Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 08 de Março de 2021. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
32133250


Edicão n° 213 de Março de 2021


Laboratório gaúcho é o primeiro da região Sul a oferecer teste que mede nível de imunidade contra o SARS-CoV-2
16/01/2021

A confirmação de reinfecções pelo SARS-CoV-2 e uma mutação deste vírus já
identificada no país vêm deixando a população alerta neste início de ano. Diante do
grande número de pessoas que já contraíram o coronavírus, a possibilidade de confirmar
o nível de imunidade contra a doença pode trazer um pouco mais de tranquilidade. Esse
é o objetivo de um teste inédito no Brasil e que já é oferecido na região Sul do Brasil
pelo Laboratório Mont’Serrat, de Porto Alegre (RS).

Através da tecnologia Imunobiotech, é possível identificar a quantidade de anticorpos de
defesa desenvolvidos contra a proteína viral que é responsável por conectar o vírus às
células humanas. Com resultado em apenas seis horas, o exame tem um custo menor
do que os testes rápidos que são utilizados normalmente. Além de apresentar resultado
positivo ou negativo, o teste pode medir a concentração de anticorpos presentes na
amostra — com uma altíssima sensibilidade de 98,2%.

“Pacientes com esses anticorpos em níveis elevados estarão realmente protegidos contra
a infecção. Até o momento, evidências científicas indicam que esses anticorpos
neutralizantes evitariam o desenvolvimento da doença novamente. Infelizmente, nem
todos que a tiveram desenvolveram defesas suficientes para estarem efetivamente
imunizados, por isso a importância desse tipo de exame”, destaca Janaina Scarton,
diretora do Laboratório que é um dos mais tradicionais grupos gaúchos de exames e
análises clínicas — com mais de 30 anos de atuação consolidada no mercado.

Os estudos realizados com pacientes que desenvolveram a covid-19, utilizando o
ImunoScov19, mostraram que a maioria das pessoas mantém a resposta imune mesmo
após seis meses do surgimento da doença. A especialista reforça que o teste muda o
paradigma do coronavírus e a percepção da população sobre a pandemia. “Trata-se de
um exame completamente diferente porque nos permite quantificar a resposta
imunológica e estabelecer níveis de imunidade contra o vírus. Serve tanto para pessoas
que já tiveram a covid-19 como para aquelas que não foram expostas à doença mas
podem apresentar algum nível de imunidade cruzada contra o vírus”, completa Janaina,
ao lembrar que as pessoas que participaram de protocolos de pesquisa das vacinas
também acompanharam seus níveis de imunidade por meio desse teste.

A tecnologia usada no método de coleta de amostras é a mesma adotada há décadas
para a realização do teste do pezinho em recém-nascidos. Pode ser feito pelo próprio
paciente em casa, sem a necessidade de se deslocar até um laboratório ou hospital para
a coleta. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 3222.3000 ou pelo
WhatsApp (51) 9 9379-9664.

Como funciona o ImunoScov19

O exame detecta a presença de anticorpos tipo IgG para a proteína S (spike) total —
estrutura que fica na parte externa do vírus. A proteína S tem três componentes: S1
(responsável pela ligação do vírus ao receptor-ACE da célula humana), S2 (responsável
pela entrada do vírus) e tronco (que liga as duas partes). Por ser responsável pela
entrada do SARS-CoV-2 na célula humana, a proteína S estimula a produção de
anticorpos IgG chamados neutralizantes, que bloqueiam a infecção do vírus no corpo.
Pelas características da proteína recombinante utilizada no teste, as mutações virais até
o momento descritas não interferem nos resultados.

Os estudos de padronização resultaram na criação de um algoritmo inovador que
permite classificar os pacientes em quatro grupos distintos:

1. Pacientes sem anticorpos detectáveis (que representam 60,15% da população
estudada).

2. Pacientes com nível 1 de imunidade cruzada (35,27% da população estudada).

3. Pacientes com nível 2 de imunidade cruzada (4,58% da população estudada).

4. Pacientes com anticorpos detectáveis pós-covid-19.

Crédito da foto: Sérgio Oliveira / divulgação.






Edicão n° 213 de Março de 2021
08/03/2021 - Deputada Franciane Bayer é eleita vice-presidente da Comissão de Saúde e Meio Ambiente
08/03/2021 - Um percurso de vitórias e lutas
05/03/2021 - PRF prende traficante com 120 quilos de maconha em Sapucaia do Sul
05/03/2021 - Cerca de 150 mil doses de CoronaVac são entregues a municípios nesta quinta, dia 4
05/03/2021 - Polícia Civil inova ao criar Delegacia de Polícia voltada à investigação de desaparecidos
04/03/2021 - PRF apreende mais de 400 quilos de peixe sendo transportados num carro sem as mínimas condições de higiene em Camaquã
04/03/2021 - PRF prende três traficantes com uma réplica de um fuzil AK-47 e com cocaína escondida embaixo do banco de um carro em Caçapava do Sul
04/03/2021 - Roubo, fuga, ameaça e dano: uruguaio é preso pela PRF em Barra do Ribeiro
03/03/2021 - Pronto Atendimento de Eldorado do Sul está com sua capacidade esgotada
03/03/2021 - Todos somos responsáveis
03/03/2021 - Boletim Covid 19 em Butiá
03/03/2021 - Hospital de Charqueadas inaugura 10 novos leitos de UTI
03/03/2021 - Vacinação de idosos em Charqueadas
03/03/2021 - Feira do Produtor Rural é suspensa temporariamente
03/03/2021 - Boletim Covid 19 em Guaíba
03/03/2021 - Fiscalização no transporte coletivo em Guaíba
03/03/2021 - Após tentar fugir, contrabandista de cigarros é preso pela PRF em Pelotas
03/03/2021 - PRF prende ex-presidiário em São Leopoldo, com carro roubado
02/03/2021 - Brinquedos de Madeira Parque Eldorado
02/03/2021 - Butiá tem pior dia da pandemia, com duas mortes e 75 novos casos confirmados
02/03/2021 - Boletim Covid 19 em Charqueadas
01/03/2021 - Farmácia do Noel
01/03/2021 - Serviço de Contabilidade
01/03/2021 - Governo apresenta a prefeitos projeto que inclui a educação como critério para repartição do ICMS com municípios
01/03/2021 - SES e conselho das secretarias municipais de Saúde irão recomendar que postos abram em horários estendidos
01/03/2021 - Governo recorre para restabelecer ensino presencial para educação infantil e 1° e 2° anos do ensino fundamental
01/03/2021 - Bandeira preta altera atendimento para carteiras de identidade
01/03/2021 - Após a publicação de decisão judicial, prefeitura suspende as aulas presenciais
01/03/2021 - SMEC Informa
01/03/2021 - Atendimentos eletivos estão suspensos em Eldorado do Sul
25/02/2021 - Médico de Guaíba perde a vida para a Covid 19
20/03/2015 - Dilma Rousseff visita Eldorado do Sul



Edição n° 213 - Março de 2021

Selecionar Edição
  • Edição n° 213
  • Edição n° 212
  • Edição n° 211





  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821