Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 24 de Setembro de 2018. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
25882044


Edicão n° 183 de Setembro 2018


Melanoma: Lesões podem ser sinal de câncer de pele
14/05/2018

Os cânceres de pele são os mais incidentes no Brasil, representando cerca de 30% de todos os casos da doença – um número que chega a 180 mil novos casos por ano, segundo dados do INCA (Instituto Nacional de Câncer). O melanoma corresponde a 4% deste total, mas, apesar de ser um dos tipos de tumores que afetam o órgão com menor prevalência entre a população, é considerado o mais grave e com grande potencial metastático. Entretanto, a chance de cura é de mais de 90% se houver diagnóstico precoce.

Esse tipo de tumor surge por conta do crescimento anormal dos chamados melanócitos, células que produzem a melanina, dando cor e pigmentação à pele. Pessoas de pele clara, cabelos claros e sardas são mais propensas a desenvolver o câncer de pele. A idade é um fator que também deve ser considerado, pois quanto mais tempo de exposição da pele ao sol, mais envelhecida ela fica. Evitar a exposição excessiva e constante aos raios solares sem a proteção adequada é a melhor medida – e isso vale desde a infância. Vale lembrar que, mesmo áreas não expostas diretamente ao sol e menos visíveis – como o couro cabeludo - podem apresentar manchas suspeitas.

De acordo com Dr. Bernardo Garicochea, oncologista e especialista em genética do CPO, unidade do Grupo Oncoclínicas em São Paulo, é importante a avaliação frequente de um dermatologista para acompanhamento das lesões cutâneas. "As alterações a serem avaliadas como suspeitas são o que qualificamos como 'ABCD'- Assimetria, Bordas irregulares, Cor e Diâmetro. A análise da mudança nas características destas lesões é de extrema importância para um diagnóstico precoce".

Além dos cuidados gerais indicados à toda a população quando o assunto é câncer de pele, o que inclui o uso do protetor solar e atenção ao período de exposição solar prolongada, pessoas com propensão a desenvolver o melanoma devem estar constantemente mais atentas, pois ele pode surgir em áreas difíceis de serem visualizadas. "Uma lesão aparentemente inocente pode ser suspeita aos olhos do médico. Métodos diagnósticos auxiliares, como biópsia e dermatoscopia*, podem ser indicados. Além disso, pacientes que já tiveram um tumor de pele diagnosticado estão sob maior risco de apresentar uma recidiva, e devem ser submetidos a exames dermatológicos periódicos", diz o Dr. Bernardo.

Novos tratamentos dobram chances de cura

O melanoma é o tipo de câncer que apresenta o maior número de mutações genéticas no DNA do tumor. Essas mutações podem confundir o sistema imunológico do paciente e dificultar a ação de terapias tradicionais. Por isso, a imunoterapia é uma das grandes aliadas no tratamento da doença.

"A Imunoterapia é o tratamento que promove a estimulação do sistema imunológico por meio do uso de substâncias modificadoras da resposta biológica. Em resumo, trata-se de um grupo de drogas que, ao invés de mirar o câncer, ajuda as nossas defesas a detectá-lo e agredi-lo", explica o oncogeneticista do CPO.

De acordo com ele, 3% dos melanomas são hereditários. Ele indica alguns pontos de atenção que podem indicar propensão à doença:

Pessoas que possuem uma grande quantidade de pintas escuras espalhadas pelo corpo;
Incidência de melanoma em algum parente muito jovem (menos de 35 anos);
Mais de dois casos de melanoma na família (em qualquer idade).

Nesses casos, há um teste genético capaz de identificar se há predisposição genética ao melanoma. O teste coleta uma amostra de saliva ou sangue para detectar a presença de genes ligados à doença. Já para quem não conta com um histórico ou indicação que justifique a realização do exame específico de analise do DNA, o Dr. Bernardo recomenda que, em especial para áreas em que há mais dificuldade de visualização, seja solicitado a um familiar ou conhecido um apoio para a avaliação dos sinais existentes no corpo. "Muitas das pintas suspeitas surgem nas costas e pescoço, lugares de difícil visualização. É muito importante também estar atento a manchas que surjam sob as unhas, na palma das mãos e planta dos pés", finaliza o Dr. Bernardo

*Dermatoscopia é um método que utiliza o dermatoscópio, espécie de microscópio que aumenta a imagem da pele em 10 a 70 vezes e permite a visualização das estruturas cutâneas sem nenhum corte ou desconforto. As imagens colhidas ficam em computador e são regularmente comparadas a cada visita médica.






