Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 20 de Julho de 2018. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
23517445


Edicão n° 181 de Julho 2018


Pacientes com Mieloma Múltiplo ganham nova opção de tratamento, após oito anos de espera
07/02/2018

Procurar e ter acesso ao tratamento de câncer no Brasil pode se tornar uma missão
desgastante. Às vezes, pacientes e familiares só conseguem obter medicamentos ao
importá-los com seus próprios recursos. Em outras situações, imperam os processos
judiciais, meios legais encontrados para garantir o acesso aos próprios direitos.

A exemplo do mieloma múltiplo (MM), a luta do paciente para receber os mais modernos
tratamentos é árdua e antiga¹. A doença não é só subestimada como subtratada no
país. Para começar, não existem números oficiais de casos desse tipo de câncer. Estima-
se, por enquanto, de 5 a 7 casos a cada 100 mil habitantes. Mas há outro agravante na
história: apesar da maioria dos casos de MM ocorrerem a partir da terceira idade, a
patologia vem sendo diagnosticada em pacientes cada vez mais jovens, antes mesmo
dos 40 anos.

Enquanto nos Estados Unidos 35% dos pacientes são diagnosticados por meio de
exames de rotina – antes mesmo de a doença apresentar sintomas, no Brasil, 85% dos
casos de mieloma múltiplo costumam ser identificados em estágio três, quando as
manifestações são bem explícitas, como as fortes dores lombares e torácicas². Ou seja,
é um momento em que a qualidade de vida já foi bem comprometida.

Entre os sintomas da enfermidade que acomete a medula óssea estão: dores ósseas,
aumento da possibilidade de fraturas, danos aos nervos, infecções e danos renais.

Eu defendo e acredito que a difusão de informações da patologia deve ser intensificada e
constante. Além de alertar os pacientes, esse conteúdo precisa estar acessível aos
médicos e demais profissionais da saúde.

Contribuímos ativamente para isso com o nosso trabalho na International Myeloma
Foundation Latin América, que não só propaga dados sobre a doença, como oferece
apoio aos pacientes e seus familiares.

Em 2004, quando entrei nessa luta após a morte da minha mãe, diagnosticada com o
mieloma múltiplo, esse cenário era ainda mais complicado. Gradativamente a situação
foi mudando.

Para identificar o MM, um dos principais testes é a eletroforese de proteínas, exame de
sangue que mede a quantidade total de imunoglobulina, alterada em pessoas com o
tumor. E a boa notícia: é possível fazê-lo no SUS.

Um dos impasses nessa história, porém, consiste nas dificuldades de acesso ao
tratamento. A não disponibilidade de algumas medicações sempre restringiu as opções
terapêuticas no Brasil – um atraso de quase uma década em relação a outros países.

Felizmente, começamos o ano com uma boa novidade. A droga lenalidomida, já
presente em 70 países, finalmente foi aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de
Vigilância Sanitária). Com isso, esperamos que o remédio passe a ser comercializado
ainda neste primeiro semestre, após mais de oito anos de muita batalha (e espera).

Usada recorrentemente nos Estados Unidos e na Europa, a substância representa um
avanço na classe de medicamentos imunomoduladores, justamente por ser mais potente
e apresentar menos efeitos colaterais. A lenalidomida é um recurso importante em casos
de recidiva (retorno) da doença.

Sua disponibilidade no Brasil representará um marco na história. Agora, mais do que
nunca, o paciente terá uma nova opção de tratamento e mais chances de decidir por
melhor qualidade de vida após o diagnóstico. Sem contar que o medicamento aumenta
as taxas de resposta ao tratamento e desacelera a progressão do mieloma múltiplo.

Tenho certeza de que vivemos um momento mais do que propício para o paciente
decidir o seu tratamento juntamente com o médico. Com mais recursos, fica mais fácil
analisar e decidir qual a forma de administração mais indicada do medicamento, quais
as melhores combinações e por aí vai. Além de levar em conta, de forma mais
particular, os efeitos colaterais dessas drogas. Devemos comemorar – mas continuar
batalhando.


