Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 17 de Julho de 2018. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
23387529


Edicão n° 179 de Maio 2018


EDUCAçãO

Novos ônibus reforçarão transporte escolar em municípios ligados a programa


O secretário da Educação, Ronald Krummenauer, recebeu nesta sexta-feira (18) os prefeitos dos municípios de Cerrito, Dom Pedrito e Piratini. O encontro oficializou um acordo de cessão de uso de quatro ônibus, de propriedade do Estado (oriundos do Programa Caminho da Escola), para utilização das administrações municipais. O intuito é qualificar o atendimento do Programa Estadual de Apoio ao Transporte Escolar (Peate) nas regiões.

"Estamos buscando soluções em conjunto com os municípios para atender da melhor forma possível os nossos alunos, independentemente de pertencerem à rede estadual ou municipal", destacou Krummenauer.

Dom Pedrito foi contemplado com um dos quatro ônibus no acordo de cessão de uso. De acordo com o prefeito, Mario Augusto de Freire Gonçalves, o auxílio do Estado para a prestação de serviço irá solucionar a demanda existente. "Tínhamos uma grande dificuldade no transporte escolar na nossa cidade. O acordo vem em boa hora e poderemos atender completamente os alunos da área rural", explica. ...

Jovens de escola gaúcha ganham prêmio em maior feira de ciência do mundo


Cinco estudantes brasileiros ganharam prêmios, nesta sexta-feira (18), em Pittsburgh (EUA), com o encerramento da Intel Esef 2018, considerada a maior feira de ciência e engenharia do mundo. Entre eles, estão duas alunas do curso técnico de Química da Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, de Novo Hamburgo (RS).

A Intel International Science and Engineering Fair teve início no último domingo (13), reunindo 1.792 finalistas de 81 países no Centro de Convenções de Pittsburgh. O Brasil foi representado por 25 jovens pesquisadores do Amapá, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo. Os vencedores em 22 categorias receberam US$ 5 milhões (mais de R$ 18,7 milhões) em prêmios.

As gaúchas Laura Cavalheiro Brizola e Andrea Auler alcançaram o quarto lugar em Microbiologia, recebendo US$ 500 (mais de R$ 1,8 mil) pela conquista. O projeto Avaliação in vitro de citotoxicidade e genotoxicidade de um líquido iônico com atividade antifúngica avalia a viabilidade de usar um tipo de líquido iônico como o antifúngico, que verifica a nocividade em relação às células. Além disso, analisa se o líquido causa dano ao material genético.

O trabalho, credenciado pela Mostratec - tradicional mostra de ciência e tecnologia do RS -, é orientado pela professora Carla Kereski Ruschel. Outros cinco estudantes gaúchos também participaram da competição internacional.

Confira os demais brasileiros premiados:

3º lugar em Química – US$ 1.000 (mais de R$ 3,7 mil)
Detecção de drogas ansiolíticas em bebidas alcoólicas adulteradas
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Osório/RS
Aluna: Isabela Dadda dos Reis
Orientadora: Flávia Santos Twardowski Pinto
Credenciado pela Febrace

3º lugar em Ciências Médicas – US$ 1.000 (mais de R$ 3,7 mil)
Utilização de compostos bioativos microbianos no desenvolvimento de alternativa para combate de Cândida spp
Colégio Interativa – Londrina/PR
Aluna: Maria Vitória Valoto
Orientador: Fabio Luiz Ferreira Bruschi
Credenciado pela Febrace

3º lugar em Sistemas Embarcados – US$ 1.000 (mais de R$ 3,7 mil)
Dispenser autônomo de líquidos para recipientes com tamanhos variados
Colégio SER – Jundiaí/SP
Aluno: Gabriel Gelli Checchinato
Orientador: Ricardo Meca Parmezzano
Credenciado pela Febrace. ...

Lei antibullying ajuda na conscientização contra a violência escolar


Na última segunda-feira (14) foi sancionada pela presidência da República a Lei 3185/2015, que inclui, entre as atribuições das escolas, medidas de prevenção e combate a diversos tipos de violência, como o bullying.

