Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 22 de Setembro de 2019. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
30152121


Edicão n° 195 de Setembro de 2019


Programa estadual sobre febre amarela é referência mundial
06/09/2019

A experiência de mais de 18 anos do programa de vigilância da febre amarela do Estado
tornou-se uma referência reconhecida internacionalmente. Na última semana o biólogo Marco
Antônio de Almeida esteve no Panamá, onde palestrou em um congresso de doenças
infecciosas emergentes. Em outubro, ele e outros servidores do Centro Estadual de Vigilância
em Saúde (Cevs) irão a Guiana, a convite da Organização Pan Americana da Saúde (OPAS),
treinar e capacitar agentes do país.

Além desses trabalhos, ações no Estado buscam evitar a entrada da febre amarela. Para isso,
um censo vacinal foi realizado em áreas rurais entre julho e agosto, além de visitações a
localidades do Norte, Serra e Litoral, por onde estima-se que o vírus possa ingressar. No
próximo dia 16, um evento em Porto Alegre reunirá profissionais de hospitais de todo o Estado
para falar sobre o manejo clínico da doença. O evento está com inscrições abertas no site da
Secretaria da Saúde.

Aprimoramento desde 2001

Marco relembra que a vigilância ambiental da febre amarela, com o monitoramento de
primatas (bugios e macacos-prego no caso do RS) começou em 2001 no Estado, quando casos
de mortes desses animais por febre amarela foram identificados nas cidades de Santo Antônio
das Missões e Garruchos, na região Noroeste. “Desde lá viemos aprimorando cada vez mais o
programa e esse papel fez com que sejamos reconhecidos por isso”, afirma. Por isso, o
trabalho do Cevs já foi levado como modelo a diversos estados do país e no exterior.

Como forma de levar esse conhecimento para outras regiões, a OPAS convidou a equipe do
Estado para cursos e capacitações na Argentina, Suriname e Peru entre esse ano e o ano
passado. Em outubro, o grupo embarcará para a Guiana. Além de Marco, os biólogos Edmílson
dos Santos e Jader Cardoso irão ao país para o trabalho junto aos profissionais de saúde
locais.



Ações no Estado

Atualmente, o país passa pelo maior surto da doença na história. Desde 2017, o estado de
São Paulo passou a apresentar casos. Na sequência, o vírus se propagou para o Paraná e, por
último, Santa Catarina, sempre pela área rural. No Rio Grande do Sul não são identificados
casos transmitidos dentro do Estado desde 2009. Segundo o Ministério da Saúde, já foram
confirmados no país este ano 85 casos em humanos, sendo 15 óbitos entre eles.

Frente a esse panorama, algumas medidas foram desencadeadas no RS. Uma delas foi um
censo vacinal de febre amarela nas áreas rurais. O trabalho previu, entre os meses de julho e
agosto, a visitação casa a casa nesses locais para o levantamento da situação vacinal dessa
população e imunização das que ainda não tomaram a dose. As áreas mais suscetíveis são o
Norte, a Serra e o Litoral Norte, em virtude da divisa com Santa Catarina e onde há a
presença de áreas silvestres de mata, por onde o vírus pode avançar. Até agora já foram
procurados 14 municípios dessas regiões, onde 309 residências foram visitadas, com 902
pessoas entrevistadas. Neste mês de setembro, uma nova expedição está prevista para as
áreas rurais das cidades de Vacaria e Bom Jesus, entre os dias 23 e 27. “A ideia é fazer com
essas pessoas uma rede de vigilância, já que o mais provável é que sejam elas as primeiras a
identificar um macaco morto na mata”, explica Marco.

Além disso, Secretaria da Saúde (SES) orientou que todos os municípios do Estado
realizassem até o final de agosto um censo vacinal de febre amarela nas áreas rurais. O censo
teve por objetivo fazer a busca por pessoas não vacinadas nesta que é a população mais
exposta.



Importância da preservação dos macacos

Na natureza, as principais vítimas da febre amarela são os macacos, que no Rio Grande do Sul
são representados pelas espécies do bugio e macaco-prego. Os primatas não são responsáveis
pela transmissão. Esses animais são sentinelas, já que servem como indicador da presença do
vírus em determinada região. A transmissão não ocorre de animal para humano. A doença é
transmitida pela picada do mosquito.

Caso a população encontre macacos mortos ou doentes, deve informar o mais rapidamente ao
serviço de saúde do município ou do Estado. O Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs)
dispõe do telefone 150 para informações, com atendimento de segunda a sexta-feira (das
8h30 às 22h) e aos sábados, domingos e feriados (das 8h às 20h).



Vacinação para a população geral

A vacina contra a febre amarela também está disponível nas Unidades Básicas de Saúde para
toda a população, indicada para pessoas acima dos 9 meses e menores de 60 anos. A
imunização é a principal ferramenta de prevenção e controle da febre amarela. A aplicação em
pessoas com mais de 60 anos só é orientada mediante avaliação e prescrição médica. O
esquema vacinal é de uma dose única, que deve ser administrada pelo menos 10 dias antes
do deslocamento para áreas de risco (matas, florestas, rios, cachoeiras, parques e o meio
rural). Quem já tomou ao menos uma dose da vacina não precisa de nova aplicação.



