Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 11 de Dezembro de 2017. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
8845527


Edicão n° 174 de Dezembro 2017


As mentiras que os candidatos contam
20/10/2017

O currículo é o cartão de visita do candidato a vagas. É com essa ferramenta que ele
demonstra sua capacidade e sua experiência. Na ânsia pela contratação, muitos apelam.
"Alguns chegam a mentir na entrevista, mas é muito difícil que um profissional com
experiência em Recursos Humanos não perceba", explica Renata Motone, Coordenadora
de Recursos Humanos da Luandre, empresa com 47 anos de atuação no mercado, que
atende 200 das 500 maiores empresas do Brasil.

A conclusão da história é a exclusão do candidato da lista de possibilidades de
contratação da empresa. Para Motone, além de não apresentar os pré-requisitos
necessários, o mentiroso demonstra falta de ética, qualidade cada vez mais prezada no
ambiente corporativo -- "frente a tudo que se acompanha no noticiário sobre a vida
política no Brasil, a última coisa que queremos incentivar é a mentira".

Saiba quais as mentiras mais comuns e entenda como fazer bem seu próprio marketing
sem ter de "maquiar o CV".



Valor salarial

Há quem minta sobre o salário anterior como forma aumentar o poder de fogo na
barganha por um valor maior no próximo emprego. Renata aconselha a não fazer isso
porque há uma média salarial para cada cargo e quem seleciona sabe disso: "Ainda
estamos num momento de crise, mas ir à mesa de negociação é a melhor maneira.
Nunca vimos nenhum caso em que o empregador baixou o salário oferecido porque a
pessoa ganhava menos. Os valores já estão estabelecidos previamente".



Idiomas

"Fluência em língua é outra mentira super frequente", diz a coordenadora da Luandre --
"a questão é que na primeira prova escrita ou entrevista oral já se nota a diferença
entre o real e o que se conta no currículo". Ela aconselha a ser claro quanto às
habilidades, linguísticas, afinal, há vagas em que um inglês intermediário ou básico é o
suficiente.



Voluntariado

Muitos querem impressionar e acreditam que adicionar experiência como voluntário em
causas sociais vai facilitar a contratação, mas não passam autenticidade na entrevista.
"A estratégia em vez de contar pontos, joga contra", esclarece Renata, que acrescenta
que este não é um fator decisivo na maior parte dos casos e, portanto, só deve constar
no currículo se, de fato, o candidato puder contribuir para a empresa com sua real
vivência como voluntário.



Universidade

Como forma de status, candidatos mentem sobre a universidade em que se graduaram,
"mas isso é bobagem", segundo Renata. Há cargos que exigem formação específica,
mas o importante é poder comprovar o conhecimento -- "onde o candidato cursou a
faculdade, não é um ponto decisório".



Demissão

Não existe problema em admitir que foi demitido. É algo até considerado normal e pode
acontecer por uma série de razões. O que se deve evitar é falar mal da empresa
anterior, mesmo que a demissão não tenha sido amigável. "Tentar atacar o antigo
empregador só gera dúvidas ao selecionador sobre o caráter do candidato. O melhor é
ser direto sobre o motivo da demissão e ter uma atitude o mais neutra possível sobre o
assunto. Nunca demonstre nervosismo ou raiva neste momento", aconselha Motone.



Sobre a Luandre

Em 2017, a Luandre Soluções em Recursos Humanos completa 47 anos de atuação
mantendo-se atual, dinâmica e oferecendo soluções técnicas e inovadoras na área de
RH. Em 2016, a empresa chegou a marca de 4 mil clientes atendidos, 55 mil
profissionais administrados ao longo do ano e um banco com mais de 1,2 milhões de
currículos cadastrados. Há 16 anos consecutivos está no Top 5 do prêmio Top Of Mind
RH, no qual já se sagrou vencedora por cinco vezes, sendo a última vitória no ano
passado.

Oferecendo seus serviços a 200 das 500 maiores empresas do Brasil, a Luandre
administra uma carteira de mais de 15 mil empresas clientes. Além de todo seu know-
how em Recrutamento e Seleção, a empresa oferece ainda os serviços de Administração
de Pessoal (Temporários e CLT), Avaliação Profissional, Outsourcing e Programas
Especiais (Saúde, Varejo e Logística).

