Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 10 de Dezembro de 2018. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
26612339


Edicão n° 186 de Dezembro 2018


Psicoterapia Breve: a terapia dos tempos contemporâneos
30/01/2018

Sempre com grande procura pelos psicólogos e estudantes de psicologia, em 2018 o
Instituto Ampliatta lança a sua 7ª Edição do Curso de Formação em Psicoterapia Breve,
visando ampliar os conhecimentos da psicoterapia considerada chave em situações
agudas de crises e emergências, dois paradigmas da nossa era.
A psicóloga, Livre Docente (PhD) de diretora do Ampliatta, Carmen Maria Bueno Neme
(Pilé), explica o que é a Psicoterapia Breve e por que o Instituto Tem nesse curso um de
seus maiores sucessos.

O que é a chamada Psicoterapia Breve?
Psicoterapia Breve é uma técnica psicoterápica, desenvolvida na década de 50 e que
cada vez mais se torna imprescindível a prática do psicólogo e do psicoterapeuta. Essa é
uma técnica específica, utilizada pelos psicólogos em tratamentos de crises agudas e
emergenciais, cujo tempo é um fator chave, sendo muito mais curto do que o das
psicoterapias tradicionais.
Com a Psicoterapia Breve, o resultado do tratamento aparece mais depressa, aliviando
de forma mais imediata o sofrimento dos pacientes e isso é muito importante. Outro
benefício incrível desse tipo de terapia é que, além da definição inicial das metas,
também ocorre a avaliação final dos resultados, junto com o paciente. Mesmo com
poucas sessões, essa avaliação final é feita para verificação do atingimento dos
objetivos.
Ao longo de desses mais de 70 anos de aplicação nos consultórios de psicologia, a
Psicoterapia Breve teve sua eficiência e objetividade cientificamente demonstradas, em
diferentes contextos de aplicação, diante de variados problemas humanos e diversas
faixas etárias de pacientes.

Por que a terapia é chamada de “breve”?
Por que essa psicoterapia tem um foco de ação delimitado, determinado e objetivo. O
objetivo e objeto da terapia é definido já de início, junto com o paciente. Desde o
primeiro atendimento, o psicólogo trabalha em um foco específico, que é o eixo
fundamental da problemática do paciente. Com isso, a terapia abrevia o tempo de
tratamento, se tornando mais curto e, em alguns casos, se resumindo a poucas e
efetivas sessões. Isso é muito importante nos dias de hoje, em que as possibilidades
financeiras das pessoas são mais limitadas e o número de sessões, oferecidas pelos
convênios, bastante reduzidos.

Que tipo de paciente pode se beneficiar da Psicoterapia Breve?
A Psicoterapia Breve pode ser aplicada em pacientes de qualquer faixa etária, até
mesmo em grupos, famílias e casais. Há imensas possibilidades de enquadramento
dessa ferramenta psicológica nos consultórios. Aplicável a variados tipos de problemas
mentais, principalmente os de natureza aguda (não crônica), a Psicoterapia Breve traz
resultados rápidos e eficazes nessas condições, além de ter caráter preventivo e por isso
podendo ser aplicada até em ambientes escolares. Isso sem falar que, sem as
ferramentas das intervenções breves, como poderíamos solucionar as questões em
hospitais, ambulatórios e prontos-socorros? Nesses lugares, os acontecimentos são
sempre de caráter emergencial, urgente, rápido e constantes. Por isso, todos os
problemas precisam de soluções rápidas. É aí que entra, magistralmente, a Psicoterapia
Breve, com seus tratamentos de respostas efetivas e ágeis.
E no caso de tratamento de adolescentes?
Um exemplo típico da efetividade da Psicoterapia Breve é no atendimento de
adolescentes que, muitas vezes procuram o psicólogo, não pode determinação própria,
mas encaminhados pela família. Na minha prática clínica, diante desse quadro,
normalmente eu proponho a Psicoterapia Breve, com 5 a 8 sessões, nas quais iremos
avaliar em conjunto, a problemática, as dificuldades e também as habilidades que o
adolescente apresenta, fazendo intervenções em torno desse foco definido e
reavaliando, após essa meta estabelecida, o resultado das ações, num período mais
curto e produtivo.
Outro caso em que a Psicoterapia Breve é bastante oportuna é no atendimento a
crianças. A criança está em pleno desenvolvimento e eu, particularmente, sou muito
crítica com as terapias de longa duração na infância. Se você delimita corretamente um
foco terapêutico que é essencial naquele momento e naquela problemática que a criança
e a família apresentam, não há necessidade de uma psicoterapia de longa duração, a
não ser em casos mais graves. Mas é bom observar que, aqui não estamos falando de
reabilitação; estamos falando da psicoterapia infantil.