Edicão n° 183 de Setembro 2018
08/02/2030 - Hospital de Butiá recebe novo aparelho de raio-x
18/09/2018 - Setembro Dourado conscientiza sobre câncer infantil com apoio de órgãos estaduais
18/09/2018 - Procon RS alerta para novas medidas na área de telefonia móvel
18/09/2018 - Comitiva de SC vem ao estado conhecer a experiência da Operação Desmanche
18/09/2018 - Governo apresenta a prefeituras o plano de prevenção contra cheias
18/09/2018 - Rio Grande do Sul atinge meta da vacinação contra pólio e sarampo
18/09/2018 - Novo Referencial Curricular vai destacar os povos que formaram o Rio Grande do Sul
18/09/2018 - Fepam assina termo de compromisso para logística reversa de baterias automotivas
18/09/2018 - Adolescentes da Fase confeccionam bonecas para crianças do Instituto do Câncer Infantil
08/09/2018 - Gestão é receita das escolas estaduais melhor avaliadas no Ideb
08/09/2018 - Procon RS alerta sobre os recalls de setembro
04/09/2018 - Reta final: projetos de estudantes podem ser inscritos no Desafio Criativos da Escola até o dia 1º de outubro
04/09/2018 - SMEC capacita profissionais em Eldorado do Sul
04/09/2018 - Banda de Percussão de Eldorado do Sul conquista título em Osório
04/09/2018 - Prefeito recebe o novo delegado da Polícia Civil
04/09/2018 - Aproximação com o médico e gestão pedagógica
04/09/2018 - Chegou a hora de eleger!
04/09/2018 - Administração Municipal inaugura Escola Professor Alcides Conter, em Butiá
04/09/2018 - Operação Viagem Segura de Independência ocorre de quinta a domingo
04/09/2018 - Força Gaúcha de Pronta Resposta inicia atividades contra criminalidade
03/09/2018 - Madeira Tratada
01/09/2018 - Lavagem automotiva
01/09/2018 - Farmácia do Noel
01/09/2018 - Barbearia Roque
01/09/2018 - Serviços de Contabilidade em Eldorado do Sul
01/09/2018 - Fisioterapia no Parque Eldorado
31/08/2018 - Ferramenta permite registro rápido e fácil de produtores florestais
31/08/2018 - BM forma mais de 400 PMs permitindo o retorno de praças às ruas
31/08/2018 - SES abre processo para contratação emergencial de técnicos de enfermagem
31/08/2018 - Uergs recebe inscrições para Mestrado em Ambiente e Sustentabilidade até quarta-feira
31/08/2018 - Melhora o desempenho do Rio Grande do Sul na Prova Brasil
31/08/2018 - Daer usa tecnologia pioneira para inspecionar rodovias com altos índices de acidentes
31/08/2018 - DetranRS abre inscrições para curso EAD de Educação para Ciclistas
31/08/2018 - Capital gaúcha é pioneira em programa de rastreamento do câncer de intestino
31/08/2018 - Unidade Sesc/Senac Guaíba oferece cursos Técnicos EAD
31/08/2018 - Abertas as inscrições para realização do 2º processo seletivo de estágio na prefeitura de Eldorado do Sul
30/08/2018 - DNIT realiza ações do Programa de Saúde Pública na duplicação da BR-116/RS
30/08/2018 - Chama Crioula chega em Butiá
30/08/2018 - Saiba como conquistar o crédito rural e a regularização fundiária
30/08/2018 - Campanha de vacinação contra pólio e sarampo terá novo Dia D no sábado
29/08/2018 - Polícia Rodoviária Federal recupera dois carros roubados em desmanche na Região das Ilhas
23/08/2018 - Secretaria Municipal de Obras e Viação (SMOV) realiza limpeza no Bairro Itaí
16/06/2018 - Observe suas palavras
01/12/2017 - Mecânica e Retífica de Motores



Edição n° 183 - Setembro 2018

Selecionar Edição
  • Edição n° 183
  • Edição n° 182
  • Edição n° 181







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821