Na Secretaria da Educação (Seduc), que coordena desde 2015 o Programa das Comissões Internas de Prevenção de Acidentes e Violência Escolar (Cipave), a iniciativa foi considerada positiva. "A lei ajuda a divulgar e a conscientizar ainda mais a sociedade sobre esse tipo de violência que, no Rio Grande do Sul, vem diminuindo graças à política adotada pelo governo através das Cipaves", destacou o responsável pela pasta, secretário Ronald Krummenauer.

No último levantamento da violência nas escolas, realizado no final de 2017, por meio do programa foi registrada uma queda de 33,3% nos casos de bullying - 6.083 ocorrências no primeiro semestre contra 4.563 no segundo, ou seja, uma redução de 1.520 casos em apenas um ano. Além disso, nas 19 cidades mais violentas do estado, 14 delas também registraram a diminuição.

"O Programa Cipave dá toda a orientação para que se trabalhe esta problemática e que se conheça todo o tipo de bullying que ocorre nas escolas. Além das cartilhas e dos temas já trabalhados em sala de aula, nós temos o Jogo Baneville voltado às crianças. Acredito que todas estas iniciativas pedagógicas tenham contribuído para que tivéssemos uma diminuição no número de casos", afirma a coordenadora do programa Cipaves, Luciane Manfro.

Cultura de paz

O Jogo Baneville Boas Ações na Escola e na Cidade, que pode ser jogado no computador ou no aplicativo, cria um ambiente que trabalha a resolução de conflitos como bullying, indisciplina, segurança, saúde e trânsito.

São várias etapas comportadas, desde o acesso até a construção de ambientes. Através da moeda virtual Cipave é possível realizar benefícios e melhorias na comunidade escolar. Este instrumento pedagógico de combate à violência se estende a todas as escolas da rede pública estadual, municipal e privada, além de demais interessados nesta grande rede virtual pela paz social. ...

Uergs abrirá novos cursos de graduação em 2019


A Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs) definiu nesta terça-feira (16) a oferta de cursos e vagas para 2019. Além da abertura de vagas em cursos já existentes, os conselhos superiores aprovaram a criação de novas graduações: Agroecologia, em Santa Cruz do Sul; Engenharia de Controle e Automação, em Porto Alegre; e Agronomia, em Sananduva.
São 1545 vagas. Metade delas é reservada para candidatos economicamente hipossuficientes, negros e índios (de acordo com a população no estado) e 10% para pessoas com deficiência.

Seleção
A Uergs utiliza o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) como forma de ingresso na maioria de seus cursos de graduação, com exceção do curso de Ciências Biológicas – curso ofertado em convênio com a Ufrgs, que realiza o vestibular. Para se inscrever no Sisu em 2019, é necessário que o candidato preste o Enem nos dias 4 e 11 de novembro deste ano.
As inscrições para o Enem 2018 encerram na próxima sexta-feira, 18 de maio.
A relação completa de cursos e vagas está disponível no site: www.uergs.rs.gov.br/ingresso-2019 ...

Sartori recebe estudantes vencedores de Olimpíada de Raciocínio


O governador José Ivo Sartori recebeu, nesta quarta-feira (16), a comitiva da Escola Visconde de Mauá, do município de Portão, vencedora da etapa nacional da 10ª Olimpíada de Raciocínio Mind Lab, em São Paulo. Agora, a equipe composta por quatro estudantes, com idades entre 11 e 13 anos, segue rumo à Antália, na Turquia, onde representará o estado na fase internacional do evento, entre 9 e 16 de junho.

Ao parabenizar os estudantes, Sartori reconheceu a importância da formação educacional e social dos jovens. "Sei como é a alegria do professor quando acontecem estas conquistas e, principalmente, quando os estudos ajudam a mudar a vida da família", salientou.

O professor de educação física João Batista de Oliveira, que acompanha o grupo nas atividades, disse que a realização dos jogos desenvolve habilidades de raciocínio lógico, sociais e emocionais. "Podemos ver a evolução dos estudantes, graças ao desenvolvimento cognitivo eles conseguem ampliar seus horizontes e aprimorar suas capacidades", explicou.

