Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 26 de Janeiro de 2020. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
30931647


Edicão n° 199 de Janiero de 2020


Ação conjunta contra fraude de ICMS cumpre mandados na região metropolitana
05/12/2019

A operação Balsas foi deflagrada na manhã desta quarta-feira (4/12). Estão sendo
cumpridos mandados de busca e apreensão na Região Metropolitana para combater
esquema de um grupo econômico do ramo de distribuição de medicamentos, com
fraudes contra o ICMS que superam R$ 150 milhões, incluindo sonegação fiscal e fortes
indícios de ocultação financeira e patrimonial. Com o apoio da Brigada Militar, são
cumpridos mandados em oito residências e empresas em Porto Alegre e Canoas.

A iniciativa é parte das ações do Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos do
Rio Grande do Sul (Cira-RS), formado pela Secretaria da Fazenda, por meio da Receita
Estadual, Ministério Público (MP-RS) e Procuradoria-Geral do Estado (PGE).

A partir das 11h, na Secretaria da Fazenda (Rua Siqueira Campos, 1.044, 6º andar),
haverá coletiva de imprensa para ampliar as informações sobre a operação com
representantes do Cira-RS. Participam da coletiva o procurador-geral do Estado,
Eduardo Cunha da Costa, com o coordenador da Procuradoria Fiscal da PGE, Gustavo
Manfro, o procurador-geral de Justiça, Fabiano Dallazen, com o titular da Promotoria de
Justiça Especializada de Combate aos Crimes Contra a Ordem Tributária, Aureo Gil
Braga, o subsecretário da Receita Estadual, Ricardo Neves Pereira, e o chefe da Divisão
de Fiscalização e Cobrança, Edison Moro Franchi.

Franchi explica que operação envolve 40 auditores fiscais, 13 técnicos tributários, além
das equipes do Ministério Público, PGE e 20 policiais do Grupo de Atuação Especial de
Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e guarnições da Brigada Militar.

“Após quase um ano de investigações, que contaram com o Grupo Especializado Setorial
de Medicamentos e Cosméticos, com auxílio de Delegacias da Receita Estadual, foram
colhidos elementos e encaminhada Representação Fiscal para Fins Penais ao MP no
âmbito do Cira. Nos trabalhos prévios, identificou-se que mesmo com dívidas
acumuladas ao longo de 15 anos, o grupo apresentava sinais consistentes de riqueza,
com acúmulo patrimonial expressivo”, informou Franchi.

O procurador-geral do Estado, Eduardo Cunha da Costa, afirma que o Cira atua
fortemente no combate a fraudes fiscais e salienta que “precisamos tornar o nosso
Estado mais atrativo para investidores que querem gerar emprego, riqueza, e, para que
isso ocorra, é preciso ter um cenário fiscal com uma concorrência leal. Temos de dar o
tratamento adequado ao bom contribuinte e diferenciá-lo do sonegador e do devedor
contumaz. É preciso coibir a concorrência desleal”, enfatizou.

Conforme o promotor de Justiça Aureo Braga, a forma de operação do grupo empresarial
transborda a sonegação, pois vem praticando diversas fraudes tributárias com
repercussão na concorrência desleal em razão de não pagar impostos, vendendo
mercadorias abaixo dos patamares normais e retirando do mercado ou impondo
dificuldades para as empresas que trabalham na legalidade.

Fraudes de R$ 150 milhões

Durante as investigações, foram colhidos elementos e encaminhada Representação
Fiscal para Fins Penais ao MP com indícios de ilícitos como crimes contra a ordem
tributária, lavagem de dinheiro, concorrência desleal, falsidade ideológica, ocultação
patrimonial, desvio de finalidade, fraude contra credores e contra a execução fiscal,
entre outros.

As investigações, iniciadas a partir de relatório de verificação fiscal da Receita Estadual,
apontam que apesar do alto passivo tributário de duas empresas do grupo, com dívidas
há mais de 15 anos, as demais pessoas físicas e jurídicas apresentavam sinais
consistentes de riqueza, com acúmulo patrimonial expressivo.

Além disso, os valores das vendas não ingressavam diretamente nas contas da principal
devedora, mas sim em conta de outra empresa do grupo criada especificamente para
este fim. Esta empresa tinha como endereço a residência de um dos líderes do esquema.
Uma terceira empresa era utilizada para acúmulo patrimonial, sendo a titular de veículos
e imóveis.

Ações de cobrança

Diversos foram os procedimentos fiscais abertos em relação à empresa desde sua
instalação, com a emissão de autos de lançamento por sonegação ou recolhimento
incorreto do ICMS. Atualmente, existem 179 débitos em cobrança judicial.

Cobrança por Substituição Tributária

Desde 1994, os Estados passaram a cobrar o ICMS devido na venda de medicamentos
por meio de Substituição Tributária, aumentando a responsabilidade dos fabricantes,
distribuidores e vendedores atacadistas. É de responsabilidade dos atacadistas o
recolhimento do ICMS, em substituição às farmácias. A adoção da Substituição
Tributária é extremamente benéfica para o Estado, pois incrementando a arrecadação e
diminuindo a pulverização da fiscalização em pequenos estabelecimentos.