Fundada em 1970 em São Paulo, a Luandre tem por objetivo a excelência nos serviços e
o investimento em soluções criativas, além de construir o elo entre a organização e
colaborador em todas as etapas de desenvolvimento dos Recursos Humanos.

Atualmente, possui 11 agências em três estados, localizadas em São Paulo (Centro,
Faria Lima, Santo Amaro e Lapa), Alphaville, ABC, Guarulhos, Campinas, Jundiaí, Rio de
Janeiro e Curitiba que administram, em média, a contratação de 55 mil por ano para
vagas de base e estratégicas em todo o mercado nacional.










Edicão n° 174 de Dezembro 2017
08/12/2017 - Como a saúde mental afeta o corpo
07/12/2017 - Impactos da gravidez cada vez mais tarde
07/12/2017 - Prefeitura de Guaíba instala Wi-Fi gratuito e qualifica sistema de telefonia em escola no morro Santana
07/12/2017 - Entenda a relação do glúten com a sua saúde
07/12/2017 - Prefeitura dialoga com comunidade sobre escola da vila Primavera
07/12/2017 - Conta da CEEE Distribuição está adequada a Lei Estadual 48.118
07/12/2017 - Projeto “Verão Vivo” iniciou nesta quarta-feira em Butiá
07/12/2017 - Secretaria Municipal de Saúde recebe reforço de novos profissionais
07/12/2017 - Governo prorroga prazo para o MEI se regularizar
07/12/2017 - Câmara aumenta para oito anos prisão para bêbado que dirige e mata
07/12/2017 - Tripolina: a cadeira que te acompanha
07/12/2017 - Movimentos entregam petição da transparência para Gilmar Mendes
07/12/2017 - Corsan participa de seminário de saneamento promovido pela Famurs em Guaíba
07/12/2017 - "Imprima o conteúdo"CEEE reforça sistema de energia para qualificar atendimento aos clientes no verão
02/12/2017 - Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc) terá salas de videoaudiência
02/12/2017 - Fepam promove operação de fiscalização em empreendimentos da Serra
02/12/2017 - Curso sobre poda de árvores ocorre no Parque de Itapuã
02/12/2017 - Eldorado do Sul fará obra de R$ 2,8 milhões com recursos do Badesul
02/12/2017 - Junta Digital é o foco do 2º Seminário Brasil Mais Simples/RS
02/12/2017 - Daer está distribuindo cartilha sobre conservação ambiental da Rota do Sol nas escolas da região
02/12/2017 - Governo reforça Polícia Civil com mais 112 inspetores e escrivães
02/12/2017 - Parceria entre Saúde e Novartis beneficia mais de 23 mil pacientes
02/12/2017 - Governo do Estado e Famurs discutem repasses para a Saúde
02/12/2017 - Sartori sanciona lei que cria o Polo Carboquímico do RS em evento internacional
02/12/2017 - Operação Blindado combate negociação de armas e drogas pela internet
02/12/2017 - Butiá lança o Programa “Nota Fiscal Legal
02/12/2017 - Secretaria de Agricultura da destinação correta às pilhas, baterias e lâmpadas, em Butiá
02/12/2017 - Dezembro Laranja aborda doenças de pele e comportamento suicida
02/12/2017 - Você sabe o que são doenças oportunistas e porque elas atacam o imunodeprimido?
02/12/2017 - 5 passos para prevenir o Alzheimer
02/12/2017 - Justa reconhecimento à dedicação no trabalho
02/12/2017 - Agricultores dos Assentamentos do Parque Eldorado são auxiliados pela Prefeitura de Eldorado do Sul e Emater
01/12/2017 - Lavagem automotiva
01/12/2017 - Mercado e Açougue
01/12/2017 - Artesanato João das Cuias
01/12/2017 - Farmácia do Noel
01/12/2017 - Estalagem Bom Samaritano
01/12/2017 - Serviços de Contabilidade
01/12/2017 - Playgrounds de madeira
01/12/2017 - Anuncie no Jornal ECO do Jacuí
01/12/2017 - Padaria e Confeitaria
01/12/2017 - Mecânica e Retífica de Motores
01/12/2017 - Barbearia Roque



Edição n° 174 - Dezembro 2017

Selecionar Edição
  • Edição n° 174
  • Edição n° 173
  • Edição n° 172













  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821