Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 20 de Julho de 2018. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
23530936


Edicão n° 181 de Julho 2018


Entenda como doenças respiratórias prejudicam a qualidade do sono
10/01/2018

Os desafios das doenças respiratórias vão além da dificuldade do diagnóstico e a
banalização dos sintomas, frequentemente deixados de lado. Tosse e fadiga são os
principais indícios de que algo não vai bem com o sistema respiratório, porém, muitas
vezes, os pacientes demoram para procurar ajuda médica. Antes de se consultar com
um especialista, é comum que as pessoas busquem receitas caseiras e recorram à
automedicação, acreditando que o problema não seja grave. Ao contrário do que se
imagina, pacientes com doenças respiratórias crônicas não precisam conviver com os
sintomas, já que com o tratamento correto e acompanhamento médico, é possível
conviver bem com a condição. A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica, também
conhecida como DPOC, é um dos exemplos desse tipo de doença. Ela é caracterizada
pela dificuldade da passagem de ar para os pulmões e pode ser manifestada como
bronquite, uma inflamação das vias respiratórias, e/ou enfisema pulmonar, que diminui
a elasticidade dos pulmões e provoca a destruição de partes dos pulmões.

Um estudo realizado nos Estados Unidos[i], com mais de 13 mil pacientes com DPOC,
mostrou que 64% deles sentem que a doença tem impacto negativo na sua qualidade de
vida. Os resultados também ressaltam que 76% dos pacientes fizeram teste do sopro e
que apenas metade deles usavam pelo menos uma medicação para a DPOC. No Brasil,
os dados sobre o conhecimento da doença também são alarmantes. Segundo a pesquisa
“Panorama da Saúde do Brasileiro”[ii], encomendada pela Boehringer Ingelheim para o
IBOPE Inteligência, pouco mais da metade dos brasileiros não sabe nada sobre a DPOC,
embora seja uma doença comum e que afeta mais de 7 milhões de pessoas só no
Brasil[iii].

A DPOC tem como principais sintomas a dificuldade para respirar e o cansaço constante,
que podem limitar as atividades do cotidiano do paciente. É comum que pacientes com
DPOC despertem algumas vezes durante a noite, porque a condição dos pulmões exige
um aumento do seu esforço respiratório[iv]. Durante o sono, o metabolismo fica mais
lento, causando algumas oscilações na respiração, que não costumam fazer com que
pessoas saudáveis acordem, mas, no caso dos pacientes com doenças respiratórias
crônicas, essas alterações no fluxo de ar podem provocar tosse e falta de ar durante a
noite[v]. “Muitos pacientes procuram o médico apenas quando começam a ter muitos
problemas ao dormir, como despertares e insônia. Uma das queixas mais frequentes é
da sensação de cansaço. Por isso, a redução da qualidade de sono está atrelada à baixa
qualidade de vida dos pacientes com doenças pulmonares crônicas. Em pacientes
especificamente com DPOC, a queda da oxigenação durante o sono pode levar a
arritmias cardíacas e ao infarto do coração”, reforça o Dr. José Roberto Megda Filho,
Pneumologista e Médico do Sono da Residência de Clínica Médica do Hospital
Universitário de Taubaté e membro das Sociedades Brasileira e Europeia de
Pneumologia.

O Dr. Megda ressalta a importância do acompanhamento da evolução das doenças
crônicas: “Além de um tratamento medicamentoso contínuo, também costumo
recomendar a prática de exercícios físicos, para estimular a respiração e melhorar a
disposição e o condicionamento do paciente. Em alguns casos, também precisamos
implementar o uso do oxigênio durante a noite e/ou durante dos exercícios”.

Causada pelo tabagismo e pela exposição a poluentes, a Organização Mundial da Saúde
(OMS) estima que a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) será a terceira causa
de morte no mundo em 2020[vi]. A falta de informação sobre os sintomas e a
subutilização do exame de espirometria (testes de sopro) são alguns dos principais
fatores que dificultam o diagnóstico da doença[vii]. “Por ser mais observada em pessoas
na terceira idade, é comum que a população não dê a atenção devida quando os
primeiros sinais aparecem, como tosse e cansaço constantes. Geralmente, os pacientes
acreditam que esses sintomas fazem parte do processo de envelhecimento e acham que
são consequências naturais do estilo de vida, como sedentarismo e tabagismo e, por
isso, demoram em procurar ajuda especializada”, explica o Dr. José Megda.

