Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 13 de Dezembro de 2018. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
26684904


Edicão n° 186 de Dezembro 2018


Contrabando bate recorde
02/01/2018

Em 2017 o Brasil conquistou mais um triste recorde: o país se tornou o maior mercado
mundial de cigarros ilegais, que hoje respondem por cerca de 48% de todos os cigarros
vendidos. Este não é um problema recente nem exclusivo do país, mas há apenas 6
anos o volume total deste mercado girava em torno de 20%. Nenhum outro setor da
economia, legal ou ilegal, apresentou crescimento semelhante no mesmo espaço de
tempo.

Entre os principais motivadores deste crescimento está o exagero na dosagem de
medidas que tinham como objetivo reduzir o consumo de cigarros no Brasil, mas que
tiveram o efeito perverso de estimular o crescimento do mercado ilegal. O aumento de
impostos promovido em anos recentes criou o cenário perfeito para a entrada de
organizações criminosas neste mercado, que chega a ser tão ou mais lucrativo do que o
tráfico de drogas, mas com riscos infinitamente menores, já que as penas para quem for
flagrado contrabandeando cigarros são muito curtas.

O Brasil já viveu momentos semelhantes no passado, e conseguiu solucionar o
problema. Quem não se lembra da realidade do setor de informática entre os anos
oitenta e 90? Para o consumidor comum, e mesmo para muitas empresas, a única forma
de adquirir um computador moderno a preços acessíveis era buscar o mercado informal,
na forma dos famosos 'PCs Frankenstein', montados por empresas que traziam
ilegalmente os componentes do Paraguai.

Um estudo do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (Idesf),
mostra que mudanças na política tributária do setor promoveram a redução no volume
de computadores contrabandeados apreendidos ao mesmo tempo em que expandiram a
produção e a comercialização de produtos legais no Brasil. Entre 2005 e 2016, as
apreensões caíram de cerca de 10 milhões de unidades para cerca de 3 milhões de
unidades. No mesmo período, a produção nacional de computadores saltou de menos de
3 milhões de unidades para cerca de 13 milhões de unidades.

O cigarro passa hoje por um momento semelhante ao dos produtos de informática nas
décadas de 1980 e 90. Mas com diversos agravantes. Um dos principais é o
desmantelamento da exitosa política nacional de redução de consumo, já que cigarros
contrabandeados não seguem nenhuma das normas de controle de consumo
estabelecidas por lei, como a política de preço mínimo e a obrigatoriedade de que maços
tragam informações e imagens sobre prejuízos à saúde.

Com impostos que podem chegar a até 80% em alguns estados, os fabricantes
brasileiros têm de conviver com o Paraguai, país que taxa o setor em apenas 16%, uma
das menores cargas tributárias sobre o cigarro do planeta. Vendidos livremente nas
cidades brasileiras a preços inferiores aos R$ 5,50 estabelecidos em lei, em muitas
localidades essas marcas são campeãs de venda. E por mais incrível que pareça hoje a
marca líder de mercado no brasil é a Eight, fabricada pela Tabacalera del Este, empresa
de propriedade do presidente paraguaio Horacio Cartes.

A entrada de cigarros ilegais no Brasil não acontece de forma isolada. É comum lermos
matérias na imprensa sobre a apreensão de cargas de cigarros acompanhadas de
volumes menores de drogas e armamentos, que vão alimentar o crescimento na
violência urbana que tem sido a regra em todo o país nos últimos anos.

Precisamos nos livrar do problema do contrabando, não só de cigarros, mas em todas as
suas frentes. O Brasil que nós queremos para o futuro não pode mais conviver com esta
realidade que prejudica a saúde dos brasileiros, retira recursos financeiros dos governos,
contribui para a escalada na violência e estimula o desemprego no país. É hora de agir!

