Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 10 de Dezembro de 2019. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
30829646


Edicão n° 198 de Dezembro 2019


Agravamento de casos de sarampo no Brasil é tema de encontro em Porto Alegre
31/05/2019

Os surtos de sarampo no Brasil trazem grande preocupação e fizeram com que médicos de
diversas especialidades voltassem a estar atentos para uma doença que, antes, era
considerada erradicada no país. O evento acontece no Hotel Deville Prime, em Porto Alegre
(RS) até sábado (01/06) e reúne dermatologistas e profissionais de outras áreas. A médica
dermatologista, Francisca Regina Oliveira Carneiro (PA), traçou um panorama preocupante
sobre o cenário no Brasil, principalmente na região norte do país.

- Existem picos de epidemia, que em geral ocorrem no final de inverno e início da primavera.
O que é muito grave é que em países com alta taxa de natalidade, os surtos são grandes e
irregulares. Também há um fator preocupante em relação a segunda dose. Lembramos que
15% das crianças vacinas não conseguem desenvolver imunidade na primeira dose – afirmou
a palestrante que possui graduação em Medicina pela Universidade Federal do Pará, mestrado
em Medicina (Dermatologia) e doutorado em Medicina (Dermatologia) pela Universidade
Federal de São Paulo.

O cenário foi agravado com a vinda de estrangeiros da Venezuela. Amazonas é o estado que
lidera em número de casos, tendo chegado em 2018 a mais de 9.803 casos confirmados. Na
sequência aparecem estados de Roraima e Pará. O Rio Grande do Sul, vem logo em seguida,
com 46 casos em 2018. Os estados considerados pelo Ministério da Saúde com o surto ativo,
em 2019, são Amazonas, Roraima e Pará. O RS, apesar de 46 casos no ano passado, é
considerado com surto encerrado em 2018.

O sarampo é uma doença infecciosa, febril, aguda, exantemática, extremamente contagiosa e
de complicações e óbitos. Evolui em 30% dos casos para complicações e é muito preocupante
do ponto de vista de mortalidade infantil. O vírus pode ser propagado em distâncias curtas.
Fica suspenso no ar em partículas por várias horas e por isso há o temor de fácil propagação.

A programação trouxe ainda a temática do Diagnóstico Diferencial dos Exantemas virais, com
a dermatologista Ana Paula Dornelles da Silva Manzoni (RS) e da Varicela Zoster:
Manifestações Clínicas, Tratamento e Prevenção, com Walter Belda Junior (SP).

Durante a tarde, os temas foram mictobacteriose, pênfigo e dermatoses por animais
peçonhentos, com a apresentação do médicos Vidal Haddad Junior e Arival Cardoso de Brito.
A AIDS, com temática de manifestações dermatológicas, controle e Profilaxia Pré-Exposição
(PrEP) e Profilaxia Pós-Exposição (PEP). O painel contou com a presença dos médicos Paula
Berenhauser D' Elia (RS), Beatriz Moritz Trope (RJ) e Gustavo Gonçalves C. Pinto Corrêa (RS).

Hanseníase: um falso cenário que preocupa

Outro tema que foi destaque foi a hanseníase. Desde 1994, foi anunciado que não há mais
casos da doença no Rio Grande do Sul. Os números, porém, são questionados por médicos
dermatologistas que alertam para a interrupção do trabalho de pesquisa feito para diagnóstico
da doença. As estatísticas mostravam 134 casos, em 2014; 114 casos, em 2015; 103 casos,
em 2016 e 109 casos, em 2017. Em 2018 não há dados disponíveis.

- O termo eliminado, quando falamos de problema de saúde pública, vem de um indicador
que diz que há prevalência menor do que um doente para cada dez mil habitantes. Quando
isso acontece, teoricamente ela está controlada, mas não quer dizer que está erradicada.
Existem casos e não estão sendo notificados. Existe uma endemia oculta grande no RS.
Outros agravantes prioritários foram colocados à frente, e deixou-se de ter um olhar com
mais atenção para hanseníase. Ou seja, a doença cai no esquecimento e não se faz mais
diagnóstico. Casos novos estão progredindo e o grande problema da hanseníase não são
lesões de pele, mas o acometimento de troncos, mãos, rosto e pés que levam a deformidades
físicas, ou seja, ela é uma doença incapacitante – explica a médica dermatologista e
associada da Sociedade Brasileira de Dermatologia – Secção RS, Letícia Maria Eidt.