Referências
1. Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular. Disponível em:
http://www.abhh.org.br/noticia/avancos-no-tratamento-do-mieloma-multiplo-
continuam/. Acesso em dezembro de 2017.
2. Internacional Myeloma Foundation Latin América. Disponível em:
http://www.myeloma.org.br/. Acesso em dezembro de 2017.


Por: Christine Jerez Telles Battistini, fundadora da IMF Latin América (fundação sem fins
lucrativos), filha de uma portadora de mieloma múltiplo, que travou durante anos a dura
batalha contra a doença.






Edicão n° 181 de Julho 2018
11/08/2018 - Copa Mabilde de Futsal promove integração das escolas das ilhasCopa Mabilde de Futsal promove integração das escolas das ilhas
19/07/2018 - DNIT desenvolve ações contínuas com escolas próximas à BR-116/RS
19/07/2018 - Sociedade de Pediatria defende direito da criança ser atendida pelo médico pediatra
19/07/2018 - Evento debate reutilização da água e tratamento de esgoto em empreendimentos
19/07/2018 - Por que é tão importante estar atento aos atrasos no desenvolvimento da criança?
19/07/2018 - Coluna da OAB/RS
19/07/2018 - Câmara de vereadores de Butiá homenageia a Escola Estadual de Ensino Médio Visconde de Mauá
19/07/2018 - "Promessas no G1" recebe grandes nomes da cena musical cristã
18/07/2018 - Servidores da Sema recebem habilitação da Marinha para condução de embarcações
16/07/2018 - Prefeitos consideram inviável assumirem a Freeway
16/07/2018 - Unidade Sesc/Senac Guaíba promove curso de Gestão de Pessoas e Relacionamento Interpessoal
16/07/2018 - Em Butiá Nota Fiscal Legal atinge 122 mil cupons trocados em sete meses
16/07/2018 - Ministério Público faz doações de agasalhos para campanha do estado
16/07/2018 - Fepam fiscaliza transporte de produtos perigosos
12/07/2018 - Prefeitura de Butiá cria núcleo para auxiliar entidades do município
12/07/2018 - PRF prendeu um casal de idosos transitando como uma motocicleta roubada em Eldorado do Sul
12/07/2018 - PRF prendeu um homem e aprendeu uma motocicleta que circulava com placa clonada em Butiá
12/07/2018 - Procon RS alerta para novas medidas na área de telefonia móvel
12/07/2018 - Onça parda é flagrada no Parque Itapuã após 16 anos
12/07/2018 - Coluna da OAB/RS
12/07/2018 - DNIT/RS realiza serviços de manutenção na BR 116, sexta, sábado e domingo (13,14,15/07)
12/07/2018 - SBGM defende uso de ácido fólico no primeiro trimestre de gestação
11/07/2018 - Assinado contrato de R$ 50 mil que beneficia produtores da Agricultura Familiar em Butiá
11/07/2018 - Reduzidas tarifas de ônibus que trafegam pela BR-290 e Freeway
11/07/2018 - Mortes por Aids caem no RS, mas autoridades insistem na prevenção
10/07/2018 - PRF prende pela segunda vez um motorista de caminhão por dirigir embriagado
10/07/2018 - Prefeito de Butiá toma posse na diretoria da Famurs
10/07/2018 - Plataforma inteligente monitora segurança e detecta situações de risco
10/07/2018 - Toyota confirma intenção de ampliar investimentos e operações em Guaíba
10/07/2018 - Inscrições para Feira da Agricultura Familiar na Expointer terminam sexta
09/07/2018 - Polícia Rodoviária Federal prende homem transportando carga sem procedência em Guaíba
09/07/2018 - Coordenadoria de Educação qualifica professores em primeiros socorros