Por que a psicoterapia Breve é considerada tão oportuna para o tempo atual?
O momento em que vivemos, com diversos tipos de crises humanas que envolve
falências, desempregos, desagregações de casais e famílias, dificuldades dos jovens no
mundo fragmentado, a Psicoterapia Breve pode ser considerada como ferramenta
fundamental no trabalho dos psicólogos
A meu ver, ela nunca foi tão apropriada, como é agora, no panorama atual
contemporâneo, em que o ser humano se debruça sobre uma infinidade de crises
pessoais, desde econômicas, familiares, crises de valores e existenciais. Essas crises
desestabilizam as pessoas nos mais diversos contextos atingindo suas respectivas
famílias, grupos de convívio e comunidades.
Nesse tipo de contexto social, a Psicoterapia Breve é muito eficiente, pois de acordo com
o seu caráter de curta duração e foco determinado na essência do problema, é uma
terapia muito propícia para ser aplicada em situações de crise, choques, emergências,
urgências e até catástrofes.

O paciente pode procurar ajuda, pedindo que se realize a PB?
Sabendo da existência da Psicoterapia Breve, alguns pacientes procuram psicólogos,
pedindo esse tipo de serviço, mas a grande maioria das pessoas está começando a
descobrir agora essa possibilidade de atendimento.
A Psicoterapia Breve está sendo cada vez mais difundida e tem se tornado até uma
exigência na contratação de psicólogos, principalmente em ambientes de saúde. Aos
poucos, será considerada não apenas um diferencial, mas uma ferramenta essencial nas
clínicas e consultórios de todo país.

Todos psicólogos podem oferecer a Psicoterapia Breve em seus atendimentos?
A Psicoterapia Breve requer do psicólogo uma formação especifica e hoje em dia, temos
testemunhado uma procura intensa pelos Cursos de Formação que oferecemos no
Instituto Ampliatta.
Para um profissional da psicologia, fazer Psicoterapia Breve não é mais fácil do que fazer
psicoterapia de longa duração, por que ela exige muito mais do terapeuta, mais
conhecimento, mais agilidade no diagnostico, no planejamento do tratamento, nas
intervenções. Isso tudo por que o processo tem que ser breve e mostrar resultado ao
final, tal como foi combinado entre o psicoterapeuta e paciente. Por isso é que a
metodologia é tão especial e exige um conhecimento específico.
O psicólogo que não tem essa formação pode se equivocar, achando que a PB é só uma
abreviação da psicoterapia de longa duração tradicional. Isso não é verdade, é uma
técnica específica, com uma metodologia que envolve começo, meio e fim. As pessoas
sem formação não estão capacitadas para aplicar esse tipo de tratamento.

A Psicoterapia Breve é um dos carros-chefes na programação do Instituto Ampliatta. Por
que?
Uma das grandes personalidades que introduziu a Psicoterapia Breve no Brasil foi o Dr.
Mauricio Knobel, um psicólogo argentino já falecido, naturalizado brasileiro, da
UNICAMP, da PUC – Campinas; além da Dra. Matilde Neder e outros profissionais que
também ajudaram na implantação nacional desse tipo de psicoterapia.
Eu e a Cristiane Dameto, a outra psicóloga e diretora do Instituto Ampliatta, fomos
alunas do Dr. Maurício e tivemos a felicidade de trazê-lo a Bauru, algumas vezes, na
década de 90, para dar o curso de formação de Psicoterapia Breve aqui no interior do
Estado de São Paulo.
O sucesso da iniciativa foi tão grande que ele nos autorizou a dar continuidade a essa
formação em Psicoterapia Breve. Por isso, desde os anos 90, nós temos oferecido Cursos
de Formação Clínica em Psicoterapia Breve aos psicólogos de todo interior. Esse histórico
para nós é muito valioso e importante. Além do nosso relacionamento com o Dr.
Mauricio Knobel, a Dra. Matilde Neder foi minha orientadora de doutorado na área da
psicossomática e psicologia hospitalar.
Considero que, por conta da Psicoterapia Breve é que houve uma democratização real
do acesso das pessoas, de diferentes camadas, a esse tratamento, podendo atender
esse conceito perfeito de saúde integral; pois os tratamentos mais céleres são mais
acessíveis a grande massa da população que precisa de atendimento psicológico e cujos
convênios de saúde oferecem possibilidades de poucas sessões.
Enquanto as pessoas, hoje em dia, têm uma vida mais agitada e atribulada, precisando
mais de resultados rápidos em todas as áreas, infelizmente, a maioria dos cursos de
graduação de psicologia não oferece essa possibilidade na sua grade de cursos – de
estudar e ter estágios supervisionados de Psicoterapia Breve, o que é uma grande perda
para os alunos, pois todos os psicólogos irão precisar, em um momento de suas vidas
profissionais, atuar com essa ferramenta. Sem essa formação, limita muito a profissão,
pois as aplicações são muito extensas.