Outro fator lembrado pela médica é o histórico preconceito que existe com os pacientes que
têm a doença, no passado conhecida por Lepra. A hanseníase é uma doença contagiosa
causada pela transmissão do Bacilo de Hansen, através da respiração. Ela se manifesta em
diversos sintomas, como através de lesões na pele, ausência de sensibilidade à dor e ao tato
em qualquer parte do corpo. Durante as aulas realizadas no primeiro painel sobre hanseníase,
os especialistas debateram clínicas usuais, diagnóstico laboratorial, manejo das reações,
tratamento e panorama atual da doença. A abordagem contou com a participação dos
médicos Sinésio talhari (AM), Heitor de Sá Gonçalves (CE), Egon Daxbacher (RJ), Sandra
Maria Barbosa Durães (RJ), Maria Araci Pontes Aires (CE), Gerson Oliveira Penna (DF) e
Letícia Maria Eidt (RS).

O DERMATROP é promovido pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), com o apoio da
SBD-RS, seccional gaúcha. O encerramento do evento, no sábado (01/06), conta com
atividades relacionadas a micoses, dermatozoonoses e vacinas. A programação completa pode
ser conferida no site sbd.org.br.

Fonte: PlayPress






Edicão n° 198 de Dezembro 2019
06/12/2019 - Quase 50 mil já utilizam o documento do veículo no celular
06/12/2019 - Estado recebe R$ 213,2 milhões do governo federal para ampliar atendimento na área da saúde
06/12/2019 - MPRS participa da Operação Petrolato, que investiga armazenamento e descarte ilegal de óleo lubrificante em 10 estados
06/12/2019 - Projetos do Hospital Moinhos de Vento buscam aumentar número de médicos de família e comunidade no Brasil
05/12/2019 - DNIT assina contrato para obras de melhoramentos no trecho metropolitano da BR-116/RS
05/12/2019 - Combate à obesidade infantil passa por mudança de hábitos no estilo de vida
05/12/2019 - TJ indefere liminar pleiteada pelo Cpers buscando evitar corte do ponto de grevistas
05/12/2019 - Ato celebra um ano de funcionamento de ambulatório de cirurgia plástica do Centro de Saúde IAPI
05/12/2019 - Ação conjunta contra fraude de ICMS cumpre mandados na região metropolitana
05/12/2019 - Secretaria Municipal da Fazenda promove 1º Seminário de Sensibilização da NFG - Entidades
05/12/2019 - Eldorado do Sul recebe emenda parlamentar para aquisição de ambulância
05/12/2019 - SMAM realiza revitalização da Prainha da Itaí
05/12/2019 - Cultura nos Bairros acontece neste sábado na Praça Central
02/12/2019 - Prédios e locais públicos terão iluminação especial para o Dezembro Laranja
01/12/2019 - Pracinhas de Madeira Tratada a Preço de Fábrica
01/12/2019 - Farmácia do Noel
01/12/2019 - Tintas em Arroio dos Ratos
01/12/2019 - Preserva Rio Grande - Madeira Tratada em Arroio dos Ratos
01/12/2019 - Detran economizará recursos ao avisar condutores de vencimento da CNH por SMS e e-mail
01/12/2019 - Estudantes do Rio Grande do Sul conquistam 40 medalhas nos Jogos Escolares 2019
01/12/2019 - Consórcio Aegea vence leilão da PPP do saneamento da Corsan
01/12/2019 - Aplicativo do Samu começa a ser utilizado pela população para pedir socorro
01/12/2019 - Sema realiza na terça-feira (3) seminário regional sobre espécies exóticas invasoras
01/12/2019 - Nota Fiscal Gaúcha atinge 1,8 milhão de cidadãos cadastrados
01/12/2019 - Bombeiros divulgam delimitação de áreas para banho em rios e praias do litoral
01/12/2019 - SMTTI realiza ações que proporcionarão maior segurança ao município
01/12/2019 - Projeto de revitalização do Arroio Dilúvio é apresentado em reunião no Ministério Público
01/12/2019 - Reflexões sobre a Saúde: palestras promovidas pela SMS apresentam estratégias para a redução do estresse
01/12/2019 - Eldorado do Sul tem 5 mil títulos de eleitores cancelados
01/12/2019 - Restos de obras, sofás e até máquinas de lavar foram retirados de valo em Guaíba
01/12/2019 - A construção do futuro pela educação
01/12/2019 - Campanha vai examinar gratuitamente pacientes para diagnóstico do câncer de pele no RS
29/11/2019 - Ministério Público cria Rede Ambiental Guaíba
29/11/2019 - Prefeito de Charqueadas protocola projeto de lei para orçamento 2020



Edição n° 198 - Dezembro 2019

Selecionar Edição
  • Edição n° 198
  • Edição n° 197
  • Edição n° 196







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821