Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 22 de Agosto de 2019. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
29855705


Edicão n° 194 de Setembro de 2019


Redução da mortalidade infantil avança no Rio Grande do Sul
02/08/2019

O Rio Grande do Sul caminha para ter uma taxa de mortalidade infantil que se consolide
abaixo do coeficiente de dez mortes a cada mil nascidos vivos. Porém, para melhorar os
indicadores, tem como grande desafio cuidar melhor da saúde das mães e dos recém-
nascidos.

Os óbitos de crianças menores de um ano apresentam uma maior concentração em causas
evitáveis por conta da inadequada atenção à mulher na gestação, sendo essa proporção um
pouco maior no Estado do que no Brasil. É o que aponta um estudo divulgado pela Secretaria
de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) nesta quarta-feira (31/7) que traça um
panorama sobre as metas fixadas pela Organização das Nações Unidas (ONU) para garantir
melhor saúde e bem-estar da população.

Números preliminares indicam que a taxa de mortalidade infantil no Rio Grande do Sul fechou
2018 em 9,67 casos para cada mil nascimentos, o que se aproxima em muito do coeficiente
de 9,50 estabelecido para ser alcançado até o final deste ano. Dados já consolidados de 2017
colocam o Estado com uma mortalidade infantil em números bem mais favoráveis em relação
ao cenário nacional: 10,07 casos para cada conjunto de mil nascidos vivos, sempre
considerando também os óbitos neonatais (até 28 dias após o parto). O Brasil conseguiu
recuar para 12,39 a taxa em 2017 (era de 12,72 no ano anterior).

Quando se considera o cenário da mortalidade na infância (crianças de até cinco anos,
portanto mais abrangente), os números do Rio Grande do Sul se mantiveram praticamente
estáveis desde 2015. Este é o critério de avaliação sobre algumas das metas fixadas pela ONU
através dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS 3). Em 2017, com uma taxa de
11,92, ficava atrás apenas do Paraná (11,79) e de Santa Catarina (11,39), sendo o terceiro
Estado com melhor desempenho no Brasil. Estes indicadores mostram que o RS tem boas
chances de alcançar a meta que o país se comprometeu a atingir em 2030 (taxa de 8). O que
serve de alerta, no entanto, é que o RS chegou a ocupar o segundo lugar dois anos antes.

“O estudo tem uma importância grande para criarmos uma cultura de prestação de contas
sobre as políticas públicas e o quanto precisamos qualificar os serviços”, destacou o
secretário-adjunto de Planejamento e Orçamento da Seplag, Gilberto Pompilio de Melo Filho.
Ele observa que esses indicadores servirão de referência para as prioridades dos próximos
anos. “O governo está encaminhando nesta semana a proposta do Plano Plurianual (PPA 2020-
2023), em que o desafio está em integrar estas políticas da saúde e de outras áreas que
afetam as metas”, acrescentou.

Desenvolvida pelos analistas pesquisadores Daiane Menezes e Guilherme Risco, que integram
o Departamento de Economia e Estatística (DEE), a avaliação sobre algumas das metas
fixadas pelos ODS 3 incluiu ainda as situações que levam crianças a morrer antes de um ano
de idade por causas evitáveis. Eles ressaltam a importância de programas como o Primeira
Infância Melhor (PIM), que tinha perto de 54 mil famílias atendidas no final de 2018. A meta e
chegar a 60,2 mil ao final deste ano.

Um dos indicadores com resultados positivos que o estudo aponta se refere à taxa de gravidez
na adolescência. Uma das metas é assegurar acesso universal aos serviços de saúde sexual e
reprodutiva, incluindo planejamento familiar e mais informações sobre o tema. O RS tem uma
situação mais favorável na comparação com as taxas nacionais, bem como em relação aos
demais estados da região Sul. Em 2017, registrou 17.574 casos de mães adolescentes a cada
mil (entre 15 e 19 anos), ao passo que o Paraná (também com uma população de pouco mais
de 11 milhões de habitantes) teve 21.444 adolescentes grávidas.

Cobertura vacinal
O estudo mostra também que o Rio Grande do Sul segue uma tendência nacional e perigosa
em termos de queda na cobertura vacinal. Uma série histórica com informações do Ministério
da Saúde mostra que as imunizações aplicadas (percentual da população vacinada) passou a
cair a partir de 2013 para doenças como hepatite B e poliomielite, entre outras doenças.

Este comportamento explica, em parte, os casos de mortes por doenças transmissíveis, como
são os casos, além da hepatite, da tuberculose e da dengue. Uma das metas dos ODS 3 é
acabar com as epidemias de doenças transmissíveis, o que inclui aids e malária. Em 2017, o
RS teve 8,8% dos óbitos por causas evitáveis como decorrência de doenças infecciosas, um
pouco abaixo dos 9,2% verificados no país.