Fale mais sobre o Curso de Psicoterapia Breve oferecido pelo Instituto Ampliatta?
No Instituto Ampliatta, que fica na cidade de Bauru, há 8 anos oferecemos um Curso de
Formação específica para a Psicoterapia Breve, que é bastante reconhecido e procurado.
Nesse curso, estudamos a teoria, a técnica, as intervenções, os recursos terapêuticos,
as aplicações em todas as faixas etárias e diferentes públicos, além de contextos
diversificados de utilização da ferramenta. Nosso programa é muito interessante e
completo e a cada ano, temos incrementado o conteúdo da formação.
Nosso curso tem início no dia 10 de março e termina em julho do ano que vem. Um ano
de curso, com aulas em um sábado, a cada mês. Das 9h às 15h.
As inscrições podem ser feitas diretamente no site do Ampliatta -
www.ampliatta.com.br - e as vagas são limitadas. No site e na nossa fanpage, também
podem ser encontradas maiores informações sobre formas de pagamento, política de
descontos e temáticas do programa.
Para melhor atendimento, temos o nosso whatsapp para contato com o público – (014)
99740-1578. ...






Edicão n° 186 de Dezembro 2018
06/12/2018 - Encontro debate qualificação da gestão das escolas agrícolas
06/12/2018 - Servidores participam de Roda de Conversa pelo fim da violência contra mulheres
06/12/2018 - Operação Avante Papai Noel garante mais segurança nas compras de Natal
06/12/2018 - Prefeitura convida a comunidade a participar do Seminário do Plano Diretor
06/12/2018 - Prefeitura recebe banda musical do PROJARI
06/12/2018 - Rede de ensino municipal recebe novos computadores
06/12/2018 - Guaíba passa a ter vários CEPs.
06/12/2018 - Prefeitura de Butiá concede desconto e da prêmios para o pagamento do IPTU
06/12/2018 - Primeira Infância Melhor (PIM) realiza evento “Semana do Bebê”, em Butiá
06/12/2018 - Depósito de pães com fezes de roedores em supermercado é interditado
06/12/2018 - Saúde na Escola é abordado em seminário no Centro Administrativo
06/12/2018 - Selo do Inmetro será obrigatório para veículos movidos a GNV no RS
06/12/2018 - Homicídios e latrocínios têm queda no estado conforme dados da SSP
06/12/2018 - Operação desbarata organização criminosa que desviou milhões da saúde de Canoas
05/12/2018 - Bobinas de aço aumentam transporte de cargas no Porto de Porto Alegre
05/12/2018 - Viatura doada pela PRF à BM ajudará em ações de combate às drogas nas escolas
05/12/2018 - Cem mil gaúchos já têm a Carteira Nacional de Habilitação no celular
05/12/2018 - Bandidos são mortos ao tentarem assaltar a Caixa Federal em Arroio dos Ratos.
05/12/2018 - Kits de irrigação serão entregues a pequenos produtores rurais em 346 municípios
01/12/2018 - Pracinhas de Madeira Tratada
01/12/2018 - Anuncie no Jornal ECO do Jacuí
01/12/2018 - Farmácia no Parque Eldorado
01/12/2018 - Prazo para placas do Mercosul no RS será 17 de dezembro
01/12/2018 - Secretaria da Educação conclui processo eleitoral de diretores nas escolas estaduais
01/12/2018 - Casos de Aids registram redução progressiva nos últimos dez anos no RS
01/12/2018 - Zero discriminação às pessoas vivendo com HIV/Aids é tema de campanha publicitária e seminário no RS
01/12/2018 - Receita Estadual e MP desbaratam fraude milionária no ramo de alumínio
01/12/2018 - Levantamento alerta para infestação do Aedes aegypti em 93 cidades do RS
01/12/2018 - Dono de mercado é preso em fiscalização
01/12/2018 - Decreto prorroga prazo para convocação de professores em regime especial
01/12/2018 - Governo contrata 40 médicos reguladores para atuar no Samu estadual
01/12/2018 - Operação Primeiro Comando resulta em 18 prisões no combate a homicídios em Porto Alegre
01/12/2018 - A Vero, rede de adquirência do Banrisul, está lançando um plano com máquina de cartão gratuita. Ao aderir ao Plano Free, o credenciado pode ter a máqu
01/12/2018 - DNIT/RS conclui reforma da Ponte do Fandango em Cachoeira do Sul-RS
01/12/2018 - Último mutirão para desapropriações na BR-116/RS termina com 96% de acordo
01/12/2018 - Dermatologistas visitam escolas de Porto Alegre e incentivam fotoproteção das crianças
01/12/2018 - Plano Nacional Diabólico
01/12/2018 - Coluna da OAB/RS
01/12/2018 - Rematrículas e matrículas da Rede Municipal de Ensino iniciaram nesta segunda-feira (26), em Butiá
01/12/2018 - Atenção para a lista dos contemplados com vaga para a creche e outras informações importantes:
01/12/2018 - Prefeito garante dinheiro para a saúde, em Brasília.
28/11/2018 - Transporte escolar de Eldorado do Sul contará com inspetores escolares
28/11/2018 - Decreto torna área privada em espaço público no bairro Sans Souci



Edição n° 186 - Dezembro 2018

Selecionar Edição
  • Edição n° 186
  • Edição n° 185
  • Edição n° 184







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821