Participando pela segunda vez da Olimpíada de Raciocínio, o estudante Guilherme de Oliveira, 12 anos, destacou que os jogos exigem muita concentração, mas está preparado para a próxima fase. "Tenho muito orgulho de representar o Rio Grande do Sul, o Brasil, e, principalmente, a minha escola na Turquia", afirmou. ...

Começa a recuperação na rede elétrica das escolas estaduais


Parceria feita por meio de termo de cooperação do governo do Estado com oito universidades gaúchas, firmada em fevereiro de 2018, começa a trazer resultados, possibilitando a elaboração de projetos de reforma elétrica nos estabelecimentos das escolas estaduais dos municípios.

A meta é desenvolver projetos para 200 escolas já selecionadas em todo o Rio Grande do Sul, com a participação de 70 estagiários e um investimento de R$ 200 milhões em quatro anos. A verba é de um empréstimo junto ao Banco Internacional (Bird), além de contrapartida do Estado.

Segundo o secretário da Educação, Ronald Krummenauer, a iniciativa de modernizar a rede elétrica das escolas é uma reivindicação antiga e também atende a um pedido trazido pela conversa que manteve com todos os gestores escolares do estado, em março e abril desde ano, o Bate-Papo com os Diretores.

A ação promoveu uma conversa do secretário com cada um dos mais de 2,5 mil diretores de escola. “Em todos os encontros, a questão da rede elétrica das instituições foi tema recorrente. A parceria com as universidades vai agilizar a elaboração dos projetos, um dos gargalos existentes para resolvermos estes problemas”, afirmou Krummenauer.

Serra

Na Serra, o convênio com a Universidade de Caxias do Sul estabelece que 10 alunos do 8º ao 10º semestres de engenharias Civil e Elétrica recebam bolsas de estágio. Na região, os projetos são em 33 escolas e no prédio da 4ª Coordenadoria Regional de Educação e estão sob supervisão de professores dos cursos e do engenheiro eletricista responsável da Secretaria de Obras do Estado. O cronograma de ação começou nesta semana, com visita à escola Irmão Guerini, no bairro Ana Rech, seguida de visita à Escola José Generosi e ao Colégio Henrique Emílio Meyer, todos em Caxias do Sul. A sede da 4ª CRE, também na cidade, já foi vistoriada pelo engenheiro e pelos estagiários.

“Trata-se de uma iniciativa importante, temos que nos aliar na busca de soluções. Para nossa região, será um salto no tempo, pois sem a parceria seriam necessários muitos anos para efetivação dessa tarefa”, destacou a coordenadora da 4ª CRE, Janice Moraes.

Pelo contrato, os alunos vão às escolas e verificam a rede. Analisam itens como central de distribuição, fiação e iluminação. Após levantamento, começa a fase de elaboração do projeto - no caso de Caxias do Sul, será na UCS, e, posteriormente, os documentos serão encaminhados à 4ª Coordenadoria Regional de Obras para análise orçamentária e licitação. O prazo de conclusão das obras varia de acordo com o estado da rede da escola, mas a previsão é de que não ultrapasse seis meses.

Prazos

Em Santa Maria, na 8ª Coordenadoria Regional de Educação, as visitas a escolas já foram feitas. A Coordenadoria Regional de Obras Públicas (Crop) conta com quatro estagiários e, até o final de maio, contratará, através do convênio com a Universidade Federal de Santa Maria, outros seis para os projetos. Pelo menos cinco obras já foram vistoriadas estão com os dados apurados. “A previsão é de que a gente conclua alguns projetos até junho”, informou o coordenador regional da Crop, Maurício Oberto.

Universidades que estão participando:

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Pontifícia Universidade Católica do RS (PUC)
Universidade de Caxias do Sul (UCS)
Universidade de Passo Fundo (UPF)
Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI)
Universidade Federal do Pampa (Unipampa)
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-Riograndense (IFSul/Pelotas)
Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos)
...

