Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 19 de Outubro de 2019. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
30380121


Edicão n° 196 de Outubro 2019


Aumento nos casos de hepatite faz Secretaria da Saúde reforçar medidas de prevenção
25/07/2019

O Rio Grande do Sul apresentou em 2018 um aumento no número de casos de hepatites
virais. Ao todo, 7,6 mil pessoas foram diagnosticadas com hepatite A, B ou C no ano
passado, elevação de 14,4% em relação a 2017.

Entre os tipos, o com maior registro no Estado é o C, que teve mais de 5,8 mil novos
casos ano passado. Contudo, o que teve o maior aumento foi o tipo A, com alta de 2,5
vezes em relação ao ano anterior .

Os dados de 2018 foram fechados neste início de mês, que recebe o nome de Julho
Amarelo, em conscientização sobre a doença e tem em 28 de julho o Dia Mundial de
Luta contra as Hepatites Virais. Para o combate à doença, a Secretaria da Saúde destaca
as principais medidas de prevenção, como o uso de preservativos em relações sexuais e
outros hábitos de higiene, assim como o incentivo ao teste rápido nas Unidades Básicas
de Saúde.

As hepatites virais são doenças infecciosas que afetam o fígado. Não costumam
apresentar sintomas. Quando aparecem, os mais comuns são cansaço, febre, mal-estar,
tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes
claras.

A análise do perfil epidemiológico das hepatites virais, em conjunto com o HIV/Aids,
permitiu identificar as áreas de maior risco no Rio Grande do Sul.

São considerados prioritários 62 municípios, levando em conta os índices de hepatites B
e C, Aids e sífilis:

Alegrete, Alvorada, Bagé, Bento Gonçalves, Cachoeira do Sul, Cachoeirinha, Camaquã,
Campo Bom, Canela, Canoas, Capão da Canoa, Carazinho, Caxias do Sul, Charqueadas,
Cruz Alta, Erechim, Esteio, Estrela, Eldorado do Sul, Estância Velha, Farroupilha,
Frederico Westphalen, Gravataí, Guaíba, Ijuí, Itaqui, Lagoa Vermelha, Lajeado, Marau,
Montenegro, Novo Hamburgo, Osório, Palmeira das Missões, Parobé, Passo Fundo,
Pelotas, Porto Alegre, Rio Grande, Santa Vitória do Palmar, São Jerônimo, São Luis
Gonzaga, São Sebastião do Caí, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Santa Rosa, Santana
do Livramento, Santiago, Santo Ângelo, São Borja, São Gabriel, São Leopoldo,
Sapiranga, Sapucaia do Sul, Soledade, Taquara, Torres, Tramandaí, Tapes, Uruguaiana,
Vacaria, Venâncio Aires e Viamão.

SAIBA MAIS

Hepatite A

- Casos diagnosticados em 2018 no RS: 157 (153% a mais que em 2017)

A hepatite A geralmente não apresenta sintomas e está historicamente relacionada à
precariedade de saneamento, com transmissão pela água e por alimentos contaminados.
Contudo, atualmente verifica-se um novo cenário, com um aumento expressivo no
número de casos entre homens jovens e adultos. Esse fenômeno já havia sido
observado no Sudeste e em outros países, onde estudos apontam a população dos
homens que fazem sexo com homens a mais vulnerável.

Transmissão:

- Ingestão de água ou alimentos contaminados pelo vírus

- Contágio oral-fecal

- Contágio oral-fecal durante prática sexual

Prevenção:

- Ingerir água tratada ou fervida

- Lavar bem alimentos crus (frutas, verduras e legumes)

- Cozinhar bem peixes, mariscos e crustáceos

- Higienizar bem as mãos após usar o banheiro

Vacinação:

- Desde 2014, a vacina contra a hepatite A está disponível no Sistema Único de Saúde
(SUS), sendo oferecida no calendário básico infantil para crianças de 15 meses a 5 anos
incompletos (4 anos, 11 meses e 29 dias).

- Os Centros de Imunobiológicos Especiais (Crie) também oferecem as doses para
pessoas de qualquer idade que tenham: hepatopatias crônicas de qualquer etiologia
incluindo os tipos B e C; coagulopatias; pessoas vivendo com HIV; portadores de
quaisquer doenças imunossupressoras; doenças de depósito; fibrose cística; trissomias;
candidatos a transplante de órgãos; doadores de órgãos, cadastrados em programas de
transplantes ou pessoas com hemoglobinopatias.