Suicídios aumentam
Outro alerta do estudo é para os casos de morte por doenças não transmissíveis, com maior
incidência na população adulta. Os óbitos por causas evitáveis na faixa entre 20 e 59 anos
(doenças cardiovasculares, neoplasia, doenças infecciosas, causas externas, entre outras)
chegam a atingir patamares de 49,4% dos falecimentos. A mortalidade prematura por
doenças não transmissíveis fica cinco pontos percentuais acima da média nacional.

Neste aspecto, é preocupante a escalada de casos de suicídio no Estado e no país. Em 2017, a
taxa de suicídios no RS chegou a 11.65 casos por 100 mil habitantes (1.349 mortes), sempre
com viés de alta nos últimos três anos.

Menos mortes nas estradas
O RS vem conseguindo diminuir o número de mortes no trânsito desde 2010, antes mesmo do
desafio de atender a uma das metas da ONU de reduzir pela metade os casos fatais e de
feridos até 2020. Mesmo com uma pequena oscilação em 2017 (16,42 mortes por 100 mil
habitantes), o Estado tem indicadores mais positivos na comparação com os vizinhos do Sul.
Com este comportamento histórico, o RS hoje é o 8º entre os estados brasileiros com menor
taxa de mortalidade de acidentes de trânsito.

Além das metas definidas nos ODS 3, o estudo elaborado pelo Departamento de Economia e
Estatística buscou analisar também os resultados das ações definidas como prioritárias pelo
governo no Plano Plurianual 2016-2019, tanto nas ações de preventivas da saúde, como de
educação para um trânsito mais seguro.






