Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 02 de Junho de 2020. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
31246700


Edicão n° 204 de Junho 2020


Porto Alegre se reencontra com o Largo dos Açorianos
26/08/2019

Um domingo ensolarado e com temperatura amena foi tudo o que os porto-alegrenses e
visitantes precisavam para apreciar o novo Largo dos Açorianos, devolvido à população
totalmente renovado, na última quinta-feira, 22. O local atraiu centenas de pessoas de todas
as idades neste primeiro final de semana depois da revitalização. O gramado à beira dos dois
espelhos d’água ficou lotado de gente saboreando chimarrão, conversando, lendo, namorando,
tocando violão ou tirando fotos. A criançada também se divertiu bastante, andando de
bicicleta, patinete ou brincando ao redor.

A histórica ponte de pedra, antes desfigurada pela ação do tempo e por anos de abandono, foi
um dos lugares mais movimentados. Para muita gente, foi também um cenário de recordações
de épocas distantes da cidade. Encantada com o novo visual, a farmacêutica Luciane Ortiz, 47
anos, contou que os avós maternos, quando namorados, viveram o primeiro beijo ali na ponte
e sempre lembravam disso com saudosismo. Depois de casados, eles foram morar em um
prédio em frente. “Tenho foto deles aqui. É bonito ver que a reforma deu contemporaneidade
a este lugar, mas conservando as características de estilo. As pessoas estão precisando se
apropriar mais dos espaços públicos, e aqui há muita história”, disse ela.

Lembranças ao pisar no Largo dos Açorianos é o que não faltam também a Nara Maria Belbute
Peres, 76 anos, que foi até lá no domingo e gravou vídeos no celular para enviar a um filho
que mora em Brasília e a um neto que vive nos Estados Unidos. “Quando eu era pequena,
vinha muito com meu avô visitar uma fábrica de velas que ficava aqui em frente”, recorda. Ela
mora perto dali, mas já não frequentava há tempos o local porque achava deserto. “Agora vai
dar para passear. Está tudo lindo”, comemora.

Dona Nara também fez novas amizades no passeio pelo largo, ao conhecer as irmãs Ineida,
Sirlene e Yane Trindade – de 75, 78 e 82 anos de idade. As três eram frequentadoras assíduas
do Clube dos Ferroviários Aimoré, que ficava há mais ou menos 50 metros da ponte de pedra
várias décadas atrás. Dizem que agora, além das boas recordações, a beleza da região reforça
a motivação para circular pelo Açorianos.

O gramado foi um atrativo a mais para quem gosta de piquenique. Foi o que fez a gestora
comercial Denise Freitas, 42 anos, que montou um espaço com lanches para ela e o filho,
Diego, de nove meses, e um grupo de amigos que convidou para passar a tarde de domingo
no largo. Ela mora em Canoas, e os amigos, Vera Muccillo, 56 anos, Éverton Belo, 59, e
Sandro Manfro, 50, em Porto Alegre – em bairros diferentes. Entre um chimarrão e outro,
todos elogiaram a revitalização. “Ter um local de lazer como este, renovado, tira a gente de
casa. Ficou muito melhor do que se imaginava”, diz Éverton.

Quem aproveitou o final de semana para ganhar um dinheiro a mais oferecendo o que comer
também ficou satisfeito. Habituada a vender pipoca doce e salgada na Usina do Gasômetro,
Dina Camargo, 43 anos, levou a carrocinha para o Largo dos Açorianos e não se arrependeu.
“Está bombando”, disse ela, orgulhosa de sua pipoca doce, polvilhada com açúcar e canela e
com cobertura de leite condensado, que faz muito sucesso entre os clientes. “Minha pipoca
salgada também não é igual ao que tem por aí. Coloco um tempero especial”, conta. Mas o
segredo ela não revela. Para ter ideia, só provando.

Revitalização – A obra para devolver o Largo dos Açorianos à população começou em 2016.
Foi executada com recursos do Fundo Pró-Defesa do Meio Ambiente e contou com
investimento de R$ 5,4 milhões. A área, de 18 mil metros quadrados, abriga dois monumentos
históricos – a ponte de pedra e o Monumento aos Açorianos – e recebeu iluminação cênica,
com quatro postes, 16 lâmpadas e 28 spots de luz. Dois espelhos d’água, interligados por uma
queda d’água, completam a arquitetura do local.






Edicão n° 204 de Junho 2020
01/06/2020 - Pracinhas de Madeira Tratada a Preço de Fábrica
01/06/2020 - Farmácia do Noel
01/06/2020 - Diante da pandemia saiba como fugir de crenças limitantes que impedem o sucesso
01/06/2020 - Manejo dos pacientes com câncer hereditário na pandemia da COVID-19 é tema de live
01/06/2020 - CEHM-RS e Sociedades de Especialidades posicionam-se contra redução de honorários na telemedicina
01/06/2020 - Prefeitura de Eldorado do Sul investe em mais segurança.
01/06/2020 - Mapa de contágio do Corona Vírus no município
01/06/2020 - Encaminhamento de carteiras de identidade é retomado no Estado
01/06/2020 - Com adaptações na rotina, equipes de fiscalização mantêm preservação do ambiente durante a pandemia
01/06/2020 - Agências FGTAS/Sine dispõem de mais de 800 vagas de trabalho no RS
01/06/2020 - BM monta esquema especial e garante formatura de 41 novos soldados durante pandemia
01/06/2020 - Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza é prorrogada até 30 de junho
01/06/2020 - No Dia Mundial sem Tabaco, um alerta sobre riscos da Covid-19 em fumantes
01/06/2020 - Dados do Covid 19 em Butiá
01/06/2020 - Qualificação para gestores da Rede debate processo educacional pós-pandemia do coronavírus
01/06/2020 - General Mourão rebate ataques contra Bolsonaro: “Deixa o cara governar!”



Edição n° 204 - Junho 2020

Selecionar Edição
  • Edição n° 204
  • Edição n° 203
  • Edição n° 202







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821