09/07/2018 - Hemocentro precisa de doadores de sangue ao longo de todo o ano
09/07/2018 - Ex-prefeito de Bagé deve devolver valor pago para publicação em ranking nacional de melhores cidades
07/07/2018 - Polícia apreende armas de brinquedo e Viagra falsificado em Eldorado do Sul
06/07/2018 - CIB realiza doação de 1.600 peças de roupas a Secretaria Municipal de Assistência Social de Butiá
06/07/2018 - BR-153/RS - Ponte do Fandango é interditada a partir de hoje (06/07), em Cachoeira do Sul
06/07/2018 - Asilo Padre Cacique recebe doação do Ministério do Desenvolvimento Social
06/07/2018 - DNIT libera trecho duplicado da BR-116, em Pelotas/RS
06/07/2018 - Não vacinar é um ato irresponsável
06/07/2018 - Edinho em Guaíba
06/07/2018 - Guaíba implantará sistema de conteinerização de lixo
05/07/2018 - Quanto custa mudar de país?
05/07/2018 - Corsan autoriza início de obras e coloca em operação sistema de esgotos em Guaíba
05/07/2018 - Operação interdita desmanche e apreende 20 toneladas de sucata em Novo Hamburgo
05/07/2018 - Governo do Estado contrata 949 servidores para a Segurança Pública
05/07/2018 - Assinado o edital para Concurso Público da Prefeitura de Eldorado do Sul
05/07/2018 - Firmado protocolo de intenções para combate à discriminação étnico-racial
04/07/2018 - Nota oficial do DNIT referente à BR-290/RS:
03/07/2018 - DNIT/RS restringirá tráfego de caminhões sobre a Ponte do Fandango, em Cachoeira do Sul
03/07/2018 - Parlamento gaúcho reconhece e legitima Programa LIDER
03/07/2018 - Câncer de mama: qual a importância do diagnóstico precoce?
03/07/2018 - A tecnologia na transformação dos motoristas e do trânsito
03/07/2018 - Makro participa de Campanha do Agasalho da Cruz Vermelha
03/07/2018 - Unidade Sesc/Senac Guaíba promove aula experimental do curso de Cuidador de Idosos
03/07/2018 - Como otimizar sua loja virtual no ambiente físico na era das compras sem barreiras
03/07/2018 - Alimentação pode amenizar os efeitos da menopausa
03/07/2018 - Genética cumpre papel importante no diagnóstico do autismo
03/07/2018 - Badesul financia R$ 3,1 milhões para municípios investirem em infraestrutura
03/07/2018 - Operações integradas têm melhores resultados no RS com 97 prisões
03/07/2018 - Eldorado do Sul realiza o II Festival Municipal de Danças
02/07/2018 - Regulamentada a lei que cria política do carvão e polo carboquímico
02/07/2018 - Leilões do DetranRS ofertam mais de 3 mil veículos e sucatas neste mês de julho
02/07/2018 - Estudantes da Fundação Liberato participam de feira no Chile
01/07/2018 - Lavagem automotiva
01/07/2018 - Pracinhas de Madeira Tratada
01/07/2018 - Farmácia do Noel
01/07/2018 - Barbearia Roque
01/07/2018 - Fisioterapia no Parque Eldorado
01/07/2018 - Educadores de Eldorado do Sul recebem treinamento de primeiros socorros
29/06/2018 - Butiá é o segundo município mais desenvolvido da região carbonífera, revela pesquisa
01/06/2018 - Anuncie no Jornal ECO do Jacuí
01/06/2018 - Mecânica e Retífica de Motores
01/06/2018 - Serviços de Contabilidade
07/02/2009 - Homem é preso com 36 kg de drogas e 1,6 mil munições em Alvorada



Edição n° 181 - Julho 2018

Selecionar Edição
  • Edição n° 181
  • Edição n° 180
  • Edição n° 179







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821