Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 06 de Abril de 2020. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
31099048


Edicão n° 202 de Abril de 2020


Ações contribuem para a redução da mortalidade infantil no estado
17/10/2017

Para chegar ao final do ano com um índice histórico de apenas um dígito, ou seja,
aproximadamente 9,5%, os médicos apostam em três fatores preponderantes que
ajudam a reduzir as taxas de mortalidade infantil. Um deles é o combate à doenças
infecto-contagiosas e prevalentes. O incentivo ao aleitamento materno e o
acompanhamento do processo de crescimento e desenvolvimento também integram os
aspectos de decréscimo de óbitos infantis.

- O investimento no pré-natal, principalmente no tratamento das afecções maternas e
assistência adequada durante o trabalho de parto e ao recém-nascido no momento do
nascimento é onde deve estar o foco da redução. Além disso, a instituição do
monitoramento do trabalho de parto junto com a assistência ao recém-nascido no
momento do nascimento colaborou para a redução da anóxia como causa das mortes –
explica o médico associado da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS),
Érico Faustini.

Os três municípios gaúchos com o menor coeficiente de mortalidade infantil (CMI) são
Charqueadas (2,6), Jaguarão (2,9) e Sarandi (3,2). Os dados são do Atlas
Socioeconômico do Rio Grande do Sul e apontam os resultados até 2015.

A preocupação do pediatra deve-se ao fato de que justamente a maioria das mortes
infantis ocorre nos primeiros seis dias de vida e está relacionada com as afecções do
período perinatal, causas associadas a problemas durante a gestação, trabalho de parto
e nascimento.

- As enfermidades maternas podem não estar relacionadas com a gravidez, como a
hipertensão arterial sistêmica ou ser relacionada com a gestação, como ruptura
prematura das membranas e complicações da placenta. Constituem-se em situações
associadas ao nascimento prematuro e aos óbitos por doença da membrana hialina,
infecções ou prematuridade extrema. A assistência deficiente no trabalho de parto
geralmente estão relacionadas às mortes por anóxia – complementa Érico Faustini.

A redução do CMI no estado é reflexo de um pacto firmado em 1990, entre o Brasil e a
Organização das Nações Unidas (ONU), onde o país comprometia-se a reduzir em 2/3 os
óbitos de menores de cinco anos até 2015. O objetivo fazia parte das metas do milênio
como meio de reduzir a pobreza e desigualdade social. Em 2013 o Brasil atingiu o CMI
de 14,4.






Edicão n° 202 de Abril de 2020
06/04/2020 - Estado distribui cloroquina para o tratamento de casos críticos de Covid-19
06/04/2020 - Governo e UFPel assinam convênio para realizar testagem de coronavírus por amostragem
06/04/2020 - Hospital São Vicente de Paulo, de Osório, recebe 10 leitos de UTI para ampliar atendimento à Covid-19
06/04/2020 - Aulas programadas na rede estadual de ensino iniciam nova etapa
02/04/2020 - Sociedade Brasileira de Genética Médica e Genômica oferece aulas EAD sobre doenças genéticas raras
02/04/2020 - AMRIGS pede apoio às orientações da OMS na prevenção da COVID-19
02/04/2020 - Pele dos profissionais da saúde que atendem na linha de frente contra o coronavírus exige cuidado
02/04/2020 - Como lidar com a saúde mental das crianças e dos adultos no isolamento social
02/04/2020 - AMRIGS reforça pedido para que população mantenha cuidados rigorosos na prevenção da Covid-19
02/04/2020 - Hospital Moinhos de Vento utiliza telemedicina para humanizar atendimento a pacientes na UTI adulto
02/04/2020 - Conheça os benefícios para lojistas e consumidores do Cadastro Positivo
02/04/2020 - Riscos de infecção por Covid-19: gestante feto e recém nascido
02/04/2020 - Fundação Liberato colabora com produção de protetores faciais
02/04/2020 - Unificação de calendário escolar é definida em webconferência organizada pela Seduc
02/04/2020 - Saiba como será a entrega dos Kits de Merenda Escolar para o responsável pelo estudante cadastrado no Programa Bolsa Família
02/04/2020 - Equipe da Secretaria de Saúde começa a vacinar contra a gripe idosos acamados. Eles estão sendo atendidos em casa.
02/04/2020 - Atualização Boletim Covid-19
02/04/2020 - Guaíba aguarda recebimento de Vacinas através do Ministério da Saúde
02/04/2020 - Boletim Atualização Covid-19 em Butiá
02/04/2020 - Ação da DuZeca Pizzaria leva mensagem de apoio aos profissionais do Hospital de Butiá e SAMU
01/04/2020 - Farmácia do Noel
01/04/2020 - Pediatras destacam mecanismos fundamentais para crianças com deficiência no período de isolamento
01/04/2020 - Asilo Padre Cacique reforça apelo por doações
01/04/2020 - O combatente imprescindível
01/04/2020 - Psicólogos da Secretaria de Saúde realizam atendimento online, em Butiá



Edição n° 202 - Abril de 2020

Selecionar Edição
  • Edição n° 202
  • Edição n° 201
  • Edição n° 200







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821