Eldorado do Sul, Guaíba e Região Carbonífera, 11 de Dezembro de 2017. Página Inicial | Contato
SEÇÕES
Artigo
Educação
Eldorado do Sul
Especial
Geral
Guaíba
Produtos e Serviços
Região Carbonífera
Saúde
Flagrante na Foto
Anunciantes
LINKS
Portal Eldorado
Lantec
Envie sua Mensagem

Você é o visitante n°
8845436


Edicão n° 174 de Dezembro 2017


Identificar você será tão fácil como apresentar o seu telefone celular
03/10/2017

Em nossos telefones celulares convergem uma variedade de ferramentas e serviços que
são úteis em nossa vida cotidiana: fazer pagamentos, agendar reuniões, conversar, abrir
portas, acionar dispositivos domésticos, acessar espaços físicos e informação digital.
Controlar a maior parte da nossa vida a partir de um único dispositivo portátil, leve e
que está sempre conosco, não apenas simplifica a vida, mas também nos proporciona
mais segurança. Parece inevitável que todas as atividades de nossa vida sigam a
tendência da mobilidade.

Não parece impossível que nós cidadãos possamos levar nossas identificações pessoais
no telefone, mas diante desta possibilidade surge uma pergunta: O que será necessário
em termos de infraestrutura, tecnologia e interoperabilidade para passar da ideia à
realidade?

A identificação móvel é uma credencial de identificação segura transmitida por um órgão
do governo ao smartphone de um cidadão. Embora o setor do governo continue a ser
uma fronteira que ainda não foi completamente atravessada, esta situação está
mudando gradualmente, sobretudo em razão dos indiscutíveis benefícios e vantagens:
as identificações móveis disponibilizam aos governos uma oportunidade sem
precedentes para oferecer aos cidadãos novos níveis de comodidade, melhorar a
capacidade do governo para implementar seus principais programas de identificação
segura, como para as carteiras de habilitação, cédulas nacionais de identidade,
certificados de licenciamento de veículos, autorizações de residência, passaportes, entre
outros.

Por exemplo, uma identificação móvel permite recuperar com segurança e em tempo
real, informações sobre acidentes, crimes ou apólices de seguro, permite aos cidadãos
se identificarem de forma segura e confiável, e ajuda os governos a alcançarem um nível
maior de agilidade na emissão de identificações.

Uma tecnologia que tem a capacidade de disponibilizar um ecossistema seguro
necessário para facilitar o fornecimento de identificações para os cidadãos, através dos
smartphones. Para compreender melhor esta tecnologia imaginemos uma viagem.
Atualmente, para fazer viagens locais se utiliza no aeroporto uma cédula de identidade
nacional ou uma carteira de habilitação, e um cartão de embarque separadamente em
papel ou em um smartphone. Com uma identificação móvel é possível um maior nível de
segurança, comodidade e flexibilidade, tanto para o cidadão, como para a parte que
realiza a autenticação. Agora ao invés de transportar nas carteiras, as identificações
podem ser armazenadas com segurança nos smartphones.

Além disso, esta é também uma plataforma flexível, concebida a partir de padrões
abertos de segurança que lhe permitem implementar soluções interoperáveis, que
podem emitir identificações em uma jurisdição e validar em outras, como para uma
carteira de habilitação produzida em uma cidade e que poderá ser validada em muitas
outras.

Em um sistema tradicional de emissão segura para elementos de segurança em
telefones celulares, o órgão de emissão deve ser integrado com um operador de
telecomunicações, que emite o cartão SIM, ou com um fabricante de equipamentos
originais que desenvolve o telefone. Ambos têm a capacidade de controlar as chaves que
permitem carregar o applet da identificação móvel, para o elemento seguro
correspondente. Com este sistema fechado, os governos ou as autoridades emissoras
têm apenas duas opções: integrar-se com todos os operadores de telecomunicações ou
associar-se à uma entidade de terceira parte de confiança, que já tenha sido integrada
com todos ou quase todos os operadores de telecomunicações no país.