Hepatite B

Casos diagnosticados em 2018 no RS: 1.668 (14% a mais que em 2017)

A principal via de transmissão do vírus da hepatite B é sexual, pelo contato com fluídos
corporais ou sangue. Em média, 6% das pessoas infectadas desenvolvem a forma
crônica, situação mais frequente quando a contaminação se dá na infância, em especial
nos bebês. Se a mulher não foi vacinada antes de engravidar, a gestante precisa receber
a vacina hepatite B o mais cedo possível. No total, são três doses, com intervalo de um
mês entre a primeira e a segunda, e de seis meses entre a primeira e a terceira. A
vacina não contém vírus vivo, portanto não causa doença.

Transmissão:

- Compartilhamento de materiais no uso de drogas injetáveis, inaladas e pipetas

- Relação sexual sem o uso de preservativos

- Uso de materiais perfurocortantes não esterilizados (alicates de unha, aparelho de
barbear e depilar, instrumentos de tatuagem e piercings, materiais cirúrgicos ou
odontológicos)

- No parto, caso a mãe seja portadora (transmissão vertical)

Prevenção:

- Uso de preservativos em todas as relações sexuais

- Esterilização adequada e não compartilhamento de materiais perfurocortantes

Vacinação:

- Em crianças, são dadas quatro doses: ao nascer, 2, 4 e 6 meses. Para os adultos que
não se vacinaram na infância, são três doses, dependendo da situação vacinal. É
importante que todos que ainda não se vacinaram tomem as três doses da vacina.

- Pessoas que tenham algum tipo de imunodepressão ou que tenham o vírus HIV,
precisam de um esquema especial, orientado nos Centros de Imunobiológicos Especiais
(Crie).

Hepatite C

Casos diagnosticados em 2018 no RS: 5.853 (13% a mais que em 2017)

O vírus da hepatite C é transmitido por meio de sangue infectado. As transmissões
sexual e vertical (de mãe para o bebê) são menos frequentes. São considerados de
risco: indivíduos que receberam transfusão de sangue e/ou hemoderivados antes de
1993; usuários de drogas injetáveis (cocaína, anabolizantes, complexos vitamínicos),
inaláveis (cocaína) ou pipadas (crack); pessoas que compartilham ou utilizam
instrumentos não esterilizados para aplicação de piercings, tatuagem, manicure e
objetos para higiene pessoal (escovas de dente lâminas de barbear e depilar, entre
outros). Os casos ocorrem com maior frequência em pessoas de 40 a 59 anos,
responsável em 2018 por cerca de 50% dos casos confirmados no Estado.

Em 2016, foi firmado um compromisso internacional de eliminar a hepatite C como
ameaça à saúde pública até 2030. Os objetivos são a redução de novas infecções em
90% e a redução da mortalidade em 65%.

Transmissão:

- Compartilhamento de materiais no uso de drogas injetáveis, inaladas e pipadas

- Relação sexual desprotegida

- Uso de materiais perfurocortantes não esterilizados (alicates de unha, aparelho de
barbear e depilar, instrumentos de tatuagem e piercings, materiais cirúrgicos ou
odontológicos)

- Quem recebeu transfusão de sangue anterior a 1993 corre o risco de ter sido
contaminado

Prevenção:

- Uso de preservativos em todas as relações sexuais

- Esterilização adequada e não compartilhamento de materiais perfurocortantes

Vacinação:

- Não existe no momento vacina disponível contra a hepatite C

Testes rápidos

As Unidades Básicas de Saúde oferecem testes rápidos para a detecção de hepatites B e
C. Elas são o primeiro passo para o diagnóstico precoce da doença e sua prevenção, pois
possibilita interromper a cadeia de transmissão.

O diagnóstico permite um tratamento adequado e impacta diretamente a qualidade de
vida do indivíduo, sendo um instrumento de prevenção de complicações mais
frequentes, como cirrose avançada e câncer hepático.

O Rio Grande do Sul apresentou uma grande evolução no número de testes rápidos
realizados pelos municípios. Em 2018 foram mais de 645 mil exames, aumento de 28%
em relação ao ano anterior e mais de quatro vezes superior à quantidade realizada em
2014.

