Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 11 de Abril de 2021. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
32234285


Edicão n° 214 de Abril de 2021


Estudo projeta que 10% da população gaúcha tenha sido infectada pelo coronavírus
25/02/2021

Um a cada 10 habitantes do Rio Grande do Sul já foi infectado pelo coronavírus, de
acordo com os dados mais recentes do estudo Epicovid19-RS (Estudo de Evolução da
Prevalência de Infecção por Covid-19). Divulgada em transmissão virtual nesta quinta-
feira (25/2), a nona etapa da pesquisa estima que a proporção de pessoas com
anticorpos para a Covid-19 é de 10% (de 9,1% a 10,9%, pela margem de erro) da
população gaúcha, o que corresponde a cerca de 1,13 milhão de pessoas (que pode
variar de 1,03 a 1,23) que já foram contaminadas pelo coronavírus, mesmo que de
forma assintomática.

“Retomamos a pesquisa para refinar nossas decisões. Nossos cientistas nos dão muita
segurança, e subsidiam a tomada de decisões que muitas vezes são antipáticas, mas
necessárias, porque estão baseadas na ciência. Nossa equipe produz informações de
forma absolutamente independente. E essa parceria com a comunidade científica
também funciona como um antídoto para enfrentarmos a pandemia das fake news e das
notícias distorcidas”, destacou o governador Eduardo Leite.

Realizada pelo Estado em parceria com a Universidade Federal de Pelotas (UFPel), a
pesquisa aponta que a prevalência de Covid-19 no RS é, hoje, cerca de 7,2 vezes maior
em comparação com a encontrada no levantamento anterior, realizado há cinco meses.
Em setembro, o percentual de infecção era de 1,38%, equivalente a 156,7 mil pessoas.

“Ou seja, estamos longe da ‘imunidade de massa’, que deve ser atingida com patamares
de imunização geral em torno de 60% a 80%”, diz o epidemiologista Aluísio Barros, um
dos coordenadores do estudo na UFPel.

O aumento da prevalência no Estado veio acompanhado de uma diminuição do número
de pessoas respeitando as orientações de distanciamento social. De setembro para cá, o
percentual da população que relatou sair de casa diariamente aumentou de 33% para
36%. Em comparação ao primeiro levantamento, realizado no início da pandemia, em
abril, esse aumento foi de 21% para 36%, enquanto a proporção de pessoas que
praticamente não saem de casa caiu de 22% para 10%.

"Pedimos que toda a população, na medida do possível, reduza os contatos, fique em
casa e cuide de si e da família, dos amigos, dos colegas de trabalho. A doença é real e
está cada vez mais perto de cada um. Neste momento crítico que passamos no RS, é
importante que tenhamos todos os cuidados. Não há como expandir muito mais os
leitos, e a expansão de leitos não é a resposta, porque cerca de 60% das pessoas que
são internadas na UTI não sobrevivem. Existir leito não é garantia de não perder a vida.
Por isso, o que realmente ajuda a salvar vidas é evitar a circulação do vírus, e para isso,
precisamos de cada um dos gaúchos”, reforçou o governador.

Para a coleta dos dados, os pesquisadores entrevistaram e testaram 4,5 mil moradores
de nove cidades gaúchas. Desse total, 443 apresentaram resultado positivo. 12,6%
deles foram em Canoas, município que já vinha apresentando os maiores percentuais de
casos em inquéritos anteriores. Passo Fundo teve 11,2% de positivos, e Santa Maria e
Ijuí tiveram 10,2%. As prevalências foram de 10,5% em Uruguaiana; 9,5% em Caxias
do Sul; e 8,9% em Pelotas. Porto Alegre e Santa Cruz do Sul apresentaram 8,3% de
casos positivos. Essas cidades respondem por 31% da população do Rio Grande do Sul.

O aumento da prevalência no Estado veio acompanhado de uma diminuição do número
de pessoas respeitando as orientações de distanciamento social. De setembro para cá, o
percentual da população que relatou sair de casa diariamente aumentou de 33% para
36%. Em comparação ao primeiro levantamento, realizado no início da pandemia, em
abril, esse aumento foi de 21% para 36%, enquanto a proporção de pessoas que
praticamente não saem de casa caiu de 22% para 10%.