Nós não devemos esquecer de que para adotar com sucesso as identificações móveis, é
necessário considerar os interesses dos governos e dos cidadãos. Além disso, deve-se
respeitar os seguintes princípios: caráter voluntário, interoperabilidade, segurança,
privacidade, acesso em áreas remotas e disponibilidade permanente com ou sem
conexão.

Por Jorge Castrillo, Vice Presidente de Soluções de Identificação Governamental para a
América Latina da HID Global






Edicão n° 174 de Dezembro 2017
08/12/2017 - Como a saúde mental afeta o corpo
07/12/2017 - Impactos da gravidez cada vez mais tarde
07/12/2017 - Prefeitura de Guaíba instala Wi-Fi gratuito e qualifica sistema de telefonia em escola no morro Santana
07/12/2017 - Entenda a relação do glúten com a sua saúde
07/12/2017 - Prefeitura dialoga com comunidade sobre escola da vila Primavera
07/12/2017 - Conta da CEEE Distribuição está adequada a Lei Estadual 48.118
07/12/2017 - Projeto “Verão Vivo” iniciou nesta quarta-feira em Butiá
07/12/2017 - Secretaria Municipal de Saúde recebe reforço de novos profissionais
07/12/2017 - Governo prorroga prazo para o MEI se regularizar
07/12/2017 - Câmara aumenta para oito anos prisão para bêbado que dirige e mata
07/12/2017 - Tripolina: a cadeira que te acompanha
07/12/2017 - Movimentos entregam petição da transparência para Gilmar Mendes
07/12/2017 - Corsan participa de seminário de saneamento promovido pela Famurs em Guaíba
07/12/2017 - "Imprima o conteúdo"CEEE reforça sistema de energia para qualificar atendimento aos clientes no verão
02/12/2017 - Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc) terá salas de videoaudiência
02/12/2017 - Fepam promove operação de fiscalização em empreendimentos da Serra
02/12/2017 - Curso sobre poda de árvores ocorre no Parque de Itapuã
02/12/2017 - Eldorado do Sul fará obra de R$ 2,8 milhões com recursos do Badesul
02/12/2017 - Junta Digital é o foco do 2º Seminário Brasil Mais Simples/RS
02/12/2017 - Daer está distribuindo cartilha sobre conservação ambiental da Rota do Sol nas escolas da região
02/12/2017 - Governo reforça Polícia Civil com mais 112 inspetores e escrivães
02/12/2017 - Parceria entre Saúde e Novartis beneficia mais de 23 mil pacientes
02/12/2017 - Governo do Estado e Famurs discutem repasses para a Saúde
02/12/2017 - Sartori sanciona lei que cria o Polo Carboquímico do RS em evento internacional
02/12/2017 - Operação Blindado combate negociação de armas e drogas pela internet
02/12/2017 - Butiá lança o Programa “Nota Fiscal Legal
02/12/2017 - Secretaria de Agricultura da destinação correta às pilhas, baterias e lâmpadas, em Butiá
02/12/2017 - Dezembro Laranja aborda doenças de pele e comportamento suicida
02/12/2017 - Você sabe o que são doenças oportunistas e porque elas atacam o imunodeprimido?
02/12/2017 - 5 passos para prevenir o Alzheimer
02/12/2017 - Justa reconhecimento à dedicação no trabalho
02/12/2017 - Agricultores dos Assentamentos do Parque Eldorado são auxiliados pela Prefeitura de Eldorado do Sul e Emater
01/12/2017 - Lavagem automotiva
01/12/2017 - Mercado e Açougue
01/12/2017 - Artesanato João das Cuias
01/12/2017 - Farmácia do Noel
01/12/2017 - Estalagem Bom Samaritano
01/12/2017 - Serviços de Contabilidade
01/12/2017 - Playgrounds de madeira
01/12/2017 - Anuncie no Jornal ECO do Jacuí
01/12/2017 - Padaria e Confeitaria
01/12/2017 - Mecânica e Retífica de Motores
01/12/2017 - Barbearia Roque



Edição n° 174 - Dezembro 2017

Selecionar Edição
  • Edição n° 174
  • Edição n° 173
  • Edição n° 172













  • Av. Roque J. O. Giacomelli, nº 542, Pq. Eldorado - Eldorado do Sul - Fone (51) 3481 1821