O que é a doença?

A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um vírus transmitido, no
meio rural e silvestre, pelo mosquito Haemagogus. O vírus é transmitido pela picada dos
mosquitos transmissores infectados e não há transmissão direta de pessoa a pessoa. A febre
amarela tem importância epidemiológica por sua gravidade clínica e potencial de disseminação
em áreas urbanas infestadas pelo mosquito Aedes aegypti.

Os sintomas incluem: início súbito de febre, calafrios, dor de cabeça intensa, dores nas costas
ou no corpo em geral, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza. Depois de identificar alguns
desses sintomas, procure um médico na unidade de saúde mais próxima e informe sobre
qualquer viagem para áreas de risco nos 15 dias anteriores ao início dos sintomas. Também
informe caso tenha observado macacos mortos próximos aos lugares visitados, assim como a
situação vacinal.

Em casos graves, a pessoa infectada por febre amarela pode desenvolver algumas
complicações, como febre alta, icterícia (coloração amarelada da pele e do branco dos olhos),
hemorragia (especialmente a partir do trato gastrointestinal) e, eventualmente, choque e
insuficiência de múltiplos órgãos.






Edicão n° 195 de Setembro de 2019
19/09/2019 - Projeto Futuro terá cursos de desenvolvimento de jogos e edição de vídeos em Butiá
19/09/2019 - Inscrições do 2º Concurso “Poemas Lá e Cá” abrem na segunda-feira (23)
19/09/2019 - Profissionais da Escola de Futebol do Grêmio acompanharam treino do Projeto Futuro em Butiá
19/09/2019 - Coluna da OAB/RS
19/09/2019 - “Jamais faríamos uma venda a qualquer preço”, diz Leite ao anunciar cancelamento de negociação de ações do Banrisul
19/09/2019 - Percentual de famílias endividadas permanece elevada, aponta Fecomércio-RS
19/09/2019 - Prefeitura de Butiá concede área para ampliação de empresa
19/09/2019 - União Estável e Pensão por Morte
19/09/2019 - Campanha do Agasalho 2019 é encerrada com mais de 1,4 milhão de donativos arrecadados
19/09/2019 - Experiências com plantas medicinais na saúde pública são apresentadas em Santa Cruz do Sul
19/09/2019 - "Viagem Segura da Revolução Farroupilha" se estende de quinta até domingo
19/09/2019 - Operação já identificou 76 hectares de desmatamento no RS
19/09/2019 - 27° Acampamento Farroupilha de Eldorado do Sul tem baile da Terceira Idade
19/09/2019 - Apresentação de Grupo de Danças Folclóricas no Acampamento Farroupilha
19/09/2019 - Desfile de 20 de setembro acontece neste sábado em Guaíba
16/09/2019 - Escola aposta na tecnologia para atrair estudantes e abrir portas do mercado de trabalho
16/09/2019 - Acordo entre municípios garante UTI Móvel do Samu na Costa Doce
16/09/2019 - Por ordem judicial, processo de habilitação segue inalterado no RS
16/09/2019 - Prefeito tem mandato cassado por cometer crimes de prevaricação e subtração de documentos
16/09/2019 - 36 municípios gaúchos passarão a ter mais segurança
12/09/2019 - Retirada de aparelhos celulares é alvo de revista de agentes da Penitenciária Estadual de Charqueadas
12/09/2019 - Presídio de Palmeira das Missões passa por revista geral
12/09/2019 - Porto Alegre registra queda de 61,9% nos homicídios no mês de agosto
12/09/2019 - Rio Grande do Sul registra os primeiros casos de sarampo em 2019
12/09/2019 - Obras do DMAE na ponte sobre o Saco da Alemoa nesta sexta-feira (13) causarão estreitamento de pista na BR 290
12/09/2019 - Coluna da OAB/RS
12/09/2019 - Lançada campanha para prevenção ao uso de álcool na gestação
11/09/2019 - Governador em exercício, Ranolfo é paraninfo de turma de 156 bombeiros
11/09/2019 - Frente Parlamentar no RS vai atuar em Defesa das Pessoas com Doenças Raras
11/09/2019 - Você anda procrastinando as dívidas da empresa?
11/09/2019 - Influência da genética no câncer de mama e de ovário é debatida no Moinhos de Vento
11/09/2019 - Relação entre espiritualidade e prática médica é discutida em simpósio
10/09/2019 - Mais de trezentos mil condutores já utilizam a Carteira de Habilitação Digital no RS
10/09/2019 - IGP realiza trabalho científico de ponta na segurança pública
10/09/2019 - DetranRS abre inscrições para curso a distância de educação para o pedestre
10/09/2019 - Jardim Botânico comemora 61 anos com programação especial
10/09/2019 - Redes sociais, jogos eletrônicos e comportamento suicida são temas de seminário
10/09/2019 - MP participa de audiência pública sobre eleições para conselheiros tutelares
10/09/2019 - Acampamento Farroupilha em Guaíba inicia no dia 12
