Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 17 de Julho de 2018. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
23387652


Edicão n° 181 de Julho 2018


Advogada analisa tópico da Reforma Trabalhista voltado a gestantes e lactantes
10/11/2017

Perto de entrar em vigor (em 11 de novembro), a Reforma Trabalhista (Projeto de Lei
Nº 6.787/2016), traz em seu texto alguns tópicos polêmicos que podem passar a ser
aplicados. Um deles é a questão das condições para o afastamento de grávidas e
lactantes do trabalho, caso o ambiente do mesmo seja considerado insalubre. A redação,
que terá vigência em breve, prevê que as gestantes ou mulheres que amamentam e que
realizam atividades consideradas insalubres em graus médio e baixo, podem continuar o
trabalho, exceto se apresentarem atestado médico recomendando a licença (art. 394).
Por outro lado, pela legislação atual, as trabalhadoras que estiverem em um dos grupos
mencionados não podem cumprir expediente em ambientes insalubres de qualquer tipo.

De acordo com a Dra. Luciana Dessimoni, advogada especializada em Direito Trabalhista
no Nakano Advogados Associados, a norma atual, acrescida à CLT (Consolidação das
Leis de Trabalho – Lei n° 5.452/43) em 11 de maio de 2017, oferece mais segurança às
trabalhadoras que atuam em locais de risco e estão grávidas, ou mesmo às que
pretendem se tornar mães em breve. "Essas mulheres se sentem mais protegidas ao
saberem que há uma lei para ampará-las, assegurando seus honorários e direitos, caso
necessitem se ausentar do emprego", justifica a especialista.

No entanto, a advogada reforça que apesar de válida, se não for conhecida e utilizada
como justificativa pelas trabalhadoras interessadas, a lei não garantirá a isonomia e
integridade dos empregadores nas negociações. "Algumas empresas tentam e
continuarão tentando enganar essas mulheres, questionando se o afastamento é mesmo
necessário ou tentando convencê-las de que não precisam da licença, e até chegam a
reduzir seus honorários. Por isso, é importante que elas conheçam, em primeiro lugar,
suas condições de saúde, junto a um médico, e depois seus direitos, seja pela legislação
atual ou pela reformada", salienta a Dra. Luciana Dessimoni. "Feito isto, caso julguem
necessário e o médico tenha dado aval, elas devem reivindicar o afastamento de forma
administrativa. Se mesmo assim não conseguirem, devem recorrer à Justiça, com a
intervenção de um advogado", recomenda a especialista.

Tanto de acordo com a CLT atual quanto com o tópico correspondente à questão na
Reforma Trabalhista, as grávidas e lactantes não podem realizar trabalho insalubre de
grau máximo. E para atividades de nocividade média e baixa, pelo novo regulamento,
comprovada a impossibilidade de a trabalhadora cumprir o expediente, estará implicado
o afastamento imediato, com garantias de licença-maternidade.

Outra questão relacionada especificamente às lactantes no projeto de lei que entrará em
vigor neste final de semana (art. 396, parágrafo 2º) indica que os horários do descanso
para amamentação previstos na CLT (2 pausas diárias de 30 minutos) deverão ser
definidos em acordo individual entre a mulher e o empregador. Segundo a Dra. Luciana
Dessimoni, a mudança também pode abrir precedentes para a obtenção de vantagens
por parte dos empregadores, no entanto, neste caso, ela lembra a prevalência do
acordado sobre o legislado, também presente no texto da Reforma. "É possível que
algumas empresas tentem sugerir horários mais convenientes para si do que para a
colaboradora. Por isso, essa mulher pode pedir a junção desses dois descansos de meia
hora, de forma que possa ficar ausente do emprego por 1 hora, podendo iniciar ou
terminar o expediente mais cedo", recomenda.

Sobre a Dra. Luciana Dessimoni – Advogada do Nakano Advogados Associados,
especializada em Direito do Trabalho. É pós-graduada em direito internacional do
trabalho pela Faculdade Tancredo Neves e atuante no direito trabalhista, em defesa da
empresa e do profissional de saúde.

Sobre o escritório Nakano Advogados Associados – Fundado em 2010 e com escritório
(sede) em Santana, em São Paulo (SP), também mantém escritórios na Avenida Paulista
(São Paulo – SP) e em Alphaville (Barueri – SP). Atua exclusivamente na área da Saúde,
atendendo o paciente, o profissional e as instituições de saúde, com a expertise de
advogados especializados em Direito à Saúde, e abrangendo os âmbitos médico,
hospitalar, odontológico, previdenciário, trabalhista e tributário na Saúde. Sua
experiência e fidelização traduzem seu diferencial e reconhecimento no mercado. Sua
equipe comprometida atende diferentes conflitos com eficiência, segurança,
transparência e humanidade, respeitando a dignidade do ser humano e o direito à vida.






