Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 19 de Setembro de 2018. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
25824774


Edicão n° 176 de Fevereiro 2018


EDUCAçãO

Escolas da rede estadual preparadas para o ano letivo


Os mais de 870 alunos da Escola Estadual de Ensino Médio Elmano Lauffer Leal, na Zona
Norte de Porto Alegre, vão encontrar a escola com a pintura interna, grama cortada,
janelas, vidros e portas consertados, além de classes, livros novos e aparelhos de ar
condicionado. Esta é uma das 24 escolas estaduais que, em uma ação que envolveu as
secretarias estaduais de Educação (Seduc) e de Obras, Habitação e Saneamento,
passaram por melhorias estruturais para receberem 2018 de cara nova.

A escola, que completa 50 anos em novembro, dedicou também parte das verbas
recebidas do governo para colocação de vidros de policarbonato, que evitam estilhaços,
em todas as janelas. Este ano, a escola vai abrigar sete turmas de primeiro ano do
Ensino Médio, divididas nos três turnos. Segundo a diretora, trata-se da série que tem
maior procura. As 70 classes e cadeiras novas foram dispostas em novo layout de Arena,
a ser estreado este ano.

O modelo foi pensado pela diretora Monica Beatriz Mor, que acredita que a disposição
das classes influencia na socialização dos alunos, podendo assim contribuir para a
inclusão dos estudantes e manter o foco da atenção no professor. Além dos alunos, os
professores também serão surpreendidos com melhorias, vão receber armários novos.
“Se me perguntares quando a escola está em obras, vou responder que sempre.
Estamos sempre arrumando aqui e ali, repintando, conquistando coisas novas. O retorno
que temos dos alunos é a conservação e empenho. Nossa escola é muito recomendada
por ex-alunos, o que nos deixa imensamente felizes, ” disse a diretora.

Em Porto Alegre, ainda estão em obras os colégios Heitor Villa Lobos, Érico Veríssimo,
Paula Soares e Aberto Torres. Estão iniciando as obras os seguintes estabelecimentos:
Henrique Farjat, Venezuela, Jeronimo de Ornellas, Piratini e Dom Pedro I.

Fim da espera

Depois de 18 anos, será inaugurado o prédio novo da Escola Estadual de Ensino
Fundamental Maria Cristina Chiká, de Porto Alegre. No ano passado, as crianças do
primeiro e segundo ano tiveram que assistir às aulas dentro de contêineres colocados no
pátio. Nesta semana, ex-alunos e comunidade escolar em geral se dispuseram a ajudar
a colocar as mais de 200 novas classes e cadeiras, entregues na terça-feira.

Os alunos vão receber a escola em ordem e, ainda no primeiro semestre, outra melhoria
será finalizada: uma subestação de energia, que permitirá a instalação de equipamentos
mais modernos - inclusive um elevador. “A sensação é de alívio e esperança renovada.
Agora temos condições de desenvolver nossos projetos docentes de forma efetiva",
declarou a diretora Ivelise Camboim. Além das obras e classes, a escola realizou toda a
pintura externa e interna de salas, consertou banheiros, cortou a grama e arrumou os
brinquedos do pátio.

Região Metropolitana

A Escola Estadual de Ensino Médio Presidente Kennedy, de Cachoeirinha, recebeu a
instalação de 20 aparelhos de ar condicionado. Em Alvorada, a Escola Estadual de
Ensino Médio Vale Verde ganhou uma subestação de Energia que permite a instalação de
climatizadores. Também em Alvorada, a Escola Estadual de Educação Básica Júlio César
Ribeiro de Souza teve concluída a instalação da rede elétrica.

Foram 24 escolas do Estado que concluíram obras entre dezembro e fevereiro de 2018 -
15 são de Porto Alegre. Neste mês, o governo do Estado anunciou o início de obras em
80 estabelecimentos de ensino, um investimento de mais R$ 11 milhões. São escolas de
todas as partes do Estado. De acordo com o Departamento Administrativo da Secretaria
da Educação (Seduc).
...

Inscrições para contratação de professores se iniciam nesta quinta-feira


A Secretaria da Educação (Seduc) abre, nesta quinta-feira (8), as inscrições para o edital
de 2018 para Cadastro Temporário de Contratação Emergencial de Professores. Cada
candidato pode se cadastrar em até dois municípios por edital, e devem se candidatar pela
internet no link ou nas Coordenadorias Regionais de Educação.