Segundo o GOLD (Iniciativa Global para DPOC), existem 5 sinais que podem ajudar os
pacientes a identificar a doença: ter mais de 40 anos, ser fumante ou ex-fumante, ter
tosse e catarro constante e sentir cansaço ao fazer esforço. Ao detectar esses sinais, as
pessoas devem procurar um pneumologista. Apesar de ser uma doença grave e sem
cura, existem medicamentos que são capazes de estabilizar o progresso da doença e
controlar os sintomas, aumentando a qualidade de vida dos pacientes. Um deles é o
tiotrópio, princípio ativo que é superior na redução do risco de exacerbações moderadas
a graves da DPOC, capaz de diminuir em 16% o risco de mortalidade dos pacientes[viii].






Edicão n° 181 de Julho 2018
11/08/2018 - Copa Mabilde de Futsal promove integração das escolas das ilhasCopa Mabilde de Futsal promove integração das escolas das ilhas
19/07/2018 - DNIT desenvolve ações contínuas com escolas próximas à BR-116/RS
19/07/2018 - Sociedade de Pediatria defende direito da criança ser atendida pelo médico pediatra
19/07/2018 - Evento debate reutilização da água e tratamento de esgoto em empreendimentos
19/07/2018 - Por que é tão importante estar atento aos atrasos no desenvolvimento da criança?
19/07/2018 - Coluna da OAB/RS
19/07/2018 - Câmara de vereadores de Butiá homenageia a Escola Estadual de Ensino Médio Visconde de Mauá
19/07/2018 - "Promessas no G1" recebe grandes nomes da cena musical cristã
18/07/2018 - Servidores da Sema recebem habilitação da Marinha para condução de embarcações
16/07/2018 - Prefeitos consideram inviável assumirem a Freeway
16/07/2018 - Unidade Sesc/Senac Guaíba promove curso de Gestão de Pessoas e Relacionamento Interpessoal
16/07/2018 - Em Butiá Nota Fiscal Legal atinge 122 mil cupons trocados em sete meses
16/07/2018 - Ministério Público faz doações de agasalhos para campanha do estado
16/07/2018 - Fepam fiscaliza transporte de produtos perigosos
12/07/2018 - Prefeitura de Butiá cria núcleo para auxiliar entidades do município
12/07/2018 - PRF prendeu um casal de idosos transitando como uma motocicleta roubada em Eldorado do Sul
12/07/2018 - PRF prendeu um homem e aprendeu uma motocicleta que circulava com placa clonada em Butiá
12/07/2018 - Procon RS alerta para novas medidas na área de telefonia móvel
12/07/2018 - Onça parda é flagrada no Parque Itapuã após 16 anos
12/07/2018 - Coluna da OAB/RS
12/07/2018 - DNIT/RS realiza serviços de manutenção na BR 116, sexta, sábado e domingo (13,14,15/07)
12/07/2018 - SBGM defende uso de ácido fólico no primeiro trimestre de gestação
11/07/2018 - Assinado contrato de R$ 50 mil que beneficia produtores da Agricultura Familiar em Butiá
11/07/2018 - Reduzidas tarifas de ônibus que trafegam pela BR-290 e Freeway
11/07/2018 - Mortes por Aids caem no RS, mas autoridades insistem na prevenção
10/07/2018 - PRF prende pela segunda vez um motorista de caminhão por dirigir embriagado
10/07/2018 - Prefeito de Butiá toma posse na diretoria da Famurs
10/07/2018 - Plataforma inteligente monitora segurança e detecta situações de risco
10/07/2018 - Toyota confirma intenção de ampliar investimentos e operações em Guaíba
10/07/2018 - Inscrições para Feira da Agricultura Familiar na Expointer terminam sexta
09/07/2018 - Polícia Rodoviária Federal prende homem transportando carga sem procedência em Guaíba