No entanto, os empresários investigados viram uma maneira de potencializar seus
ganhos, não pagando aos cofres públicos o tributo devido, utilizando laranjas e
empresas satélites para acúmulo e ocultação patrimonial, além de usar os valores
sonegados para alavancar suas operações, o que acarreta em concorrência desleal e faz
com que os impostos pagos pelos contribuintes na aquisição dos medicamentos não
sejam recolhidos pelo Estado e retornem aos cidadãos em forma de serviços públicos.

Operação Balsas

A operação batizada de Balsas, em alusão a diversas fazendas adquiridas pelo grupo no
Estado do Maranhão, teve início a partir de investigação fiscal realizada pela Receita
Estadual sobre o histórico e atividades de grupo econômico de cunho familiar formado
por empresas e pessoas físicas que, ao longo dos anos, desenvolve atividades no ramo
de distribuição de medicamentos.

O núcleo familiar acumula dívidas tributárias milionárias de difícil recuperação pelo
Estado, principalmente devido à prática de blindagem patrimonial pelos seus membros,
o que dificulta o andamento regular das execuções fiscais promovidas pela Procuradoria-
Geral do Estado. Também será apurada a possível participação de fabricantes de
medicamentos.

Com base nas provas colhidas na ação desta quarta (4/12) e nos demais elementos
obtidos durante as investigações, poderá ser reforçado conjunto probatório permitindo
novas ações nas esferas administrativa, cível e criminal. As autoridades estaduais
buscam comprovar que não se trata de mera inadimplência, mas sim de esquema
meticulosamente montado para o não pagamento de tributos, com consequente redução
do preço dos produtos, prejudicando a concorrência.

O Cira-RS

Instituído pelo Decreto nº 54.191/2018, o Cira-RS é integrado por três instituições:
Receita Estadual, Ministério Público Estadual e Procuradoria-Geral do Estado. Tem a
atuação voltada a combater fraudes fiscais, coibir a concorrência desleal e valorizar o
bom contribuinte.

O Cira-RS organiza as atuações da PGE, do MP e da Fazenda nas esferas judicial,
criminal e administrativa, impedindo que subterfúgios sejam criados para acobertar
crimes fiscais e tributários. O comitê tem como objetivo recuperar bens e direitos a fim
de ressarcir o patrimônio público; apurar e reprimir os crimes contra a ordem tributária
e de lavagem de dinheiro, com especial enfoque para a recuperação de ativos,
promovendo ações que resultem na responsabilização administrativa, civil e criminal dos
envolvidos. A atuação se dá por meio do Grupo Operacional, sob o modelo de força-
tarefa, integrado pela Procuradoria-Geral do Estado, Ministério Público e Secretaria
Estadual da Fazenda.






