Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 18 de Outubro de 2018. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
26104774


Edicão n° 184 de Outubro 2018


Febre amarela: tempo de proteção da vacina fracionada ainda é desconhecido
25/01/2018

A estratégia de fracionamento da vacinação contra a febre amarela, adotada pelo
Ministério da Saúde, continua gerando dúvidas por parte da população e autoridades do
setor. Para o infectologista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Artur
Timerman, a proteção deste tipo de vacina ainda é desconhecida.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o fracionamento só deve ser usado
em casos de emergência, como ocorre nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia,
onde foi identificada a circulação do vírus. Timerman, porém, explica que, por não existir
constatação do tempo de proteção, é preciso manter acompanhamento médico
constante da população imunizada.

"O fracionamento é melhor do que nada, mas o fato é que as pessoas vão ter que ser
seguidas de perto com acompanhamento de exames de sangue para saber quanto
tempo demoram a perder a imunidade. Após este período, as autoridades deverão
avaliar a necessidade de uma dose de reforço", salienta o especialista, que também é
presidente da Sociedade Brasileira de Dengue e Arboviroses.

Todo o processo de intensificação de combate à doença, segundo Timerman, foi feito de
forma tardia. "Esse atropelo, que está acontecendo agora, não era para ter ocorrido.
Desde julho de 2016, sabemos que estão morrendo macacos em vários locais do Brasil.
Nesta época, já devíamos ter iniciado um programa de vacinação", afirma o médico.

A fim de evitar as complicações e mortes por febre amarela, a OMS recomenda a
confirmação dos exames dentro de 24 horas. O infectologista esclarece que este período
diminui as possibilidades da evolução do quadro. "O diagnóstico precoce é de extrema
importância. Apesar de não obrigatoriamente impedir a evolução do paciente para
formas mais graves da doença, as chances de reduzir essa possibilidade são reais", disse
Timerman.

Para conseguir a confirmação de forma rápida, porém, é preciso ficar atento aos
sintomas. "Caso o paciente apresente febre alta, mal estar, dores no corpo e alteração
no fígado, é importante realizar exame de sangue. E, se constatada a doença, o primeiro
passo é a internação", enfatiza o especialista.



COMPLEXO HOSPITALAR EDMUNDO VASCONCELOS

Localizado ao lado do Parque do Ibirapuera, em São Paulo, o Complexo Hospitalar
Edmundo Vasconcelos atua em mais de 50 especialidades e conta com cerca de 1.000
médicos. Realiza aproximadamente 12 mil procedimentos cirúrgicos, 13 mil internações,
230 mil consultas ambulatoriais, 145 mil atendimentos de Pronto-Socorro e 1,45 milhão
de exames por ano. Dentre os selos e certificações obtidos pela instituição, destaca-se a
Acreditação Hospitalar Nível 3 - Excelência em Gestão, concedida pela Organização
Nacional de Acreditação (ONA) e o primeiro lugar no Prêmio Melhores Empresas para
Trabalhar Saúde - Hospitais, conquistado em 2017.






Edicão n° 184 de Outubro 2018
15/10/2018 - Secretaria da saúde reduz fila nos procedimento e consultas especializadas
15/10/2018 - SMEC divulga datas para matrículas e rematrículas para o ano de 2019
15/10/2018 - Por trás dos genes: entenda o que faz o médico especialista em genética
15/10/2018 - PRF recupera veículo, apreende droga e revólver e prende um homem em Tapes
15/10/2018 - Operação Viagem Segura do feriado fiscaliza mais de 14 mil veículos
15/10/2018 - Leilões do DetranRS ofertam 725 veículos e sucatas em Tramandaí
15/10/2018 - Corsan autoriza obra que vai reforçar abastecimento de Charqueadas e São Jerônimo
04/10/2018 - Operação Desmanche interdita estabelecimento em Montenegro
04/10/2018 - Definido o esquema de segurança para o final de semana das eleições
04/10/2018 - Fase inicia ações de prevenção ao câncer de mama no Outubro Rosa
04/10/2018 - Abertas inscrições para contratação de médicos reguladores
04/10/2018 - RS conquista nove medalhas na etapa regional dos Jogos da Juventude
04/10/2018 - Projeto de robótica beneficia alunos do turno integral da rede pública estadual
04/10/2018 - Hospital de Charqueadas reabre com leitos de saúde prisional, mental e geral
04/10/2018 - Urna Eletrônica, Fraude: Bolsonaro tem razâo
04/10/2018 - Pequenos cuidados ao se barbear ajudam a proteger a pele
04/10/2018 - Urna Eletrônica, Fraude: Bolsonaro tem razâo - Parte II
04/10/2018 - DNIT/RS inicia manutenção periódica na BR-116/RS (Vão móvel até Guaíba)
04/10/2018 - Urna Eletrônica, Fraude: Bolsonaro tem razâo - Parte I
04/10/2018 - Prefeitura e Corsan regularizam a água de mais quatro comunidades
04/10/2018 - Dois guaibenses voltaram do Chile com troféus e vagas para o mundial de Karatê.
04/10/2018 - Prefeito de Butiá e Secretário de Obras definem ações
01/10/2018 - Pracinhas de Madeira Tratada
01/10/2018 - Anuncie no Jornal ECO do Jacuí
01/10/2018 - Barbearia Roque
01/10/2018 - Serviços de Contabilidade
01/10/2018 - Farmácia no Parque Eldorado



Edição n° 184 - Outubro 2018

Selecionar Edição
  • Edição n° 184
  • Edição n° 183
  • Edição n° 182







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821