Edicão n° 194 de Setembro de 2019
22/08/2019 - Câmeras de monitoramento trarão mais segurança para Eldorado do Sul.
22/08/2019 - Obras de 11 adolescentes inspiradas em artistas estão em exposição na Fase
22/08/2019 - Nota oficial sobre fato criminoso em escola no município de Charqueadas
22/08/2019 - Instalação de 4 empreendimentos da área de energia vai gerar cerca de 800 empregos durante as obras
22/08/2019 - Encontro estadual discute o fortalecimento da atenção básica
20/08/2019 - Distrito Parque Eldorado tem novo subprefeito
15/08/2019 - Polícia Civil lança campanha para estimular uso da Delegacia Online
15/08/2019 - Prefeitura de Butiá instala câmeras de segurança em todas as escolas municipais
15/08/2019 - Juntos para Competir terá programação especial na 42ª Expointer
15/08/2019 - Prova AMRIGS conta com parceria da Associação de Psiquiatria do RS
15/08/2019 - Carvão: O perigo escuro e silencioso
14/08/2019 - Especialista aponta requisitos necessários para que Acordos Extrajudiciais tenham sucesso
14/08/2019 - O cumprimento de exigências da Previdência no processo de aposentadoria
14/08/2019 - Conhecidos os campeões da superfinal entre Jergs x Cergs nas modalidades futsal, basquete e handebol
14/08/2019 - Prevenção ao suicídio é tema do Setembro Amarelo, com eventos que já começam neste mês
14/08/2019 - Educação bilíngue de surdos é tema de encontro promovido pela Seduc
14/08/2019 - Prefeitura leva jovens para aula de educação ambiental nos ecopontos da Cidade.
14/08/2019 - GPS para 100% da frota de ônibus será apresentado nesta quarta na capital
14/08/2019 - Charqueadas apresenta Projeto de Saneamento nas Estações de Tratamento de Efluentes no complexo prisional do município.
14/08/2019 - Ministério Público denuncia homem responsável por execução filmada em saída de casa noturna
13/08/2019 - Enfrentamento à tuberculose será debatido em encontro no Hospital Sanatório Partenon
12/08/2019 - Cachoeira do Sul recebe palestra sobre Responsabilidade Civil e Ética do Médico
12/08/2019 - Leite materno: a primeira escolha para auxiliar na prevenção da alergia à proteína do leite de vaca
12/08/2019 - Curso da Granpal qualifica equipes de prefeituras da Região Metropolitana
12/08/2019 - VI Simpósio de Processo Civil
12/08/2019 - Audiência de conciliação sobre remoção de famílias da Vila Nazaré acaba sem acordo
12/08/2019 - Porto Alegre inaugura Estação Cidadania da Restinga
12/08/2019 - Novas turmas da capacitação Gestão Ambiental Municipal e Fiscalização estão com inscrições abertas
12/08/2019 - Programa busca corrigir distorção idade-série dos Anos Finais do Ensino Fundamental
10/08/2019 - Prefeitura de Butiá busca ampliar a geração de renda através de projeto realizado no município
10/08/2019 - abinete Itinerante da SMS estará na UBS Chácara nesta segunda (12)
10/08/2019 - Feira de Adoção em Eldorado do Sul
10/08/2019 - CMPC apoia o IV Curso de Formação de Promotoras Legais Populares de Guaíba
10/08/2019 - São Jerônimo comemora os 42 anos do decreto da Escola João Cernicchiaro
10/08/2019 - Prefeitura de São Jerônimo adere ao Programa Criança Feliz
09/08/2019 - Rio Grande do Sul tem queda de 22,7% nos homicídios
09/08/2019 - Novas regras para habilitação de condutores valerão para todos os serviços ativos em 16 de setembro
09/08/2019 - Imama busca apoio da Secretaria da Saúde para colocar Mamamóvel na estrada
09/08/2019 - Final de semana do dia dos pais terá Operação Viagem Segura
09/08/2019 - DescomplicaRS eliminará excesso de burocracia nos serviços públicos
09/08/2019 - Novos talentos têm até sexta para inscrição no Festival de Música
09/08/2019 - Ex-presidente de Câmara de Vereadores tem bens bloqueados
08/08/2019 - Falta de planejamento em obra causa congestionamento gigantesco na Br 290
07/08/2019 - DNIT libera mais 12 quilômetros de pista duplicada no trecho Guaíba - Pelotas da BR 116
06/08/2019 - Eldorado do Sul realizará o Projeto Cultura nos Bairros
05/08/2019 - Projeto leva literatura para mulheres do meio rural em Charqueadas
05/08/2019 - Sine oferece 176 oportunidades de emprego nesta segunda
05/08/2019 - Prefeitura de Charqueadas realiza ações no Bairro Guaíba City.
05/08/2019 - Pesquisa descobre como aproveitar resíduos vegetais para extrair substância para produtos diet
03/08/2019 - Campeonato de Futsal começa neste domingo em Minas do Leão
02/08/2019 - Secretarias da Agricultura e do Meio Ambiente se unem para controlar expansão do javali no Estado
02/08/2019 - Centros da juventude de Viamão e da Restinga formam mais 290 jovens em cursos profissionalizantes
02/08/2019 - Redução da mortalidade infantil avança no Rio Grande do Sul
02/08/2019 - Sine da Capital disponibiliza 154 vagas de emprego nesta sexta
02/08/2019 - Formação para as Equipes Diretivas das Escolas Municipais de Charqueadas
02/08/2019 - Nota de Repúdio ao vandalismo em Charqueadas
02/08/2019 - Novas façanhas na área ambiental
02/08/2019 - Mais segurança para os gaúchos
02/08/2019 - Ministério Público denuncia ex-vereador por apropriação de valores pagos por mais de 5 mil associados de cooperativas habitacionais
01/08/2019 - Farmácia do Noel
01/08/2019 - Quer vender mais?
01/08/2019 - Tecnologia voltada ao setor da construção civil ganha força na 22ª Construsul
01/08/2019 - Prefeitura de Butiá promove 1º Handebol Acamp
01/08/2019 - Butiá terá “Hip Hop na Verde” neste domingo
01/08/2019 - Dnit vai instalar 245 controladores de velocidade em rodovias federais no RS. Eldorado do Sul mais uma vez ficará de fora.
01/08/2019 - Alergia a proteína do leite: o que fazer?
01/08/2019 - Reuniões com a comunidade sobre a liberação de trechos da BR 116
01/08/2019 - Novas perspectivas para o Brasil
01/08/2019 - Intenção de Consumo das Famílias cai pela terceira vez no RS
01/08/2019 - Ministério Público Federal e Estadual determinam a realização de Audiência Pública em Porto Alegre a cerca do projeto Mina Guaíba
01/08/2019 - Concluída a fase de recursos da licitação para o Trecho 3 da Orla
01/08/2019 - Roda de conversa debate a inclusão no ensino fundamental
01/08/2019 - Porto Alegre adere a programa de incentivo ao turismo
01/08/2019 - Mais de 600 pessoas participam do Seminário de Educação de Guaíba
01/08/2019 - Circuito Sesc de Corridas reúne 600 atletas em Guaíba
01/08/2019 - Minas do Leão lança programa que prevê R$ 10 milhões em investimento
01/08/2019 - Operação do Gaeco cumpre mandados em investigação de corrupção no Semae em São Leopoldo
29/07/2019 - Gestão da Saúde implanta Gabinete Itinerante para ouvir as demandas da população
29/07/2019 - RS tem 85 cidades com alto risco de transmissão de dengue, zika e chikungunya
01/07/2019 - Barbearia Roque



Edição n° 194 - Setembro de 2019

Selecionar Edição
  • Edição n° 194
  • Edição n° 193
  • Edição n° 192







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821