"Pedimos que toda a população, na medida do possível, reduza os contatos, fique em
casa e cuide de si e da família, dos amigos, dos colegas de trabalho. A doença é real e
está cada vez mais perto de cada um. Neste momento crítico que passamos no RS, é
importante que tenhamos todos os cuidados. Não há como expandir muito mais os
leitos, e a expansão de leitos não é a resposta, porque cerca de 60% das pessoas que
são internadas na UTI não sobrevivem. Existir leito não é garantia de não perder a vida.
Por isso, o que realmente ajuda a salvar vidas é evitar a circulação do vírus, e para isso,
precisamos de cada um dos gaúchos”, reforçou o governador.

Para a coleta dos dados, os pesquisadores entrevistaram e testaram 4,5 mil moradores
de nove cidades gaúchas. Desse total, 443 apresentaram resultado positivo. 12,6%
deles foram em Canoas, município que já vinha apresentando os maiores percentuais de
casos em inquéritos anteriores. Passo Fundo teve 11,2% de positivos, e Santa Maria e
Ijuí tiveram 10,2%. As prevalências foram de 10,5% em Uruguaiana; 9,5% em Caxias
do Sul; e 8,9% em Pelotas. Porto Alegre e Santa Cruz do Sul apresentaram 8,3% de
casos positivos. Essas cidades respondem por 31% da população do Rio Grande do Sul.






Edicão n° 214 de Abril de 2021
09/04/2021 - Coletiva de imprensa com participação da AMRIGS debate triagem em UTIs no atual momento da pandemia
09/04/2021 - Serviço de Telemedicina do Hospital Moinhos amplia atendimento e oferece consultas no Ambulatório de Nutrição
09/04/2021 - Agentes da Ambiental Metrosul orientam população da RMPA sobre conexão à rede de esgoto
08/04/2021 - No mês da mulher, RS teve queda de 77% em feminicídio
08/04/2021 - Prazos de serviços de trânsito são novamente suspensos no RS por conta da pandemia
08/04/2021 - Nova remessa de vacinas ampliará imunização dos idosos e das forças de segurança
08/04/2021 - Hospitais de todo o Estado utilizam medicamentos do kit intubação enviados pelo Estado e Ministério da Saúde
08/04/2021 - Taxas de serviços de veículos terão reduções de até 87% e isenção para motos
08/04/2021 - Projeto para fortalecer cadeia de frutas nativas e sistemas agroflorestais colhe bons frutos
08/04/2021 - Campanha nacional de vacinação contra a Influenza (gripe) começa na próxima segunda-feira
08/04/2021 - Edital Ações Culturais das Comunidades tem 4.587 contemplados
08/04/2021 - Guaíba aplica todas as doses disponíveis para a primeira dose da vacina
08/04/2021 - Guaíba ganha mais uma escola de educação infantil
08/04/2021 - Operação tapa-buracos está de volta em Charqueadas
08/04/2021 - Boletim Covid 19 em Charqueadas
08/04/2021 - Prefeitura de Butiá oferece cursos profissionalizantes para jovens de 14 a 29 anos
08/04/2021 - Boletim Covid 19 em Butiá
08/04/2021 - Venda da CEEE-D inaugura um novo tempo no RS
08/04/2021 - Autorizados mais de 1,5 mil leitos de UTI Covid-19 para 14 estados
08/04/2021 - Receita Federal apreende 340kg de cocaína dentro de toras de madeira
08/04/2021 - Ministro da Saúde destaca protagonismo de médicos na pandemia em encontro com participação da AMRIGS
07/04/2021 - Município começa a vacinar idosos acima de 64 anos
06/04/2021 - Sáude Mental Eldorado Online
02/04/2021 - Brinquedos de Madeira Parque Eldorado
01/04/2021 - Farmácia do Noel



Edição n° 214 - Abril de 2021

Selecionar Edição
  • Edição n° 214
  • Edição n° 213
  • Edição n° 212





  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821