Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 16 de Outubro de 2018. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
26091996


Edicão n° 184 de Outubro 2018


Criança que trabalha adoece e morre três vezes mais do que adultos
24/05/2018

Com o objetivo de traçar estratégias nacionais para aprimorar a atuação conjunta no combate ao trabalho infantil, integrantes do Ministério Público brasileiro estiveram reunidos, nos dias 23 e 24 de maio, no Conselho Nacional (CNMP), em Brasília, onde debateram o "Enfrentamento ao trabalho infantil: educação, profissionalização e políticas públicas".

Realizado pela Comissão de Planejamento Estratégico (CPE/CNMP), a Comissão da Infância e Juventude (CIJ/CNMP) e a Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Coordinfância) do MP do Trabalho (MPT), o seminário resultou na redação do projeto de Ação Nacional que servirá de base para ações concretas a serem realizadas de forma articulada a partir das boas práticas apresentadas.

Para o procurador do MPT Rafael Dias Marques, representante do procurador-geral do Ministério Público Trabalho no evento, o trabalho precoce é porta para o desrespeito a inúmeros outros direitos fundamentais. "Criança que trabalha adoece e morre três vezes mais do que adultos, se afasta da escola, se afasta do convívio familiar. É uma grave violação que precisa estar na ordem do dia dos órgãos responsáveis pela proteção à infância, que, de forma coletiva, buscam aqui aprimorar o combate a essa prática", alerta.

Ele destaca que o trabalho infantil é uma das maiores tragédias e perversidades na vida de uma criança e é um problema de causas complexas, que não se resolve apenas com a proibição, mas exige políticas públicas e oportunidades, como as experiências relatadas no seminário, de educação e profissionalização.

Como conselheiro e presidente da CPE/CNMP, procurador do MPT Sebastião Vieira Caixeta explicou que a iniciativa busca trazer resultados práticos, para encaminhamentos posteriores consolidados nessa Ação Nacional, que é um instrumento previsto em resolução aprovada pelo Plenário do CNMP. "Nós estamos buscando a identificação de boas práticas e estratégias comuns do MP, em prol da satisfação das demandas e interesses da sociedade".

A atriz, cantora, jornalista e poetisa Elisa Lucinda falou do projeto Versos da Liberdade, feito pela Casa Poema em parceria com a OIT e o MPT, que busca mudar a vida dos adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas, com a realização de oficinas cuja sensibilização é feita por meio da poesia, o que traz resultados impressionantes, como mostra o vídeo apresentado durante o seminário.

A atuação do MP como agente de transformação social foi o viés reforçado pelo vice-procurador-geral da República, Luciano Mariz Maia, que representou a presidente do CNMP, Raquel Dodge, na abertura. Para ele, a oportunidade serve para a troca de experiências exitosas, "com o foco nas crianças, que são o Brasil de hoje e de amanhã", concluiu. Também participaram da mesa de abertura, o conselheiro e presidente da CIJ, Leonardo Accioly; o conselheiro Marcelo Weitzel; e a secretária-geral do CNMP, Adriana Zawada.

Iniciativas do MPT - A titular nacional da Coordinfância do MPT, Patrícia Sanfelici, apresentou o projeto Resgate a Infância, que "é um chamamento para toda a sociedade e órgãos públicos, para resgatarmos juntos a infância roubada das crianças e adolescentes submetidos às mais diversas formas de exploração", explicou antes de detalhar os três eixos trabalhados: Educação, Profissionalização e Políticas Públicas.

A procuradora do MPT no Rio de Janeiro Dulce Torzecki, que é gerente do eixo Profissionalização, falou sobre o projeto Criando Juízo, que ficou entre as 12 melhores iniciativas, das 710 inscritas no Prêmio Innovare de 2017, promovido pelo STF. O projeto capacita adolescentes que cumprem medidas socioeducativas ou em situação de acolhimento institucional para a experiência profissional, e já conseguiu inserir mais de 400 jovens no mercado de trabalho formal, por meio de contratos de aprendizagem.

O procurador do MPT de Rondônia Marcos Cutrim, em parceria com o promotor de Justiça Marcos de Melo, mostrou também resultados positivos da experiência realizada com o comitê de políticas públicas formado naquela região, com o objetivo de analisar e propor alternativas efetivas no combate à exploração de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade no campo.

O procurador do MPT Carlos Eduardo Andrade apresentou a metodologia do projeto Ação Nacional, do CNMP, que visa esse acordo de resultados, envolvendo os diversos ramos do Ministério Público da União e dos Estados em uma série de atividades, com a finalidade de multiplicar o alcance das estratégias apresentadas em prol de um mesmo objetivo, que, neste caso, é o combate ao trabalho infantil.

Ministério Público do Trabalho

Procuradoria Geral do Trabalho

Assessoria de Comunicação Social






Edicão n° 184 de Outubro 2018
15/10/2018 - Secretaria da saúde reduz fila nos procedimento e consultas especializadas
15/10/2018 - SMEC divulga datas para matrículas e rematrículas para o ano de 2019
15/10/2018 - Por trás dos genes: entenda o que faz o médico especialista em genética
15/10/2018 - PRF recupera veículo, apreende droga e revólver e prende um homem em Tapes
15/10/2018 - Operação Viagem Segura do feriado fiscaliza mais de 14 mil veículos
15/10/2018 - Leilões do DetranRS ofertam 725 veículos e sucatas em Tramandaí
15/10/2018 - Corsan autoriza obra que vai reforçar abastecimento de Charqueadas e São Jerônimo
04/10/2018 - Operação Desmanche interdita estabelecimento em Montenegro
04/10/2018 - Definido o esquema de segurança para o final de semana das eleições
04/10/2018 - Fase inicia ações de prevenção ao câncer de mama no Outubro Rosa
04/10/2018 - Abertas inscrições para contratação de médicos reguladores
04/10/2018 - RS conquista nove medalhas na etapa regional dos Jogos da Juventude
04/10/2018 - Projeto de robótica beneficia alunos do turno integral da rede pública estadual
04/10/2018 - Hospital de Charqueadas reabre com leitos de saúde prisional, mental e geral
04/10/2018 - Urna Eletrônica, Fraude: Bolsonaro tem razâo
04/10/2018 - Pequenos cuidados ao se barbear ajudam a proteger a pele
04/10/2018 - Urna Eletrônica, Fraude: Bolsonaro tem razâo - Parte II
04/10/2018 - DNIT/RS inicia manutenção periódica na BR-116/RS (Vão móvel até Guaíba)
04/10/2018 - Urna Eletrônica, Fraude: Bolsonaro tem razâo - Parte I
04/10/2018 - Prefeitura e Corsan regularizam a água de mais quatro comunidades
04/10/2018 - Dois guaibenses voltaram do Chile com troféus e vagas para o mundial de Karatê.
04/10/2018 - Prefeito de Butiá e Secretário de Obras definem ações
01/10/2018 - Pracinhas de Madeira Tratada
01/10/2018 - Anuncie no Jornal ECO do Jacuí
01/10/2018 - Barbearia Roque
01/10/2018 - Serviços de Contabilidade
01/10/2018 - Farmácia no Parque Eldorado



Edição n° 184 - Outubro 2018

Selecionar Edição
  • Edição n° 184
  • Edição n° 183
  • Edição n° 182







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821