Edicão n° 181 de Julho 2018
11/08/2018 - Copa Mabilde de Futsal promove integração das escolas das ilhasCopa Mabilde de Futsal promove integração das escolas das ilhas
18/07/2018 - Servidores da Sema recebem habilitação da Marinha para condução de embarcações
16/07/2018 - Prefeitos consideram inviável assumirem a Freeway
16/07/2018 - Unidade Sesc/Senac Guaíba promove curso de Gestão de Pessoas e Relacionamento Interpessoal
16/07/2018 - Em Butiá Nota Fiscal Legal atinge 122 mil cupons trocados em sete meses
16/07/2018 - Ministério Público faz doações de agasalhos para campanha do estado
16/07/2018 - Fepam fiscaliza transporte de produtos perigosos
12/07/2018 - Prefeitura de Butiá cria núcleo para auxiliar entidades do município
12/07/2018 - PRF prendeu um casal de idosos transitando como uma motocicleta roubada em Eldorado do Sul
12/07/2018 - PRF prendeu um homem e aprendeu uma motocicleta que circulava com placa clonada em Butiá
12/07/2018 - Procon RS alerta para novas medidas na área de telefonia móvel
12/07/2018 - Onça parda é flagrada no Parque Itapuã após 16 anos
12/07/2018 - Coluna da OAB/RS
12/07/2018 - DNIT/RS realiza serviços de manutenção na BR 116, sexta, sábado e domingo (13,14,15/07)
12/07/2018 - SBGM defende uso de ácido fólico no primeiro trimestre de gestação
11/07/2018 - Assinado contrato de R$ 50 mil que beneficia produtores da Agricultura Familiar em Butiá
11/07/2018 - Reduzidas tarifas de ônibus que trafegam pela BR-290 e Freeway
11/07/2018 - Mortes por Aids caem no RS, mas autoridades insistem na prevenção
10/07/2018 - PRF prende pela segunda vez um motorista de caminhão por dirigir embriagado
10/07/2018 - Prefeito de Butiá toma posse na diretoria da Famurs
10/07/2018 - Plataforma inteligente monitora segurança e detecta situações de risco
10/07/2018 - Toyota confirma intenção de ampliar investimentos e operações em Guaíba
10/07/2018 - Inscrições para Feira da Agricultura Familiar na Expointer terminam sexta
09/07/2018 - Polícia Rodoviária Federal prende homem transportando carga sem procedência em Guaíba
09/07/2018 - Coordenadoria de Educação qualifica professores em primeiros socorros
09/07/2018 - Hemocentro precisa de doadores de sangue ao longo de todo o ano
09/07/2018 - Ex-prefeito de Bagé deve devolver valor pago para publicação em ranking nacional de melhores cidades
07/07/2018 - Polícia apreende armas de brinquedo e Viagra falsificado em Eldorado do Sul
06/07/2018 - CIB realiza doação de 1.600 peças de roupas a Secretaria Municipal de Assistência Social de Butiá
06/07/2018 - BR-153/RS - Ponte do Fandango é interditada a partir de hoje (06/07), em Cachoeira do Sul
06/07/2018 - Asilo Padre Cacique recebe doação do Ministério do Desenvolvimento Social
06/07/2018 - DNIT libera trecho duplicado da BR-116, em Pelotas/RS
06/07/2018 - Não vacinar é um ato irresponsável
06/07/2018 - Edinho em Guaíba
06/07/2018 - Guaíba implantará sistema de conteinerização de lixo
05/07/2018 - Quanto custa mudar de país?
05/07/2018 - Corsan autoriza início de obras e coloca em operação sistema de esgotos em Guaíba
05/07/2018 - Operação interdita desmanche e apreende 20 toneladas de sucata em Novo Hamburgo
05/07/2018 - Governo do Estado contrata 949 servidores para a Segurança Pública
05/07/2018 - Assinado o edital para Concurso Público da Prefeitura de Eldorado do Sul
05/07/2018 - Firmado protocolo de intenções para combate à discriminação étnico-racial
04/07/2018 - Nota oficial do DNIT referente à BR-290/RS:
03/07/2018 - DNIT/RS restringirá tráfego de caminhões sobre a Ponte do Fandango, em Cachoeira do Sul
03/07/2018 - Parlamento gaúcho reconhece e legitima Programa LIDER
03/07/2018 - Câncer de mama: qual a importância do diagnóstico precoce?
03/07/2018 - A tecnologia na transformação dos motoristas e do trânsito
03/07/2018 - Makro participa de Campanha do Agasalho da Cruz Vermelha
03/07/2018 - Unidade Sesc/Senac Guaíba promove aula experimental do curso de Cuidador de Idosos
03/07/2018 - Como otimizar sua loja virtual no ambiente físico na era das compras sem barreiras
03/07/2018 - Alimentação pode amenizar os efeitos da menopausa
03/07/2018 - Genética cumpre papel importante no diagnóstico do autismo
03/07/2018 - Badesul financia R$ 3,1 milhões para municípios investirem em infraestrutura
03/07/2018 - Operações integradas têm melhores resultados no RS com 97 prisões
03/07/2018 - Eldorado do Sul realiza o II Festival Municipal de Danças
02/07/2018 - Regulamentada a lei que cria política do carvão e polo carboquímico
02/07/2018 - Leilões do DetranRS ofertam mais de 3 mil veículos e sucatas neste mês de julho
02/07/2018 - Estudantes da Fundação Liberato participam de feira no Chile
01/07/2018 - Lavagem automotiva
01/07/2018 - Pracinhas de Madeira Tratada
01/07/2018 - Farmácia do Noel
01/07/2018 - Barbearia Roque
01/07/2018 - Fisioterapia no Parque Eldorado
01/07/2018 - Educadores de Eldorado do Sul recebem treinamento de primeiros socorros
29/06/2018 - Butiá é o segundo município mais desenvolvido da região carbonífera, revela pesquisa
01/06/2018 - Anuncie no Jornal ECO do Jacuí
01/06/2018 - Mecânica e Retífica de Motores
01/06/2018 - Serviços de Contabilidade
07/02/2009 - Homem é preso com 36 kg de drogas e 1,6 mil munições em Alvorada



Edição n° 181 - Julho 2018

Selecionar Edição
  • Edição n° 181
  • Edição n° 180
  • Edição n° 179







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821