O sistema funciona como um banco de cadastro, no qual os selecionados são chamados
conforme a necessidade. Não há nenhum tipo de prova de seleção, a classificação é feita de
acordo com os critérios do edital. Cada cadastro tem validade de três anos e a prioridade de
convocação é do edital mais antigo ao mais recente, em ordem de classificação.

Quem já se inscreveu em editais passados pode se inscrever novamente. Após a inscrição,
os candidatos devem levar a documentação necessária, diretamente na Coordenadoria
Regional de Educação escolhida na inscrição. O período de inscrições se encerra na
segunda-feira (19). ...

Programa de combate à violência escolar recebe prêmio da Alap em setembro


O programa Comissões Internas de Prevenção de Acidentes e Violência Escolar (Cipaves)
receberá o prêmio Hors Concurs da Associação Latino-Americana de Publicidade (Alap).
O anúncio foi feito pelo secretário-geral da Alap, João Firme, na manhã desta quarta-
feira (7) à secretária de Políticas Sociais, Maria Helena Sartori. A premiação ocorre no
dia 21 de setembro, em Paris, durante a 2ª edição extra do Festival de Gramado da
Alap, na Embaixada do Brasil na França.

No ano passado a campanha 'Tamo Junto com a Cipave', organizado pelas secretarias de
Políticas Sociais, Educação e Comunicação, com o apoio do Grupo RBS, mobilizou 345
escolas de 175 municípios em um concurso, onde os alunos produziram vídeos
inspirados no comercial da Cipave, utilizando o jingle da campanha por meio de
dublagem.

O Cipave, promovido pela Secretaria da Educação (Seduc), incentiva a cultura da paz
para reduzir gradativamente os índices de violência em aproximadamente 2,4 mil
escolas gaúchas.

Também participaram do encontro os representantes da direção da Alap Jair Meneghetti
e Dorotéo Fagundes.

Impacto para Melhor Gestão

No último dia 1º, o programa Cipave também foi anunciado como um dos vencedores da
1ª Convocatória Internacional de Avaliações de Impacto para uma Melhor Gestão,
promovida pela Corporação Andina de Fomento (CAF) - Banco de Desenvolvimento da
América Latina. A iniciativa do governo gaúcho foi uma das cinco escolhidas,
concorrendo com ações públicas realizadas na América Latina e no Caribe. Ao todo,
participaram 120 projetos. ...

Secretaria disponibiliza Cardápio de Alimentação Escolar 2018


A Secretaria de Educação (Seduc) divulgou nesta terça-feira (30) em seu site o Cardápio
de Alimentação Escolar 2018. Estão divididos por coordenadoria e pela modalidade de
ensino, incluindo escolas agrícolas, quilombolas e indígenas. No Rio Grande do Sul, mais
de 900 mil alunos são contemplados no Programa Nacional de Alimentação Escolar
(Pnae). São repassados mais de R$ 6 milhões do governo federal e mais de R$ 1 milhão
do governo do Estado para manutenção do benefício.

De acordo com a responsável técnica da Assessoria de Alimentação Escolar e Nutrição da
Seduc, Luana Petrini, a disponibilização online da lista completa das refeições também
auxilia as escolas a cumprirem o cardápio. "Tenho certeza que a iniciativa irá ajudar
muito para sanar as principais dúvidas", explica.

Alimentação Escolar

O Pnae contribui para o crescimento, o desenvolvimento, a aprendizagem, o rendimento
escolar dos estudantes e a formação de hábitos alimentares saudáveis, ofertando
alimentação escolar e ações de educação alimentar e nutricional.

O repasse é feito diretamente aos estados e municípios, com base no Censo Escolar
realizado no ano anterior ao do atendimento. O programa é acompanhado e fiscalizado
diretamente pela sociedade, por meio dos Conselhos de Alimentação Escolar (CAE), pelo
FNDE, pelo Tribunal de Contas da União (TCU), pela Controladoria Geral da União (CGU)
e pelo Ministério Público.

Com a Lei nº 11.947, de 16 de junho de 2009, 30% do valor repassado pelo Pnae deve
ser investido na compra direta de produtos da agricultura familiar, medida que estimula
o desenvolvimento econômico e sustentável das comunidades.

A Secretaria da Educação repassa os valores recebidos do FNDE integralmente às
direções escolares, também em 10 parcelas. Isso ocorre porque, atualmente, 100% dos
estabelecimentos de ensino possuem merenda escolarizada, ou seja, as direções são
responsáveis pela compra dos gêneros alimentícios. ...




Edição n° 176 - Fevereiro 2018

Selecionar Edição
  • Edição n° 183
  • Edição n° 182
  • Edição n° 181







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821