Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 15 de Novembro de 2018. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
26315595


Edicão n° 185 de Novembro 2018


Cinco perfis definem a relação dos brasileiros com o dinheiro
16/11/2017

Construtor, Camaleão, Planejador, Despreocupado e Sonhador. Estes são os cinco perfis
em que os brasileiros se encaixam quanto à forma como gerem as próprias finanças, de
acordo com pesquisa da ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados
Financeiro e de Capitais).

"Saímos às ruas para entender os motivos que levam o país a ter uma das menores
taxas de poupança da América Latina. A partir das investigações, concluímos que lidar
com o dinheiro é uma questão que vai muito além de classe social e dos recursos
disponíveis", afirma Ana Leoni, superintendente de Educação e Informações Técnicas da
ANBIMA. "Tanto isso é verdade, que as características de idade, sexo, escolaridade e até
de renda de todos os perfis são bastante equilibradas", conclui.

Destaque entre os brasileiros, os construtores são aqueles que gostam de ter o controle
das situações e cuidam do dinheiro dia após dia, mesmo que em pequenas quantidades,
mas de forma consistente. Eles representam 30% da população. Entre esse pessoal,
91% afirmam que pensam duas vezes antes de gastar.

Na sequência, com proporção similar aos construtores (29% dos brasileiros), aparecem
os camaleões, que levam este nome justamente por conta das características de
adaptação. Essas pessoas não costumam guardar dinheiro. Para 80% delas, o salário cai
na conta e vai direto para pagar os boletos.

Pragmáticos, os planejadores representam 22% da população. Eles possuem uma
relação muito forte com o dinheiro e têm no crescimento do próprio patrimônio uma
fonte de prazer. Oitenta por cento deles, por exemplo, afirmam que possuem uma
reserva financeira para emergências.

Na ponta oposta aos planejadores, os despreocupados não costumam ser organizados.
Eles correspondem a 11% da população e são pessoas que gastam sem pensar. "Isso
não quer dizer que os despreocupados sejam, necessariamente, endividados. Eles
apenas não se importam em criar laços com o dinheiro", pontua Ana. Entre esse
pessoal, 86% afirmam que o dinheiro foi feito para gastar e dar prazer.

Por fim, há os Sonhadores, perfil que corresponde a uma pequena parcela dos
brasileiros (6%). Entre eles, 86% declaram ter espírito empreendedor. Os sonhadores
são inquietos e até sabem que precisam de dinheiro para suas empreitadas, mas acham
que não é qualquer quantia que vai ajudar. Eles acabam, portanto, perdendo a
oportunidade de poupar pequenos valores do dia a dia.

Conduzida pela ANBIMA, a pesquisa foi realizada em duas etapas. A qualitativa foi
organizada pela consultoria Na Rua e ouviu 400 pessoas em quatro capitais brasileiras. A
fase quantitativa ficou a cargo do Datafolha e englobou 2.653 entrevistados em 130
municípios, com a população economicamente ativa, inativos que possuem renda e
aposentados, das classes A, B e C, a partir dos 16 anos. A margem de erro é de dois
pontos percentuais, para mais ou para menos, no nível de confiança de 95%.

Confira o relatório completo sobre a pesquisa na página especial do site da ANBIMA.



SOBRE A ANBIMA

A ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais)
representa mais de 260 instituições de diversos segmentos. Dentre seus associados,
estão bancos comerciais, múltiplos e de investimento, asset managements, corretoras,
distribuidoras de valores mobiliários e consultores de investimento. Ao longo de sua
história, a Associação construiu um modelo de atuação inovador, exercendo atividades
de representação dos interesses do setor, de regulação e supervisão voluntária e privada
de seus mercados, e de oferta de produtos e serviços que contribuam para o
crescimento sustentável dos mercados financeiro e de capitais.






Edicão n° 185 de Novembro 2018
07/11/2018 - Perfuração de Poço Artesiano
06/11/2018 - Global Med assume o Pronto-Atendimento
06/11/2018 - Praça da Matriz recebe iluminação mais eficiente e econômica.
05/11/2018 - Corsan regulariza abastecimento de água em Eldorado do Sul
05/11/2018 - Programa de Oportunidades e Direitos tem inscrições abertas para os primeiros cursos noturnos
05/11/2018 - Sartori e Leite dão início à transição nesta segunda-feira
05/11/2018 - Prova do Enem mobiliza estudantes do Rio Grande do Sul neste domingo
05/11/2018 - Substituição de geladeiras da CEEE alcança 87% do projeto no primeiro mês
05/11/2018 - Aumento de casos de sífilis preocupa médicos
05/11/2018 - Manuseio do recém-nascido exige cuidado e delicadeza
05/11/2018 - Para caminhar no ritmo certo
05/11/2018 - Coluna da OAB RS
05/11/2018 - Ponte do Guaíba: 1º mutirão encerra com 142 acordos
05/11/2018 - Polícia Rodoviária Federal prende 03 homens com cocaína em Rio Pardo
05/11/2018 - Programação - Festival
05/11/2018 - Festival der Cinema Estudantil de Guaíba começa nesta segunda-feira
05/11/2018 - Corsan regulariza abastecimento de água em Eldorado do Sul
05/11/2018 - Serviços de Guincho e Resgate
03/11/2018 - Acidente na Br 290 em Eldorado do Sul mata 03 pessoas
03/11/2018 - Prefeito Ernani recebe visita da Diretora e Professores da E.M.E.F. Luiza Maria
02/11/2018 - Seduc prepara avaliação do rendimento escolar do RS
01/11/2018 - Farmácia do Noel
01/11/2018 - Anuncie no Jornal ECO do Jacuí
01/11/2018 - Barbearia Roque
01/11/2018 - Serviços de Contabilidade em Eldorado do Sul
01/11/2018 - Fisioterapia no Parque Eldorado
01/11/2018 - FMP recebe Selo Instituição Socialmente Responsável
01/11/2018 - Guaíba tem 3 novas caminhonetes para usar nos postos de saúde.



Edição n° 185 - Novembro 2018

Selecionar Edição
  • Edição n° 185
  • Edição n° 184
  • Edição n° 183







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821