Municipalização do Ensino Fundamental será debatida em seminário para busca de soluções


O seminário Municipalização do Ensino Fundamental – Construindo uma Política Compartilhada vai debater a legislação referente ao assunto, a gestão do sistema, a estrutura física e de pessoal, e as fontes de financiamento para manter a estrutura operacional. O evento, apoiado pelo governo do Estado, está marcado para o próximo dia 15, das 9h às 17h30, no auditório do Ministério Público Estadual. É promovido pela Fundação Escola Superior do Ministério Público (FMP) e a Consultoria em Direito Público (CDP).

A finalidade do seminário é buscar o entendimento e o compartilhamento de dúvidas e soluções. Também serão analisados os aspectos positivos, os eventuais problemas e as circunstâncias da municipalização do Ensino Fundamental, com a participação dos entes federados responsáveis e de representantes de várias áreas vinculadas. Estão convidados prefeitos, secretários municipais de Educação, promotores de Justiça, procuradores e assessores jurídicos municipais, e profissionais ligados aos órgãos de controle.

Apoiam também o evento a Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) e a Associação de Municípios. As inscrições podem ser feitas no site www.seminarioeducacao.com.br. ...

Colégio promove palestras sobre violência, meio ambiente e internet


Com o objetivo de se aproximar dos alunos adolescentes para falar sobre assuntos como violência, consumo de drogas, responsabilidade ambiental e uso seguro da internet, o Colégio Província de São Pedro promoveu, nas últimas semanas, uma série de palestras. A iniciativa, que contou com a parceria do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC), da Polícia Civil, encerrou na terça-feira (24/04), com o Papo de Responsa.

Direcionado aos estudantes do 1° ano do Ensino Médio, o bate-papo intermediado pelo escrivão Vinícius Geiger atraiu a atenção dos jovens, que demonstraram seu interesse através de comentários e perguntas. Para Valentina Ferreira Collares e Rafael Costa Gordim, ambos da turma 102, a atividade é importante para conscientizar os jovens sobre as suas atitudes.

- Penso que é algo importante de ter nas escolas, pois da maneira como foi tratado tem muita relação com a nossa realidade. É bom fazer as pessoas pensarem a respeito de suas ações – comentou Gordim.

Além de abordar as formas da violência e consumo de drogas, o policial civil também alertou os alunos sobre a aquisição de produtos ilegais, aspecto que chamou a atenção de Valentina.

- É interessante, porque ele usou uma abordagem descontraída para falar sobre assuntos sérios, como o consumo de objetos roubados ou drogas, pois muitas vezes não pensamos que estamos alimentando a indústria do crime com essa ação – relatou a estudante.

As turmas das Séries Finais do Ensino Fundamental também participaram das palestras realizadas anteriormente. A sustentabilidade ambiental foi apresentada aos alunos do 7° ano, e o uso seguro da internet ao 8° ano. O 9° ano também recebeu uma edição do Papo de Responsa.

Fonte: PlayPress ...

Secretaria da Educação começa a receber sugestões sobre novo currículo escolar


A Secretaria da Educação (Seduc) disponibiliza uma plataforma digital para receber sugestões de educadores que queiram participar da consulta pública para a formatação do Novo Referencial Curricular Gaúcho. Após se cadastrarem no site, os educadores das redes estadual e municipal e de escolas privadas poderão sugerir assuntos para o novo currículo, a ser implantado a partir de 2019.

A iniciativa, promovida pela União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e pelo Sindicato do Ensino Privado do Rio Grande do Sul (Sinepe-RS), tem o objetivo de criar uma base comum curricular integrada, trabalhando temáticas regionais como história, cultura e diversidade étnico-racial, de forma complementar à Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Para a diretora do Departamento Pedagógico da Seduc, Sônia Rosa, a implantação da BNCC e a construção do Referencial Curricular Gaúcho entram em uma etapa decisiva com amplo debate e participação dos educadores gaúchos. “A plataforma está disponível para que todos os professores participem e construam, de fato, o novo currículo”, afirmou.

A etapa seguinte será em junho, quando ocorrerão audiências públicas sobre o tema, com a participação da comunidade escolar do Rio Grande do Sul. ...




Edição n° 179 - Maio 2018

Selecionar Edição
  • Edição n° 181
  • Edição n° 180
  • Edição n° 179







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821