Série histórica da quantidade de testes rápidos no RS

Ano Hepatite B Hepatite C
2014 74,9 mil 73,2 mil
2015 81,2 mil 127,8 mil
2016 155,4 mil 165,3 mil
2017 253,4 mil 251,2 mil
2018 317,9 mil 327,4 mil
Texto: Ascom SES
Edição: Secom

O aumento nos casos é decorrente da falta de medicamentos. Assista o vídeo do link
abaixo:
https://globoplay.globo.com/v/7788888/






Edicão n° 196 de Outubro 2019
18/10/2019 - 15ª Feira do Livro de Eldorado do Sul
18/10/2019 - Alunos de escola de Eldorado do Sul recebem prêmio do Projeto MPT na Escola RS 2019
18/10/2019 - Vem aí o 3° Festival de Danças de Eldorado do Sul
18/10/2019 - Novos casos reforçam importância da vacinação contra o sarampo neste sábado
18/10/2019 - 2º Festival Steam Seduc destaca criatividade e empreendedorismo dos alunos da rede estadual
18/10/2019 - Programa de cuidado com a infância da Secretaria da Saúde recebe prêmio nacional
18/10/2019 - Pinacoteca em Porto Alegre, recebe a exposição Travessia por terra, água e ar
18/10/2019 - Cinco estabelecimentos são autuados pela Força-Tarefa da Segurança Alimentar
17/10/2019 - RS ganha novas Patrulhas Maria da Penha para combater a violência contra a mulher
17/10/2019 - Assembleia homenageia escolas estaduais com melhor desempenho em índice de educação
16/10/2019 - Eldorado do Sul inicia a instalação do sistema de videomonitoramento e cercamento eletrônico
15/10/2019 - Fórum Nacional de Secretários de Habitação atualiza pautas em reunião no Rio Grande do Sul
15/10/2019 - Educadores que fazem a diferença na vida de estudantes
15/10/2019 - Unidades de saúde do município realizam atividades em comemoração ao Outubro Rosa
14/10/2019 - Pracinhas de Madeira Tratada a Preço de Fábrica
14/10/2019 - O REFIS 2019 já está disponível! Aproveite a melhor forma de pagamento.
14/10/2019 - Em 200 dias, aplicativo que indica o menor preço alcança 50 mil downloads
14/10/2019 - Mestrado acadêmico em conservação da diversidade biológica está com inscrições abertas
14/10/2019 - Confiança de empresários gaúchos atinge melhor índice desde maio deste ano
14/10/2019 - Reforma Tributária: Não se deve resolver um problema criando outros
14/10/2019 - Prova AMRIGS passará a ser seleção nacional para programas de Residência Médica
14/10/2019 - Tecnologia deve reduzir custo e ampliar acesso a cirurgia bariátrica e tratamentos para obesidade e diabetes
14/10/2019 - Curso sobre Farmácias Vivas prepara profissionais para uso de plantas medicinais
14/10/2019 - Alunos da Escola Eldorado participam de reunião com o prefeito municipal
11/10/2019 - DNIT alerta para serviços de manutenção na BR-116, nesta sexta-feira (11)
11/10/2019 - Governo apresenta reforma estrutural a representantes de policiais civis e agentes penitenciários
11/10/2019 - Convênios com bombeiros civis fortalecem atendimento em rodovias estaduais
11/10/2019 - Margs oferece oficinas gratuitas ao público infanto-juvenil
11/10/2019 - Operação de estreia da comissão de emergências ambientais
11/10/2019 - Uso de meios alternativos de transporte alcança marca histórica na capital.
11/10/2019 - Desequilíbrio financeiro do Estado exige reformas estruturais
11/10/2019 - Rio Grande do Sul é um dos vencedores do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora
10/10/2019 - Dia Mundial de Saúde Mental chama atenção para aumento de adoecimentos no século XXI
09/10/2019 - Cresce o número de pessoas endividadas em setembro
08/10/2019 - Inscrições para o Gauchão de Várzea começam nesta quarta (9) e seguem até 20 de outubro
08/10/2019 - Uma Lei para alertar sobre os riscos do uso excessivo de telas na infância
08/10/2019 - Harmonia no rosto e beleza fazem crescer procura por procedimentos estéticos nos lábios
