Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 08 de Dezembro de 2019. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
30814635


Edicão n° 198 de Dezembro 2019


Pesquisa descobre como aproveitar resíduos vegetais para extrair substância para produtos diet
05/08/2019

Um processo para extrair a substância inulina de resíduos de palmeiras foi patenteado por
grupo de pesquisa formado pelo Departamento de Diagnóstico e Pesquisa Agropecuária da
Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (DDPA/Seapdr) e a Universidade
Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs). A inulina é uma fibra solúvel com propriedades
adoçantes e espessantes. Como não é absorvida pelo organismo humano, é muito utilizada na
indústria alimentícia para produção de sorvetes e iogurtes dietéticos, além de ser consumida
como prebiótico, ou seja, para estimular e beneficiar a flora intestinal.

A patente é resultado de um projeto de pesquisa conduzido em 2004 pela então Fepagro e
pela Ufrgs, com recursos da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) liberados por
intermédio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (Fapergs).
“Era um edital específico para apoio à pesquisa nas empresas e, dos projetos vencedores,
éramos o único da área agropecuária”, relembra a pesquisadora Maria Helena Fermino.

O grupo de pesquisa se associou à empresa Natusol, produtora de palmito em conserva, que
apresentou o problema: o que fazer com os resíduos que sobram da extração do palmito?
“Para se ter uma ideia, para conseguir 500 gramas de palmito, há uma sobra de 12 quilos de
tronco, fora as folhas da palmeira”, exemplifica Maria Helena.

A meta inicial era passar os resíduos por uma hidrólise ácida para extração de um xarope de
glicose, e as fibras restantes seriam utilizadas como substrato para plantas. Foi na análise
química desse xarope, realizada na Ufrgs, que se descobriu uma quantidade de inulina muito
superior ao que é conseguido no método tradicional para extração dessa substância, nas
raízes da chicória ou da alcachofra.

“Com 100 gramas de matéria seca conseguimos extrair 30 gramas de inulina, enquanto em
100 gramas de chicória ou da alcachofra fica em menos de 1%. É um processo realmente
inovador, com um material descartável, um lixo gerado pela extração do palmito, foi uma
surpresa gratificante para nós”, afirma Reinaldo Simões Gonçalves, professor do
departamento de Físico-Química da Ufrgs.

O grupo também conseguiu provar que resultados similares podem ser obtidos com outras
plantas que tenham hemicelulose na sua composição, desde que sejam submetidas ao mesmo
método de hidrólise ácida aplicado no resíduo das palmeiras. Os pesquisadores testaram o
procedimento, com sucesso, utilizando capim elefante e bananeira.

Aproveitamento integral

O método para obtenção de inulina, motivo da patente conquistada, foi algo acidental para o
projeto. Nas metas previstas, a pesquisa se mostrou bem-sucedida. “Com a hidrólise ácida
conseguimos inulina, e as fibras secas que sobraram após a hidrólise funcionaram muito bem
como substrato para plantas e cogumelos. Além disso, propusemos ao produtor a utilização
das folhas da palmeira como ração animal e também deu certo, foi bem aceito pelo gado”,
detalha Gonçalves.

O resultado final é um processo que aproveita integralmente os resíduos da extração do
palmito. “Acho que a grande lição é que não existe projeto de pesquisa insignificante ou
pequeno demais. Mesmo um estudo com metas simples, como foi o nosso, pode levar a
grandes descobertas”, finaliza Maria Helena.






Edicão n° 198 de Dezembro 2019
06/12/2019 - Quase 50 mil já utilizam o documento do veículo no celular
06/12/2019 - Estado recebe R$ 213,2 milhões do governo federal para ampliar atendimento na área da saúde
06/12/2019 - MPRS participa da Operação Petrolato, que investiga armazenamento e descarte ilegal de óleo lubrificante em 10 estados
06/12/2019 - Projetos do Hospital Moinhos de Vento buscam aumentar número de médicos de família e comunidade no Brasil
05/12/2019 - DNIT assina contrato para obras de melhoramentos no trecho metropolitano da BR-116/RS
05/12/2019 - Combate à obesidade infantil passa por mudança de hábitos no estilo de vida
05/12/2019 - TJ indefere liminar pleiteada pelo Cpers buscando evitar corte do ponto de grevistas
05/12/2019 - Ato celebra um ano de funcionamento de ambulatório de cirurgia plástica do Centro de Saúde IAPI
05/12/2019 - Ação conjunta contra fraude de ICMS cumpre mandados na região metropolitana
05/12/2019 - Secretaria Municipal da Fazenda promove 1º Seminário de Sensibilização da NFG - Entidades
05/12/2019 - Eldorado do Sul recebe emenda parlamentar para aquisição de ambulância
05/12/2019 - SMAM realiza revitalização da Prainha da Itaí
05/12/2019 - Cultura nos Bairros acontece neste sábado na Praça Central
02/12/2019 - Prédios e locais públicos terão iluminação especial para o Dezembro Laranja
01/12/2019 - Pracinhas de Madeira Tratada a Preço de Fábrica
01/12/2019 - Farmácia do Noel
01/12/2019 - Tintas em Arroio dos Ratos
01/12/2019 - Preserva Rio Grande - Madeira Tratada em Arroio dos Ratos
01/12/2019 - Detran economizará recursos ao avisar condutores de vencimento da CNH por SMS e e-mail
01/12/2019 - Estudantes do Rio Grande do Sul conquistam 40 medalhas nos Jogos Escolares 2019
01/12/2019 - Consórcio Aegea vence leilão da PPP do saneamento da Corsan
01/12/2019 - Aplicativo do Samu começa a ser utilizado pela população para pedir socorro
01/12/2019 - Sema realiza na terça-feira (3) seminário regional sobre espécies exóticas invasoras
01/12/2019 - Nota Fiscal Gaúcha atinge 1,8 milhão de cidadãos cadastrados
01/12/2019 - Bombeiros divulgam delimitação de áreas para banho em rios e praias do litoral
01/12/2019 - SMTTI realiza ações que proporcionarão maior segurança ao município
01/12/2019 - Projeto de revitalização do Arroio Dilúvio é apresentado em reunião no Ministério Público
01/12/2019 - Reflexões sobre a Saúde: palestras promovidas pela SMS apresentam estratégias para a redução do estresse
01/12/2019 - Eldorado do Sul tem 5 mil títulos de eleitores cancelados
01/12/2019 - Restos de obras, sofás e até máquinas de lavar foram retirados de valo em Guaíba
01/12/2019 - A construção do futuro pela educação
01/12/2019 - Campanha vai examinar gratuitamente pacientes para diagnóstico do câncer de pele no RS
29/11/2019 - Ministério Público cria Rede Ambiental Guaíba
29/11/2019 - Prefeito de Charqueadas protocola projeto de lei para orçamento 2020



Edição n° 198 - Dezembro 2019

Selecionar Edição
  • Edição n° 198
  • Edição n° 197
  • Edição n° 196







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821