Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 15 de Novembro de 2018. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
26315513


Edicão n° 185 de Novembro 2018


Sistema japonês é destaque no Seminário Internacional de Policia Comunitária
03/10/2017

O destaque da terceira edição do Seminário Internacional de Polícia Comunitária,
promovido pela Brigada Millitar, que terminou nesta terça-feira (3), foi a experiência
japonesa de policiamento comunitário. A perita policial Hisami Ohashi contou como o
Japão reduziu os índices de criminalidade com ações de prevenção.

Com uma população entre 120 a 130 milhões de habitantes o Japão registrou apenas mil
homicídios em 2016. Segundo Hisami Ohashi, o Sistema Koban, policiamento
comunitário japonês, existe há 130 anos e abrange todas as 47 províncias, com bases
de segurança comunitária e bases de segurança comunitária distrital, onde os policiais
residem.

Segundo Ohashi, 80% da força policial japonesa está voltada à
prevenção."Operacionalizamos a Segurança Pública através da integração de todos os
atores sociais, governo, polícia e comunidade. São vários agentes trabalhando em
parceria no enfrentamento ao crime", explicou.

O comandante-geral da BM, coronel Andreis Silvio Dal'Lago, observou que no Rio Grande
do Sul a lógica ainda é inversa, apenas 5% são investidos em prevenção. "Mas
queremos reverter essa lógica até conseguir chegar a esse patamar. Evidentemente que
levando em conta as diferenças na questão cultural do povo japonês e do povo
brasileiro. Mas a técnica de proximidade, os mecanismos que eles têm usado para
informar a comunidade do que é o policiamento comunitário, a metodologia utilizada no
treinamento dos seus policiais para uma aproximação adequada com a comunidade, em
especial no combate aos pequenos delitos, isso é perfeitamente aplicável ao Rio Grande
do Sul e ao Brasil", afirmou.

Segundo Dal'Lago, esse é um trabalho de médio e longo prazo. "A repressão qualificada
deve permanecer, mas precisamos investir na prevenção para conseguir, através da
mudança de comportamento do policial e da comunidade, chegar aos patamares dos
indicadores de criminalidade semelhantes ao modelo japonês", disse.

Atualmente, o policiamento comunitário da corporação possui três modelos de atuação.
Um deles é o núcleo de polícia militar onde o brigadiano mora no bairro em que atua, o
segundo são as bases móveis comunitárias e o terceiro são as bases fixas, com
companhias presentes dentro das comunidades. Desde 2015, o Rio Grande do Sul tem
enviado oficiais ao Japão para realizar esse intercâmbio, em que oficiais gaúchos voltam
como multiplicadores do conhecimento e da experiência adquiridos.

Além da perita japonesa, também participaram do painel 'Boas práticas no Policiamento
Comunitário no Brasil e as ações no Acordo de Cooperação Brasil-Japão', o
representante da Policia Militar de São Paulo, capitão Luciano Quemello Borges; da
Policia Militar de Minas Gerais, tenente-coronel Alexandre Magno de Oliveira; e o major
André Marcelo Ribeiro, da Brigada Militar. O mestre em Administração, Flávio Abreu,
falou sobre 'A gestão pública na atualidade'.






Edicão n° 185 de Novembro 2018
07/11/2018 - Perfuração de Poço Artesiano
06/11/2018 - Global Med assume o Pronto-Atendimento
06/11/2018 - Praça da Matriz recebe iluminação mais eficiente e econômica.
05/11/2018 - Corsan regulariza abastecimento de água em Eldorado do Sul
05/11/2018 - Programa de Oportunidades e Direitos tem inscrições abertas para os primeiros cursos noturnos
05/11/2018 - Sartori e Leite dão início à transição nesta segunda-feira
05/11/2018 - Prova do Enem mobiliza estudantes do Rio Grande do Sul neste domingo
05/11/2018 - Substituição de geladeiras da CEEE alcança 87% do projeto no primeiro mês
05/11/2018 - Aumento de casos de sífilis preocupa médicos
05/11/2018 - Manuseio do recém-nascido exige cuidado e delicadeza
05/11/2018 - Para caminhar no ritmo certo
05/11/2018 - Coluna da OAB RS
05/11/2018 - Ponte do Guaíba: 1º mutirão encerra com 142 acordos
05/11/2018 - Polícia Rodoviária Federal prende 03 homens com cocaína em Rio Pardo
05/11/2018 - Programação - Festival
05/11/2018 - Festival der Cinema Estudantil de Guaíba começa nesta segunda-feira
05/11/2018 - Corsan regulariza abastecimento de água em Eldorado do Sul
05/11/2018 - Serviços de Guincho e Resgate
03/11/2018 - Acidente na Br 290 em Eldorado do Sul mata 03 pessoas
03/11/2018 - Prefeito Ernani recebe visita da Diretora e Professores da E.M.E.F. Luiza Maria
02/11/2018 - Seduc prepara avaliação do rendimento escolar do RS
01/11/2018 - Farmácia do Noel
01/11/2018 - Anuncie no Jornal ECO do Jacuí
01/11/2018 - Barbearia Roque
01/11/2018 - Serviços de Contabilidade em Eldorado do Sul
01/11/2018 - Fisioterapia no Parque Eldorado
01/11/2018 - FMP recebe Selo Instituição Socialmente Responsável
01/11/2018 - Guaíba tem 3 novas caminhonetes para usar nos postos de saúde.



Edição n° 185 - Novembro 2018

Selecionar Edição
  • Edição n° 185
  • Edição n° 184
  • Edição n° 183







  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821