Luciano Barros *

* Presidente do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras









Edicão n° 186 de Dezembro 2018
12/12/2018 - Passe Livre Estudantil e Meia Entrada 2019 – Atendimento da AERGS já iniciou para o Ano de 2019
12/12/2018 - Inovação nas mesas de restaurantes
12/12/2018 - Chegou a hora de retirar o bico
12/12/2018 - Medicina brasileira deve contar com nova área de atuação: a oncogenética
12/12/2018 - Corsan recebe prêmio nacional
12/12/2018 - Feira da Agricultura Familiar se inicia em Porto Alegre
12/12/2018 - Chuvas intensas chegam ao Rio Grande do Sul nesta quarta-feira
12/12/2018 - Seminário debate o uso de novas tecnologias na gestão escolar
12/12/2018 - Eduardo Leite tem o primeiro encontro com o presidente eleito
12/12/2018 - Melhor matar a morte do que perder a vida
12/12/2018 - MP de Canoas instaura inquérito civil para investigar contaminação do solo
06/12/2018 - Encontro debate qualificação da gestão das escolas agrícolas
06/12/2018 - Servidores participam de Roda de Conversa pelo fim da violência contra mulheres
06/12/2018 - Operação Avante Papai Noel garante mais segurança nas compras de Natal
06/12/2018 - Prefeitura convida a comunidade a participar do Seminário do Plano Diretor
06/12/2018 - Prefeitura recebe banda musical do PROJARI
06/12/2018 - Rede de ensino municipal recebe novos computadores
06/12/2018 - Guaíba passa a ter vários CEPs.
06/12/2018 - Prefeitura de Butiá concede desconto e da prêmios para o pagamento do IPTU
06/12/2018 - Primeira Infância Melhor (PIM) realiza evento “Semana do Bebê”, em Butiá
06/12/2018 - Depósito de pães com fezes de roedores em supermercado é interditado
06/12/2018 - Saúde na Escola é abordado em seminário no Centro Administrativo
06/12/2018 - Selo do Inmetro será obrigatório para veículos movidos a GNV no RS
06/12/2018 - Homicídios e latrocínios têm queda no estado conforme dados da SSP
06/12/2018 - Operação desbarata organização criminosa que desviou milhões da saúde de Canoas
05/12/2018 - Bobinas de aço aumentam transporte de cargas no Porto de Porto Alegre
05/12/2018 - Viatura doada pela PRF à BM ajudará em ações de combate às drogas nas escolas
05/12/2018 - Cem mil gaúchos já têm a Carteira Nacional de Habilitação no celular
05/12/2018 - Bandidos são mortos ao tentarem assaltar a Caixa Federal em Arroio dos Ratos.
05/12/2018 - Kits de irrigação serão entregues a pequenos produtores rurais em 346 municípios
01/12/2018 - Pracinhas de Madeira Tratada
01/12/2018 - Anuncie no Jornal ECO do Jacuí
01/12/2018 - Farmácia no Parque Eldorado
01/12/2018 - Prazo para placas do Mercosul no RS será 17 de dezembro
01/12/2018 - Secretaria da Educação conclui processo eleitoral de diretores nas escolas estaduais
01/12/2018 - Casos de Aids registram redução progressiva nos últimos dez anos no RS
01/12/2018 - Zero discriminação às pessoas vivendo com HIV/Aids é tema de campanha publicitária e seminário no RS
01/12/2018 - Receita Estadual e MP desbaratam fraude milionária no ramo de alumínio
01/12/2018 - Levantamento alerta para infestação do Aedes aegypti em 93 cidades do RS
01/12/2018 - Dono de mercado é preso em fiscalização
01/12/2018 - Decreto prorroga prazo para convocação de professores em regime especial
01/12/2018 - Governo contrata 40 médicos reguladores para atuar no Samu estadual
01/12/2018 - Operação Primeiro Comando resulta em 18 prisões no combate a homicídios em Porto Alegre
01/12/2018 - A Vero, rede de adquirência do Banrisul, está lançando um plano com máquina de cartão gratuita. Ao aderir ao Plano Free, o credenciado pode ter a máqu
01/12/2018 - DNIT/RS conclui reforma da Ponte do Fandango em Cachoeira do Sul-RS
01/12/2018 - Último mutirão para desapropriações na BR-116/RS termina com 96% de acordo
01/12/2018 - Dermatologistas visitam escolas de Porto Alegre e incentivam fotoproteção das crianças
01/12/2018 - Plano Nacional Diabólico
01/12/2018 - Coluna da OAB/RS
01/12/2018 - Rematrículas e matrículas da Rede Municipal de Ensino iniciaram nesta segunda-feira (26), em Butiá
01/12/2018 - Atenção para a lista dos contemplados com vaga para a creche e outras informações importantes:
01/12/2018 - Prefeito garante dinheiro para a saúde, em Brasília.
28/11/2018 - Transporte escolar de Eldorado do Sul contará com inspetores escolares
28/11/2018 - Decreto torna área privada em espaço público no bairro Sans Souci



Edição n° 186 - Dezembro 2018

Selecionar Edição
  • Edição n° 186
  • Edição n° 185
  • Edição n° 184







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821