10/09/2019 - Guaibense é campeão do Mercosul em levantamento de peso
10/09/2019 - Prefeitura moderniza sistema de gestão e gera economia de pelo R$ 1,5 milhão
10/09/2019 - SMTTI realiza ação no posto da PRF
10/09/2019 - SMAST realiza evento "Oportunidade de Emprego"
10/09/2019 - Programação do Porto Alegre Em Cena abre nesta terça-feira
10/09/2019 - Campanha solidária busca reduzir fila de consultas oftalmológicas
10/09/2019 - Planejamento Estratégico e os fatores imateriais
10/09/2019 - Radares móveis desligados: calamidade à vista
10/09/2019 - Butiá realiza 10º Conferência Municipal de Assistência Social
10/09/2019 - Desfile Cívico de Butiá ocorreu na sexta-feira (06).
10/09/2019 - Campanha alerta para importância de procedimentos serem feitos por médicos
10/09/2019 - Novas tecnologias são tema de encontro de estudantes da graduação, residentes e jovens geneticistas
10/09/2019 - Hospital Moinhos de Vento ganha prêmio na área de gestão de pessoas
10/09/2019 - O poder das conexões
06/09/2019 - Daer lança licitação para estações rodoviárias em São Jerônimo e mais 13 municípios do RS
06/09/2019 - Semana da Pátria é aberta oficialmente em Butiá
06/09/2019 - Moradores do bairro Vila Nova irão aderir ao Programa “Butiá + Seguro”
06/09/2019 - Aberta a votação para o 14º Festival de Música de Porto Alegre
06/09/2019 - Charqueadas firma Termo de Colaboração com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Charqueadas – APAE.
06/09/2019 - Corrida do Fogo Simbólico da Pátria é realizada em Charqueadas
06/09/2019 - Operação conjunta contra o tráfico cumpre 10 mandados de prisão e 20 de busca e apreensão em São Sebastião do Caí e no Litoral
06/09/2019 - ETAs de todo o Estado estão na mira do Ministério Público
06/09/2019 - Empresa é condenada pela Lei Anticorrupção a ressarcir valores pagos indevidamente por prefeitura
06/09/2019 - Programa estadual sobre febre amarela é referência mundial
06/09/2019 - Jovem RS Conectado no Futuro promove empreendedorismo, inovação e criatividade nas escolas
06/09/2019 - Minas do Leão tem nova Secretária de Saúde
06/09/2019 - Escolas de Minas do Leão compartilham experiências de projeto ambiental
06/09/2019 - Gabinete Itinerante da SMS estará na Farmácia Municipal nesta segunda (09)
06/09/2019 - Câmara Municipal aprova Revisão do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano e Ambiental
06/09/2019 - Unidades Básicas de Saúde de Eldorado do Sul passam a funcionar também ao meio dia
06/09/2019 - Coordenadores regionais e agentes externos de educação participam de imersão na Seduc
05/09/2019 - Secretaria da Saúde reúne representantes de comitês de bacias hidrográficas do Estado
04/09/2019 - 27° Acampamento Farroupilha de Eldorado do Sul
04/09/2019 - SMEC realiza Desfile Cívico de 7 de Setembro
04/09/2019 - Balcão de Empregos em Eldorado do Sul
04/09/2019 - Seminário Saúde Mental
04/09/2019 - Fazenda cria regime optativo da Substituição Tributária para setor de combustíveis
04/09/2019 - Secretário da Seapen empossa novo comando da Susepe
04/09/2019 - A economia da inspiração
04/09/2019 - Votação da Consulta Popular começa nesta quarta-feira, dia 4 de setembro
04/09/2019 - Ciclovias poderão ser adotadas por empresas e pessoas físicas
04/09/2019 - Prefeitura de Porto Alegre incentiva a formalização do comércio ambulante
04/09/2019 - Sete pessoas são condenadas à prisão por venda de água mineral contaminada
04/09/2019 - Governador recebe da chefe da Polícia Civil a Medalha Tiradentes
04/09/2019 - Jovem RS Conectado no Futuro promove empreendedorismo, inovação e criatividade nas escolas
04/09/2019 - Procedimentos feitos por não médicos são tema de reunião no Ministério Público Estadual
03/09/2019 - Scaranto Autopeças em novo endereço em Guaíba
01/09/2019 - Farmácia do Noel
01/09/2019 - Serviço de Contabilidade
01/09/2019 - Barbearia Roque
01/09/2019 - Quer vender mais?
01/09/2019 - Tintas em Arroio dos Ratos
01/09/2019 - Preserva Rio Grande - Madeira Tratada em Arroio dos Ratos
01/09/2019 - Bombeiros Voluntários evitam tragédia no Parque Eldorado.
01/09/2019 - Fogo simbólico da Pátria chega a Guaíba
01/09/2019 - Encontro de Sensibilização à Justiça Restaurativa acontece em Charqueadas
01/09/2019 - Governador visita obras do hospital oncológico do GHC na capital



Edição n° 195 - Setembro de 2019

Selecionar Edição
  • Edição n° 195
  • Edição n° 194
  • Edição n° 193







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821