom, o aluno é o jornalista e a própria pauta. A diretora da Ernesto Alves,
Janaína Venzon, aplica isso ao conceito de comunicação comunitária. “Aproximar a
escola da comunidade é uma das vantagens dessa proposta. Isso permite uma
socialização entre os estudantes, que criam vínculos com a escola e retratam a rotina
deles mesmos e do ambiente onde estão inseridos”, resumiu.

O estudante do 2º ano Jonathan Soares, 16 anos, conta sobre a experiência: “É
gratificante trabalhar com comunicação na escola. Isso fez com que eu pensasse na
possibilidade de prestar vestibular para o curso de Publicidade e Propaganda no próximo
ano”, explicou. Sua colega, Alexia, também com 16 anos, acredita que o trabalho
desenvolvido está sendo reconhecido por toda a comunidade escolar. “Nós cobrimos
todos os eventos da escola e isso faz com que a informação seja levada a muitas
pessoas”, resumiu.

A Ernesto Alves

Localizada no Centro de Santa Cruz do Sul, a Ernesto Alves atende 1.400 estudantes e
se destaca pela organização e qualidade de seus espaços, como a quadra poliesportiva,
salas de aula climatizadas, jardim de inverno, entre outros locais. Além da Lecom, os
estudantes podem participar de projetos de robótica, judô, futsal, patinação, danças
livre e de rua, xadrez e aulas de bateria. No dia 17 de julho, a escola sediará o
tradicional Ernestão – jogos escolares com duração de uma semana que contam com
grande participação de público. ...

“A Educação de Jovens e Adultos: Possibilidades e Desafios.”


A prefeitura de Charqueadasl, por meio da Secretaria da Educação e Supervisão de Ensino
de Jovens e Adultos, realizou na noite desta quinta-feira, 11, a segunda edição do evento
de formação de professores “A Educação de Jovens e Adultos: Possibilidades e Desafios.”.

A palestra ministrada pela Professora da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul
(UERGS), Dr.ª Rita Cristine Basso Soares Severo, contou com a participação das escolas
que atuam com a EJA no município, Pio XII, Horácio Prates, Maria de Lourdes e São Miguel.

A Supervisora da EJA na Secretaria da Educação, Rita de Cássia Luz da Rosa, salientou que
os estudos sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e do Referencial Curricular
Gaúcho (RCG) seguem nas escolas e, especialmente, na próxima segunda-feira, na SMED,
com a Comissão Regional. Reforça também o convite para que os Supervisores que atuam
nas escolas que ofertam a Educação de Jovens e Adultos participem de mais essa
importante discussão que norteará a educação no Município. ...

“A Educação de Jovens e Adultos: Possibilidades e Desafios.”


A prefeitura de Charqueadasl, por meio da Secretaria da Educação e Supervisão de Ensino
de Jovens e Adultos, realizou na noite desta quinta-feira, 11, a segunda edição do evento
de formação de professores “A Educação de Jovens e Adultos: Possibilidades e Desafios.”.

A palestra ministrada pela Professora da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul
(UERGS), Dr.ª Rita Cristine Basso Soares Severo, contou com a participação das escolas
que atuam com a EJA no município, Pio XII, Horácio Prates, Maria de Lourdes e São Miguel.

A Supervisora da EJA na Secretaria da Educação, Rita de Cássia Luz da Rosa, salientou que
os estudos sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e do Referencial Curricular
Gaúcho (RCG) seguem nas escolas e, especialmente, na próxima segunda-feira, na SMED,
com a Comissão Regional. Reforça também o convite para que os Supervisores que atuam
nas escolas que ofertam a Educação de Jovens e Adultos participem de mais essa
importante discussão que norteará a educação no Município. ...

Prefeito de Charqueadas visita obra de escola em construção


O Prefeito Simon, acompanhado da Diretoria de Planejamento, visitou a Escola de
Educação Infantil que está em construção no Parque Manoel João.Na oportunidade, viram
de perto uma escola que poderá receber mais de 180 alunos em turno integral ou mais de
280 alunos em único turno para idade pré-escolar.

Com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o valor total da
obra será R$ 1.935.835,70, sendo que R$ 1.802.473,77 serão destinados pelo FNDE e R$
133.361,93 como contrapartida do município.

O percentual de execução da obra está em 54,80%, aguardando recursos da União para
sua conclusão. O Prefeito Simon adianta que nos próximos dias irá a Brasília para viabilizar
a liberação dos recursos que faltam. Também registra que a contrapartida do município já
foi quitada, e que do montante de R$ 1.935.835,70, apenas R$ 702.964,77 foram
repassados pelo Governo Federal.

“O esforço de toda a Gestão será recompensado quando estivermos com a escola pronta.
O novo prédio terá 10 salas de aula, espaço coberto para atividades, refeitório,
administração, banheiros acessíveis, central de gás, duas salas para atendimento especial,
em aproximadamente 1.500 m² de área construída”, finaliza Simon Heberle de Souza. ... ...

Gincana Movimenta RS está com inscrições abertas para escolas municipais e estaduais


Com o intuito de promover a conscientização sobre a importância da educação fiscal e da
cidadania, o Grupo de Educação Fiscal do Rio Grande do Sul (Gefe-RS), em parceria com a
Secretaria da Fazenda e a Secretaria da Educação, lança a Gincana Movimenta RS. As
inscrições para as escolas estaduais e municipais estão abertas e seguem até 12 de julho.

A competição será dividida em duas fases: etapa municipal e estadual. Na primeira serão
realizados cinco jogos/atividades e as instituições de ensino competem entre si. Na
segunda etapa, em nível estadual, cada escola vencedora deve elaborar um projeto de
Educação Fiscal que tenha resultado significativo para a comunidade.

As três escolas classificadas com os melhores projetos serão campeãs. A gincana terá três
meses de duração, a contar de 1° de agosto. A premiação está prevista para dezembro.
Haverá premiação das instituições de ensino em parceria com a Receita Federal.

Para o coordenador do Gefe-RS, Randal Guimarães, a gincana é uma ferramenta para
integrar todo o Estado no debate da importância da Educação Fiscal. “Queremos
desenvolver a cidadania fiscal das pessoas, fazendo com que o cidadão entenda a
importância social dos tributos, da sua participação nas escolhas das demandas prioritárias
e da relevância de controlar e fiscalizar a aplicação dos recursos”, destacou. ... ...




Edição n° 193 - Julho 2019

Selecionar Edição
  • Edição n° 197
  • Edição n° 196
  • Edição n° 195







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821