09/07/2018 - Coordenadoria de Educação qualifica professores em primeiros socorros
09/07/2018 - Hemocentro precisa de doadores de sangue ao longo de todo o ano
09/07/2018 - Ex-prefeito de Bagé deve devolver valor pago para publicação em ranking nacional de melhores cidades
07/07/2018 - Polícia apreende armas de brinquedo e Viagra falsificado em Eldorado do Sul
06/07/2018 - CIB realiza doação de 1.600 peças de roupas a Secretaria Municipal de Assistência Social de Butiá
06/07/2018 - BR-153/RS - Ponte do Fandango é interditada a partir de hoje (06/07), em Cachoeira do Sul
06/07/2018 - Asilo Padre Cacique recebe doação do Ministério do Desenvolvimento Social
06/07/2018 - DNIT libera trecho duplicado da BR-116, em Pelotas/RS
06/07/2018 - Não vacinar é um ato irresponsável
06/07/2018 - Edinho em Guaíba
06/07/2018 - Guaíba implantará sistema de conteinerização de lixo
05/07/2018 - Quanto custa mudar de país?
05/07/2018 - Corsan autoriza início de obras e coloca em operação sistema de esgotos em Guaíba
05/07/2018 - Operação interdita desmanche e apreende 20 toneladas de sucata em Novo Hamburgo
05/07/2018 - Governo do Estado contrata 949 servidores para a Segurança Pública
05/07/2018 - Assinado o edital para Concurso Público da Prefeitura de Eldorado do Sul
05/07/2018 - Firmado protocolo de intenções para combate à discriminação étnico-racial
04/07/2018 - Nota oficial do DNIT referente à BR-290/RS:
03/07/2018 - DNIT/RS restringirá tráfego de caminhões sobre a Ponte do Fandango, em Cachoeira do Sul
03/07/2018 - Parlamento gaúcho reconhece e legitima Programa LIDER
03/07/2018 - Câncer de mama: qual a importância do diagnóstico precoce?
03/07/2018 - A tecnologia na transformação dos motoristas e do trânsito
03/07/2018 - Makro participa de Campanha do Agasalho da Cruz Vermelha
03/07/2018 - Unidade Sesc/Senac Guaíba promove aula experimental do curso de Cuidador de Idosos
03/07/2018 - Como otimizar sua loja virtual no ambiente físico na era das compras sem barreiras
03/07/2018 - Alimentação pode amenizar os efeitos da menopausa
03/07/2018 - Genética cumpre papel importante no diagnóstico do autismo
03/07/2018 - Badesul financia R$ 3,1 milhões para municípios investirem em infraestrutura
03/07/2018 - Operações integradas têm melhores resultados no RS com 97 prisões
03/07/2018 - Eldorado do Sul realiza o II Festival Municipal de Danças
02/07/2018 - Regulamentada a lei que cria política do carvão e polo carboquímico
02/07/2018 - Leilões do DetranRS ofertam mais de 3 mil veículos e sucatas neste mês de julho
02/07/2018 - Estudantes da Fundação Liberato participam de feira no Chile
01/07/2018 - Lavagem automotiva
01/07/2018 - Pracinhas de Madeira Tratada
01/07/2018 - Farmácia do Noel
01/07/2018 - Barbearia Roque
01/07/2018 - Fisioterapia no Parque Eldorado
01/07/2018 - Educadores de Eldorado do Sul recebem treinamento de primeiros socorros
29/06/2018 - Butiá é o segundo município mais desenvolvido da região carbonífera, revela pesquisa
01/06/2018 - Anuncie no Jornal ECO do Jacuí
01/06/2018 - Mecânica e Retífica de Motores
01/06/2018 - Serviços de Contabilidade
07/02/2009 - Homem é preso com 36 kg de drogas e 1,6 mil munições em Alvorada



Edição n° 181 - Julho 2018

Selecionar Edição
  • Edição n° 181
  • Edição n° 180
  • Edição n° 179







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821