08/10/2019 - Instituto da Criança com Diabetes participa da campanha nacional da ADJ Diabetes Brasil sobre Retinopatia Diabética
08/10/2019 - Governador inicia debate com a sociedade sobre reformas em carreiras de servidores e previdência
08/10/2019 - Emendas parlamentares garantem R$ 127 milhões para hospitais e instituições de saúde do Estado
08/10/2019 - Resultado da votação para o conselho tutelar no município
08/10/2019 - Prefeitura de Eldorado do Sul adere à campanha Outubro Rosa
08/10/2019 - Atenção para o período de inscrições para as creches e na pré-escola!
08/10/2019 - Outubro Rosa em Guaíba
08/10/2019 - Duplicação da ERS-239 ampliará rota entre Serra e Região Metropolitana
08/10/2019 - Organizado pela Seduc, Ideathon aproxima educadores e alunos
08/10/2019 - Ação conjunta descobre agrotóxicos proibidos e contrabandeados em lavouras de arroz
08/10/2019 - Aquisição de alimentos para merenda escolar será feita por cartão de compras a partir de 2020
08/10/2019 - Porto Alegre sedia a Copa de Ginástica e Dança
08/10/2019 - XXI Gincana Municipal movimentaram final de semana com tarefas antecipadas
08/10/2019 - Butiá Kids é nesta quarta-feira (9)
06/10/2019 - Tintas em Arroio dos Ratos
06/10/2019 - Lançamento do Projeto Memória é nesta segunda em Butiá
04/10/2019 - Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais: muito além de uma simples adequação
04/10/2019 - Evento debate desafios do atendimento ao paciente em emergências
04/10/2019 - Coluna da OAB/RS
04/10/2019 - Conheça os benefícios dos ovos para uma alimentação saudável
04/10/2019 - Programa “Butiá Mais Seguro” atinge 100 câmeras integradas
04/10/2019 - Instalada Frente Parlamentar em Defesa dos Portadores de Psoríase e Artrite Psoriática
04/10/2019 - Oficina de Restauro recupera peças históricas no Palácio Piratini
04/10/2019 - Educação Infantil puxa crescimento do nível socioeconômico do RS
04/10/2019 - Caminhada inicia atividades do Outubro Rosa em Guaíba
04/10/2019 - Passagem de ônibus a R$ 1 no próximo domingo. Dia será eleição no Conselho Tutelar
04/10/2019 - Prefeitura acompanha ação voluntária na Apae
04/10/2019 - Projeto de tratamento de esgoto do Delta é pauta em reunião na Corsan
01/10/2019 - Anuncie no Jornal ECO do Jacuí
01/10/2019 - Farmácia do Noel
01/10/2019 - Barbearia Roque
01/10/2019 - Preserva Rio Grande - Madeira Tratada em Arroio dos Ratos
01/10/2019 - Estado libera R$ 31,4 milhões para investimentos na Educação
01/10/2019 - Consórcio antecipa investimento de R$ 2,4 bi em linhas de transmissão de energia
01/10/2019 - Projeto levará exames de mamografia para áreas remotas do Estado
01/10/2019 - Vigilância em Saúde ressalta a importância da prevenção à raiva em animais domésticos
01/10/2019 - Motorista que matou estudante durante racha na Estrada do Mar é condenado por homicídio doloso no trânsito
01/10/2019 - Governo encaminha ajustes finais para cronograma de convocações na Segurança
01/10/2019 - BM recebe reforço de cerca de R$ 5 milhões em viaturas e armamentos
01/10/2019 - Empresários gaúchos mantêm-se otimistas, aponta Fecomércio-RS
01/10/2019 - Divulgadas equipes classificadas para o 1º concurso de Aplicativos e Games da Rede
01/10/2019 - Secretaria da Saúde discute políticas públicas para idosos com Associação Parkinson
01/10/2019 - Eleições para o Conselho Tutelar
01/10/2019 - Outubro Rosa em Guaíba
01/10/2019 - Butiá terá Espetáculo Artístico e Baile da Gincana neste sábado (5)
01/10/2019 - Mais um acidente grave na BR 290 no trecho que já deveria ter sido duplicado



Edição n° 196 - Outubro 2019

Selecionar Edição
  • Edição n° 196
  • Edição n° 195
  • Edição n° 194







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821