Edicão n° 199 de Janiero de 2020
24/01/2020 - Última semana para parcelar o IPVA 2020 em até três vezes
24/01/2020 - Secretaria Municipal de Serviços Urbanos da destinação correta para mais de 400 unidades de pneus inservíveis
24/01/2020 - Alojamento do regime semiaberto do Presídio de Camaquã passa por revista
23/01/2020 - Inscrições para o projeto Fábrica de Gaiteiros abrem no dia 1° em Butiá
23/01/2020 - Hospital Moinhos de Vento conquista status Ouro no atendimento de AVC
23/01/2020 - Judiciário atende pedido do MP e determina remoção de prefeito
23/01/2020 - Charqueadas: Conselho de Sentença do julgamento de três réus do caso Ronei Jr. é dissolvido e júri será remarcado
23/01/2020 - Júri popular dos primeiros três acusados da morte de Ronei Jr. iniciou nesta segunda-feira em Charqueadas
23/01/2020 - Atendimento de traumatologia em Montenegro é pauta de reunião com gestores da região
23/01/2020 - Vigilância reforça medidas de prevenção do sarampo a trabalhadores de saúde
23/01/2020 - Corsan lança campanha alertando para forte estiagem e propõe consumo consciente de água
23/01/2020 - Executivo e legislativo solicitam cursos técnicos e profissionalizantes para Eldorado do Sul
23/01/2020 - Secretaria da Saúde orienta profissionais e população sobre novo coronavírus
23/01/2020 - Vice-prefeito Edilon Lopes assume como prefeito em exercício
23/01/2020 - Prefeitura de Charqueadas abre concurso público para a área da Saúde e as remunerações chegam até R$ 15.945,34
19/01/2020 - Paradouro na BR 290 em Eldorado do Sul
17/01/2020 - Seduc planeja ano letivo de 2020 em encontro com coordenadores regionais
17/01/2020 - Chuvas retomam ânimo dos produtores e soja segue em desenvolvimento
17/01/2020 - Abertura de leitos no Hospital Regional é tema de reunião entre Estado e Fundação de Cardiologia
17/01/2020 - Estado divulga rodovias com radares móveis entre 16 e 19/1
17/01/2020 - Polícia Civil lança campanha de prevenção a golpe contra idosos
17/01/2020 - Evidências de um RS Seguro
17/01/2020 - DetranRS propõe que valores não ressarcidos do Dpvat fiquem como crédito para 2021
17/01/2020 - Segunda via do documento do veículo já pode ser solicitada pela internet
17/01/2020 - Contratação de temporários aumento cerca de 33% no ano de 2019
17/01/2020 - Atenção com as crianças na água deve ser permanente
15/01/2020 - Município de Porto Alegre é condenado a recuperar degradação nas margens do Lago Guaíba e na Av. Dique
14/01/2020 - RS tem 99 municípios em alerta ou alto risco de transmissão da dengue
14/01/2020 - Investimento de quase R$ 3 milhões garante veículos e equipamentos para Bombeiros
14/01/2020 - Confira como ficam os valores reduzidos do Dpvat para 2020
10/01/2020 - RS poderá ampliar para cinco o número de municípios com escolas cívico-militares
10/01/2020 - Corsan apresenta PPPs ao Fórum Estadual de Coredes
10/01/2020 - RS encerra 2019 com a menor taxa de homicídios da década em proporção à população
10/01/2020 - Estado e prefeitura da capital tratam da transferência de gestão da Farmácia de Medicamentos Especiais
10/01/2020 - Estado começa distribuição de vacinas pentavalente a municípios
10/01/2020 - DetranRS recomenda que motorista aguarde confirmação do novo valor do Dpvat
10/01/2020 - Sete praias estão impróprias para banho no Rio Grande do Sul
10/01/2020 - Governo apresenta proposta para que magistério recupere aulas e finalize greve
10/01/2020 - Arambaré renova contrato com a Corsan
10/01/2020 - Agentes penitenciários realizam revista na Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (PASC)
10/01/2020 - Um em cada cinco pacientes avaliados teve câncer de pele diagnosticado
10/01/2020 - Eldorado do Sul recebe emenda parlamentar do Deputado Federal Márcio Biolchi
10/01/2020 - Ministério da Cidadania libera recursos para instalação de academias de ginástica ao ar livre em Eldorado do Sul
10/01/2020 - Inscrições para participar do Programa Terceira Idade com Seriedade já estão abertas.
10/01/2020 - Empossados novos diretores das Escolas Municipais de Ensino Fundamental e de Educação Infantil de Charqueadas
10/01/2020 - Campanha #Charqueadaseuamoesselugar
10/01/2020 - PIM de Charqueadas realiza Festa de Natal para famílias atendidas pelo programa
06/01/2020 - Segundo período de matrículas da rede estadual começa nesta segunda, dia 6
06/01/2020 - Polícia Civil e BM realizam atividades educativas na beira-mar de Capão da Canoa
06/01/2020 - Viagem Segura fiscaliza mais de 34 mil veículos durante o feriadão
05/01/2020 - Triunfo: acordo com empresa ré em ação por improbidade administrativa resulta em cercamento eletrônico da cidade
03/01/2020 - Eldorado do Sul amplia cobertura de ESF para 100% das Unidades de Saúde
01/01/2020 - Barbearia Roque
01/01/2020 - Quer vender mais?
01/01/2020 - Tintas em Arroio dos Ratos
01/01/2020 - Madeira Tratada em Arroio dos Ratos
01/01/2020 - Balanço de 2019 destaca ajuste fiscal e retorno de investimentos
01/01/2020 - Validação facial aumenta segurança do processo de habilitação de condutores
01/01/2020 - Implantação da Rede de Escolas de Governo avança no Estado
01/01/2020 - Estado formaliza doação da área para CT do Internacional em Guaíba
01/01/2020 - Balada Segura dá a largada em ações educativas e de fiscalização no RS Verão Total
01/01/2020 - Coluna da OAB/RS
01/01/2020 - Queimaduras por águas-vivas assustam veranistas nos primeiros dias de praia do verão
01/01/2020 - Transação Tributária
01/01/2020 - 318 famílias recebem seus títulos de propriedade em Eldorado do Sul
01/01/2020 - SMOV constrói nova ponte no Parque Eldorado
01/01/2020 - Cavalgada do Bem arrecada quase uma tonelada de alimentos em Eldorado do Sul
01/01/2020 - Prefeitura disponibilizará exames de laboratório para todos
01/01/2020 - Prefeitura de Butiá antecipa pagamento dos servidores municipais
01/01/2020 - Sorteio IPTU 2020 em Charqueadas
01/01/2020 - Programa Nota Fiscal Gaúcha em Charqueadas
01/01/2020 - Do pedido de socorro à chegada da ambulância
01/01/2020 - Merenda Escolar receberá investimento de R$ 86 milhões no ano letivo de 2020
01/01/2020 - Neste verão, não dê férias para a vida
01/01/2020 - Radares móveis reforçam fiscalização em rodovias estaduais



Edição n° 199 - Janiero de 2020

Selecionar Edição
  • Edição n° 199
  • Edição n° 198
  • Edição n° 197







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821